Boi na fila do abate: mugidos e choro

8 de março de 2010 por Eliana Lima

Comentários 885

Boi chorando antes de ser abatido

Boi chorando antes de ser abatido

Na seção ‘Polêmica‘, a revista Superinteressante de dezembro traz uma matéria contrária à matança de bois para o consumo humano. Primeiro por causa pela violência do abate, que começa muito antes,  a partir do confinamento. Para o abate, os bois ficam enfileirados. Antes de morrer, seus mugidos são frenéticos e desesperados. O boi chora, demonstrando total consciência do que acontecerá com ele. Portanto,  crime natural.

Segundo o blog Vegana: – “Ao entrar na sala do matadouro, o animal presencia por cerca de um minuto o que está sendo feito com seus companheiros, alguns já pendurados, alguns sendo fatiados em diferentes processos, seu sangue e suas tripas espalhados pelo chão da sala, relata quem já presenciou. Logo o animal tenta escapar, em vão. Está completamente cercado por barras de aço. Neste momento o animal sofre o processo que se chama “insensibilização”. No caso dos matadouros que estive visitando, esta insensibilização é feita com uma pistola pneumática, mas em muitos matadouros a insensibilização ainda é feita a golpes de marreta. A pistola pneumática dispara uma vareta metálica no crânio do animal, perfurando-o até o cérebro. Diz-se que este é um método “humanitário”, pois o animal não sofre dor e permanece desacordado por todo o resto do processo, mas a verdade é que não podemos saber se aquele animal de fato não sentiu dor. Certamente a pistola o torna imóvel, mas o animal não parece desacordado, apenas atordoado e impossibilitado de reagir. Algumas vezes, um mesmo animal precisa ser insensibilizado mais de uma vez, o que mostra que este não é um método “humanitário” nem indolor”.

Segundo porque o organismo humano leva cerca de três dias para digerir a carne. Após 24h, a carne  vermelha normalmente apodrece no estomago, já que não foi digerimos totalmente.

Do QI de Albert Einstein, ele disse certa vez: – “Na minha visão, a maneira vegetariana de se viver influenciaria de forma extremamente benéfica e positiva a humanidade”.

Eis a matéria da Superintesessante, assinado por ADAM SHRIVER -Filósofo da Universidade Washington em St. Louis, Missouri

A LUTA QUE OS VEGETARIANOS DEVERIAM ABRAÇAR

O vegetarianismo não conseguiu competir com o apetite do mundo por carne. Os animais estão mesmo condenados – só resta usar a ciência para que eles não sofram.

BILHÕES de animais vivem hoje confinados em fazendas onde estão destinados a sofrer. Não há uma razão nobre para este sofrimento – apenas os hábitos alimentícios da população mundial. Quando uma pessoa passa por um sofrimento físico contra a sua vontade, encaramos isso como um dos piores males que podem ser impostos a alguém. Com os animais, não deveria ser diferente. Estudos científicos mostram que o sofrimento deles é similar ao nosso. E, no entanto, é pouco provável que as pessoas deixem de comer carne simplesmente por boa vontade.

O consumo de carne no mundo só tem crescidô: o total por pessoa subiu mais de 50% desde os anos 60. E isso apesar dos esforços do movimento de preservação dos animais, que impulsionou o vegetarianismo a partir dos anos 70. Por isso, acredito que temos uma obrigação moral de criar uma geração de animais que não sofram. Ou seja: que não sintam dor.

Pessoas medicadas com morfina ou que sofreram danos em uma parte específica do cérebro (o córtex cingular anterior) dizem ainda sentir dor, mas não se incomodar com ela. É gente que preservou intacta a dimensão sensorial da dor – responsável por determinar se a dor é agura ou fraca, por exemplo – mas perdeu o que se chama de dimensão afetiva, ligada às sensações de desconforto e incômodo. Testes indicaram que o mesmo pode acontecer com ratos e macacos. Os animais conseguem responder a uma ameaça, como se retrair ao tomar um choque. Mas não parecem sofrer tanto: ratos que puderam escolher entre ficar numa sala clara (que eles odeiam) e ficar numa sala escura – mas sob choques  preferiram a segunda opção, apesar da dor.

Uma pesquisa recente mostrou que a engenharia genética pode livrar os ratos desse componente de sofrimento da dor. Graças às semelhanças entre os mamíferos, poderíamos desligar geneticamente a dimensão afetiva da dor também em animais como vacas e porcos. Não há obstáculo significativo a isso.

Algumas pessoas podem dizer que essa proposta viola o direito dos animais. No entanto, acredito que esse argumento perde força quando consideramos o pilar da minha idéia: as pessoas não vão parar de comer carne a ponto de liberar os animais do sofrimento. E aí, os defensores dos direitos de vacas, porcos e aves devem considerar dois cenários. No 1º, violamos os direitos dos animais. No 2º, violamos os direitos dos animais e ainda causamos o sofrimento deles. Se tivermos uma escolha entre essas duas opções, creio que não aparecerá uma acusação forte contra uma geração de animais que não sentem dor.

Alterar geneticamente não é o melhor a ser feito. Na verdade, é o mínimo que deveria ser feito. E muito melhor do que não fazer nada.

Bzzzzz...blog e mais notícias no Twitter da Abelhinha

Faça um comentário

Você pode deixar uma resposta, ou trackback a partir do seu próprio site.

40 Comentários para “Boi na fila do abate: mugidos e choro”

  1. Daniel Dias disse:

    Quando assisti ao filme Planeta dos Macacos, saí do cinema com uma sensação terrível de desconforto. Com o passar do tempo, percebi que estava angustiado não pelos personagens do filme, mas por compreender que aquela história é uma alegoria muito bem feita do que nós, seres humanos “racionais” fazemos com os animais. Não sou vegetariano, gosto de comer carne. Mas me enoja a maneira cruel como esses animais são tratados para saciar nossos hábitos alimentares. Acho repulsivo maltratar qualquer ser vivo, seja animal ou vegetal.

  2. irene disse:

    Eliana, acerca deste assunto recomendo o filme “Temple Grandin” com Claire Danes. O filme conta a historia de Temple Grandin, altista, cientista e humanitaria que inventou um sistema em que o gado caminha, antes do abate, em circulo numa especie de corredor, onde o gado percorre toda a trajetoria de uma forma “mais tranquila” e que evita todo o mugido e o choro do gado. O filme eh muito interessante e foi lancado nos USA no dia 10 de fevereiro de 2010.

  3. Leânio Robson disse:

    Pra quem quiser saber mais, é só pesquisa no “YOUTUBE”: “A CARNE É FRACA”, são 3 matérias mostrando todo o processo de abates…a imagem do choro, mugido e desespero é de chocar.

  4. tete bezerra disse:

    Abelhinha relutei muito em ler esse texto porque sofro.Sou apaixonada por bichos,tive um cachorro que durou 17 anos e agora crio uma gata.Me comovo muito quando leio esse tipo de notícia.

  5. elianalima disse:

    E eu relutei em publicar. Também fiquei, estou, chocada. É o que se pode que se chamar de holocausto dos bois. Podem dizer que sou tola, radical, etc, mas vou eliminar carne de boi das minhas refeições e churrascos. Até porque gosto muito da carne de soja bem preparada, tanto que vez por outra almoço no Nativos (comida natureba). Já o bode, Tête, pelo que venho lendo, é insensível ao abate.

  6. elianalima disse:

    Olá, Ireninha! Que bom você por aqui. Obrigada pela dica. Verei o filme. Bjs.

  7. Beta Queiroz disse:

    Amiga, parabéns pela matéria, temos que ter mais sensibilidade por tudo o que nos cerca, princialmente quem não sabe falar para se defender. Abraços

  8. Cristiane disse:

    Parabéns pela decisão de abolir carne bovina do seu cardápio, Eliana. Infelizmente outros que sofrem horrores antes do abate são os frangos, que passam por um regime de engorda ultra-rápido, eue muitas vezes morrem de fome, pois as pernas se quebram com o peso e a superlotação, e eles não conseguem chegar ao comedouro. Sem contar com as galinhas poedeiras, que tem metade do bico amputado, pois senão se matariam umas as outras, tamanho é o nível de estresse (ficam confinadas, sem poder se mexer, com luzes acesas 24 horas para colocarem o maior número de ovos possível).
    Quem dera todos tivessem um pingo de sua sensibilidade e piedade com o sofrimento dos animais.

  9. Cristiane disse:

    Ah, tem um documentário muito bom, narrado pelo Joaquim Phoenix, chamado “Terráqueos” (Hearthlings), que mostra bem o tipo de tratamento que o ser humano dá aos animais.

  10. elianalima disse:

    Quanto mais o animal ‘bem tratado’ para oferecer uma carne ‘apreciável’, maior o sofrimento.

  11. elianalima disse:

    Obrigada, Beta. O que realmente está faltando à humanidade é ser mais humano.

  12. Allan Erick disse:

    Sem dúvida alguma terráqueos é o pior de todos os documentários que retratam o funcionamento da cruel indústria da carne.

    Parabéns por reproduzir esse conteúdo, esse tema precisa estar sempre no escopo do debate sobre ética.

  13. alexandra disse:

    a criação do universo é um equivoco, alguma besta descontrolada chamada deus (não que eu acredite nisso) criou uma aberração de existencia, o bom senso não existe e o sofrimento é entregue ao acaso, só me resta lamentar.

  14. Michelle Muriel disse:

    Nossa, como é horrivel saber q é necessário matar cruelmente um animal desse pra saciar a fome dos(des)humanos. Gente, eu estou fazendo um trabalho da faculdade sobre Matadouros, pesquisando na internet sobre o assunto, cheguei a este blog, então eu gostaria de contar q eu fiz uma visita tecnica em um matadouro da minha regiaão (Belém-Pa), mas me faltou coragem p ver a matança, pq soh pela pesquisa eu já sabia quão horrivel era, eu estou fazendo este trabalho a cerca de um mês e há um mês eu não como carne direito, até hoje eu sinto o cheiro de carne vindo da graxaria do matadouro, eu sonho com o processo q eu preciso saber cor, desde do metodo de abate até os efluentes gerados. Não está sendo uma tarefa facil, porém, isso me fez pensar algo muito importante: será que é preciso eles passarem por tudo isso por nós? as vezes até jogamos no lixo a carne mal cozida, queimada, enfim… e nem nos percebemos q isso é vida, e a vida é sagrada!

  15. Eliana Lima disse:

    Pois é, Michelle, cruel demais. Hoje não como mais carne.

  16. ChristianLouboutinShoes disse:

    One again, your idea is very

    good.thank you!very much.

  17. best Electronic Cigarette disse:

    your blog is very nice!

  18. Gabriel Hammil disse:

    Mas por que só falar dos bois? Esses bichos com cara de bobão? Todo animal merece ser tratado com respeito, até os tucanos. Até a jararaca da minha sogra e a galinha da minha vizinha!!!! Fiquei revoltado com essa matéria; vou comer uma picanha pra ver se eu me acalmo!

  19. Christian Louboutin Sale disse:

    I find this article from google,it’s extraordinarily useful against me,I upright converge these infomation.I bear subscribe the newsletter,do these articles bear copyright limit? can I post them in my blog?

  20. Cris disse:

    Eh intrigante ver a quantidade de pessoas que se choca e se comove, mas que nada faz. Chorar e se emocionar apenas nao adianta. Eu pergunto: para que? Enquanto continuarmos vendo o que acontece e financiando descaradamente tamanha crueldade, seremos tao responsaveis qto aqueles que o fazem. A morte do boi nao tem inicio no abate, mas no egoismo e na falta de iniciativa de cada um. Para que o boi nao chore, eh estritamente necessario pararmos de come-lo. Claro, o problema nao se encerrara de forma tao simples. Mas eh o primeiro passo.

  21. Fatima disse:

    Eliana Lima,

    Parabéns pela iniciativa de usar o blog em prol de uma causa tão nobre… e parabéns pela iniciativa de ter parado de comer carne…

    Quanto aos “bobões”, se até alguns seres humanos assim se revelam do alto de sua inteligência racional , imagina os bois… mas nem por isso merecem ser comidos né?

    Ou será que é o grau da “bobagem” que autoriza a carnificina?

    Alguns leitores então devem se cuidar pois podem virar a picanha do próximo, tomando cuidado, ainda, com os animais com os quais se acompanham porque filha de jararaca, jararaca é… rs…

  22. Eliana Lima disse:

    Obrigada, Fátima. Confesso que a carne vermelha não está me fazendo a mínima falta. Nem vontade mais tenho de comê-la. Muito pelo contrário. Hoje me sinto melhor, mais leve (estômago).

  23. Figuel disse:

    É realmente de corta coração, a maneira como os bois são mortos.

  24. Pedro disse:

    Um ” rapaz” de nome Confúcio, que esteve por aqui há um tempo atrás, disse algo como: “O Homem é a simpatia do Demônio, o Deus dentro dele só se dá com suas experiências”. Portanto se suas experiências não o aproximam do que é terno, afetuoso, continuará sendo simpático ao capeta.

  25. cheap mbt disse:

    nikki & paulo, the mose useless characters to ever be introduced.

  26. Aluizio disse:

    Muito engraçado, esqueceram dos peixeihos, que morrem com um enorme arpão nas espeinhas ou um alzol transpassado na garganta. Sim lembrei da polverização com inseticidas nas plantações de hortalizaças e legumoinosas, sim essa mata mesmo inclusive os homens, além dos milhoes de insetos inclusive as aves, e se for pulverização aérea…, todos os seres ali existentes na área morrerão a cada pulverização, sem esquecer os rios. A terra hoje tem 7 bilhões de humanos, haja aminais, verduras e frutas para tanta gente, tem gente morrendo de fome nesse instante. Que bom se lhes oferecessem pelo menos um pouquiho de sangue de um boi.

  27. Lania disse:

    A libertação dos animais, apesar de grandes manifestações como esta matéria, certamente é louvavel, porém estamos distantes de formar pessoas mais consciêncites e preocupadas com as questões alimentares que interferem diretamente com o meio ambiente e primordialmente com o bem estar dos animais ditos não racionais.
    Faz-se necessário articulações mais políticas e eficazes!!!!
    VAMOS LUTAR E PROPAGAR ESTE IDEAL DE VIDA: SEJA VEGETARIANO!!!!!

  28. natanael pires disse:

    acho que todos estamos errados na minha opnião acho errado matar animais ,mas se eu olhor pro outro lado isso é necessario pois a carne desse animal me alimenta mais se for pocivel da um morte para esses animais mais digno ou seja não judie dele antes de matar

  29. josiani disse:

    Gostei muito da matéria, gosto muito de animais, confesso que depois de ler, vou tentar parar de comer carne, os animais sente mesma dor que nós, eles tem sentimento, dor, enfim
    estou indignada.

  30. Eliana Lima disse:

    Veja a reportagem da revista Veja da semana passada que deixará de comer carne de animais abatidos para consumo humano. A crueldade com frangos, galinhas, ganso…são chocantes.

  31. André disse:

    A verdade é que a gente tem que realinhar toda a estrutura da sociedade. Ela tem que ser reinventada.Tá tudo desaranjado.. não zelamos por valor algum.. nos tornamos tiranos de nós mesmos.

    Então, focando mais no assunto, muitas das pessoas que comem carne, comem até sabendo que se trata de algo selvagem,mas o costume é algo dificil de ser superado…mal comparando é como um vício.

    Então a mudança estaria numa educação de berço..desde novo o cara sendo instruído sobre o impacto dessa escolha. Aí a coisa melhoraria…pois do jeito que está os vegetarianos não passarão nunca de meia dúzia. A ” revolução” tem que ser no campo ideológico..” Como inserir isso no processo de educação das pessoas?” Essa é a chave. Outra: Como carne…é dificil largar. Mas as proximas gerações.. quem sabe??

  32. Carlos disse:

    Se seu estomago está acostumado a digerir carne de origem animal, é melhor mostrar ao seu cérebro o filme “TERRÁQUEOS” que está na internet.

  33. suelina disse:

    …quando Deus terminou Sua obra disse: Toda erva que dá semente que está sobre a face da terra e toda árvore que da semente e fruto ser vos-vos-á mantimento; e todo o animal da terra ave e reptil o que for alma vivente comera de toda a erva verde do campo; nem mesmo os animais mais ferozes comiam uns aos outros antes do pecado, quanto mais carne o homem come mais pecado ele revela de si mesmo. DEFINIÇÃO DE PECADO, errar o alvo, distansia de Deus, semelhança com o Criador perdida, natureza satãnica……….

  34. vanda disse:

    Eu como muita gente ignorava o que se passava com os animais mas graças a Deus nas redes sociais conheci a realidade e me apavorei com o sofrimento destes indefesos animais ,o que fazer p mudar a cruel realidade deles ?me pegunto sempre ,mudei meus habitos alimentares e estou ainda a mudar ,leite ne pensar ,carne tbm .dizem q eles nao teem inteligencia ,mas estao enganados estes q o dizem senao pq iriam chorar qdo veem seus semelhantes serem assassinados e esquartejados pensem bem ?tudo pq carne faz bem GRANDE MENTIRA ENGODO NOJENTO E FALSO ,LEITE ENTAO OUTRA FARSA .

  35. Naná disse:

    Vocês deveriam procurar saber mais sobre o abate, hoje por lei existe sim o ABATE HUMANITÁRIO, o animal não sofre, não adianta eu ficar falando aqui porquê vocês são vegetarianos. Mas saiba que ao abater um boi por exemplo, não é usado somente a carne para consumo, até na medicina humana e cromestéticos que vocês usam existem componentes de origem animal. Procurem um profissional antes de saírem falando besteiras.

  36. Edvaldo Almeida disse:

    w

  37. Francisco disse:

    Quanta hipocrisia!. Alguém já viu como é abatido o frango, o peixe ou qualquer outro ser vivo que comemos? Por que não falar da violência quando se arranca um pé de alface do solo? ou da impiedosa ação de todos os predadores em relação às suas presas? tudo isso faz parte do que chamamos de luta pela vida.

  38. jose luis disse:

    Uma vez pintei um matadouro e reparei que os bois choram,no primeiro dia tive dó,..mas me acostumei…isso ja vem desde a antiguidade..não vou parar de comer carne por cajsa disso e acho ridiculo a opinião de quem para de comer…vão matar o coitadinho do mesmo geito..que viva o churrasco e matem mais bois

  39. bruna disse:

    olha jose luis voce se acostumou porque nao foi voce quem mataram deveria ter um pouco mais de do dos outros mais bem que tem aquele ditado so acontecendo com a gente pra saber neh se eles choram e porque tem sentimento e sabem que vao morrer se querem matar porque pelo menos nao matam de um geito mais digno porque tao cruelmente eu sei que e cruel porque meu tio trabalhou em um figurifico e me disse que elas choram ele saiu por causa disso mais tudo que se fas paga deus e mais …..eu nao aguentei e chorei muito por causa desses animais mais os seres humanos sao assim mesmo os piores animais da terra sem do nenhum do proximo

  40. Sebastião Alberto da Silva disse:

    Um dia a humanidade estará evoluída espiritualmente ao ponto de não comer carne. Eu faço minha parte não como carnes.

Comentário