Birkin por Birkin…

20 de setembro de 2011 por Eliana Lima

Comentários 8

Ícone

As línguas que adoram um item de alto luxo continuam na tecla sonho de consumo na capital dos magos-deslumbrados: Birkin Bag.

Trata-se da bolsa – várias e tentadoras cores, e tamanhos – mais cobiçada dos últimos tempos, da grife francesa Hermès.

Significa símbolo de status e poder.

Quem se habilitar, não desembolsará menos de US$ 6 mil.

Bolsa que pode chegar até a mais de 250 mil reais – no caso do mimo feito de couro de crocodilo e com 10 quilates de diamantes.

Em Natal, já são muitas bolsas Birkin  nos braços de lulus e lolitas.

Tudo muito belo, tudo muito caro, tudo muito tentador…

Mas será que muitos daqueles que tanto propalam a Birkin sabem o que, ou quem, significa Birkin?

Não muitos, certamente.

Pois bem: a bolsa é uma homenagem à atriz e cantora Jane Birkin.

Jane Birkin, Jane Birkin, Jane Birkin...

Antes, muito antes…do seu nome impresso na fama da bolsa-ícone, Jane Birkin – inglesa de nascimento – era mundialmente conhecida pelo dueto com o polêmico músico, cantor-poeta e compositor Serge Gainsbourg – dos maiores da França nos últimos tempos  (com quem foi casada entre 1968 e 1980) – na canção Je t’aime… Moi Non Plus (essa é difícil não conhecer).

Música que, na época, foi um escândalo, chegando a ser proibida em alguns países por causa dos seus gemidos e sussurros.

Mas o sucesso falou mais alto.

Mais de 1 milhão de cópias foram vendidas em poucos meses, firmando-se depois como um dos maiores clássicos da  canção francesa.

Antes, de 1965 a 1968, Jane foi casada com John Barry, compositor inglês que escreveu a banda original dos filmes de James Bond.

Somou uma terceira relação com o diretor Jacques Doillon.

Quando jovem e bela, suas curvas e traços sempre estavam expostos em modelitos sensuais que chamavam atenção até dos olhos mais despretensiosos. A ousadia, sua marca registrada.

Tirar a roupa, uma facilidade para ela.

Comportamentos de não fazer inveja aos mais polêmicos da Senhora Sartre, Madame Beaouvoir.

Não à toa, Jane imprimiu um estilo muito especial e invejado de vida.

Pode-se dizer  a mulher copiada – no vestir, no andar, no falar, no cantar, na franja…

Atualmente a cantora é engajada na defesa dos direitos humanos.

Quem quiser conhecer mais, ela tem um site: http://www.janebirkin.net/

Mas de onde vem a ligação de Jane com a bolsa Birkin?

Assim: Em 1984, durante uma viagem de avião entre Paris e Londres, Jane sentou ao lado do mandachuva da Hermès, Jean-Louis Dumas, sem saber que ele era o presidente da grife.

Num determinado momento, deixa cair sua bolsa Hermès, papéis se espalharam pelo piso do avião.

Ela então comentou com o passageiro ao seu lado que não gostava do desenho daquela bolsa e tinha dificuldade de encontrar uma ideal, descrevendo para os atentos ouvidos do monsieur’ Dumas um modelo grande e prático para a mulher moderna usar.

Pouco tempo depois, uma bolsa Hermès exatamente igual à descrita por ela chegava à sua casa com uma nota de agradecimento de Dumas em nome da Maison Hermès.

 Até então, a campeã de vendas da Maison era a bolsa Kelly, uma homenagem à princesa Grace Kelly.

O que justifica o valor tão alto da bolsa?

Simples: apenas cinco exemplares são feitos por semana no ateliê da cidade francesa de Patin.

Um único artesão leva 25 horas para confeccionar o modelo, que deve apresentar duas alças, fecho com logotipo gravado, cadeado, correia de couro horizontal e tachas na base.

O tipo de couro e a cor têm impacto no preço.

Laranja, o tom símbolo da Maison, foi auge do sonho de consumo.

Mas há de se reconhecer que a bolsa ultrapassou a fama da cantora.

Celebridades do mundo inteiro desejam e usam Birkin – a bolsa.

Só a exagerada da Victoria Beckham tem uma coleção com mais de 100 Birkins, em diferentes cores e tipos de couro.

Ah:  Natal de 2008, ela ganhou uma em crocodilo e diamantes.

Ufa! vamos tentar calcular: se cada Birkin custa em média US$ 6.000, a Senhora Beckham tem no armário, a contar cores e tamanhos, cerca de US$ 2 milhões só de Birkin.

E na cama – uau! – muito mai$: o maridón-gatón-maravilho$o David(zinho).

Ahhh…a Birkin existe desde 1984…mas só há pouco é que as bocas-encantadas badalam na capital dos magos-envaidecidos

E para relembrar, ou apresentar a quem ainda não conhece, Jane Birkin e a canção-sensual que a consagrou.

[youtube=https://www.youtube.com/watch?v=4FRQfomNDCU&feature=youtu.be

Também, alguns momentos sensuais e elegantes de Jane, ao lado daquele que mais amou: Serge Gainsbourg:

Mais notícias no Twitter da Abelhinha

Faça um comentário

Você pode deixar uma resposta, ou trackback a partir do seu próprio site.

8 Comentários para “Birkin por Birkin…”

  1. Atento aos blogs disse:

    Eliana que besteirol. Usar um espaço deste tamanho para publicar uma matéria dessa. Só pode está ganhando alguma coisa. Minha nossa. Isso é jornalismo? A quem danado interessa esse tipo de notícia? Fala sério. Aliás, seu blog precisa melhorar. Tem muita bobagem. Já ouvi isso de várias pessoas, inclusive jornalistas credenciados. Já chega de tanta bobagem na internet. Não siga o mesmo caminho.

  2. elianalima disse:

    Quer um conselho, atento? Não leia estas bobagens. E aproveite para repassar aos tão credenciados. Não farão falta, diante dos muitos acessos diários, sorry.

  3. Leo disse:

    adorei sua resposta! Abelhinha, saiba que voce é super prestigiada e respeitada! beijoss.

  4. Atento aos blogs disse:

    Eliana que besteirol. Usar um espaço deste tamanho para publicar uma matéria dessa. Só pode está ganhando alguma coisa. Minha nossa. Isso é jornalismo? A quem danado interessa esse tipo de notícia? Fala sério. Aliás, seu blog precisa melhorar. Tem muita bobagem. Já ouvi isso de várias pessoas, inclusive jornalistas credenciados. Já chega de tanta bobagem na internet. Não siga o mesmo caminho.

  5. elianalima disse:

    Quer um conselho, atento? Não leia estas bobagens. E aproveite para repassar aos tão credenciados. Não farão falta, diante dos muitos acessos diários, sorry.

  6. Leo disse:

    adorei sua resposta! Abelhinha, saiba que voce é super prestigiada e respeitada! beijoss.

  7. fabio barros disse:

    Abelhinha. Positivamente a ausência de comentários a este post, chamou-me à atenção. Tudo porque não apareceu nenhuma perua ou outro bicho de penas que viesse por aqui deixar suas impressões sobre o personalíssimo produto. Faltam peruas endinheiradas?

  8. Maria Regina disse:

    Eliana, vai procurar fazer alguma coisa útil na vida!!! Deixa de escrever tanta besteira! Fabio Barros, não se trata de não ter dinheiro, seu besta, babão, babaca!!!

Comentário

Você deve estar logado para postar um comentário.