Arquivos da categoria ‘Saúde’

MS suspende mais de R$ 2 milhões para Extremoz

14 de junho de 2017

O Ministério da Saúde determinou a suspensão da transferência de R$ 2,037 milhões para  do Bloco da Atenção de Média e Alta Complexidade Ambulatorial e Hospitalar do Rio Grande do Norte e do município de Extremoz.

Motivo: não atendeu exigências e compromissos referentes à sala de estabilização e à habilitação e qualificação de leitos de enfermaria clínica de retaguarda do Pronto Atendimento 24h e Maternidade Municipal Presidente Café Filho, em Extremoz.

Os efeitos financeiros começam a partir da sexta parcela de 2017.

Ministério da Saúde libera R$ 150 milhões para atenção ambulatorial e hospitalar no RN

14 de junho de 2017

Diante do decreto de estado de calamidade na área da saúde pública publicado pelo governador Robinson Faria, e do problema certificado por uma equipe bipartite, o Ministério da Saúde vai liberar R$ 150 milhões, divididos em três parcelas mensais, para serem investidos na Atenção de Média e Alta Complexidade Ambulatorial e Hospitalar do RN.

As para a transferência dos recursos ficará a cargo do Fundo Nacional, de acordo com o processo autorizativo encaminhado pela Secretaria de Atenção à Saúde.

Primeiro reimplante de antebraço é realizado em Mossoró

31 de maio de 2017

Boa notícia na combalida saúde pública potiguar: equipe do Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, fez ontem (30) um reimplante de antebraço amputado. Procedimento inédito no RN.

Um jovem chegou ao hospital com trauma, que teve antebraço amputado. O ortopedista e o cirurgião vascular resolveram fazer a cirurgia de reimplante e obtiveram sucesso.

“Nível São Paulo, feito em Mossoró”, comemorou o coordenador da área de ortopedia e traumatologia da Secretaria Estadual de Saúde (Sesap), Rodrigo Cabral.

Polo de diagnóstico do câncer em Parnamirim

18 de abril de 2017

Parnamirim terá elaboração e implantação de um pólo de diagnóstico precoce e prevenção em oncologia, graças a uma parceria entre a prefeitura municipal e a Liga Norte-Rio-grandense Contra o Câncer.

O projeto foi discutido hoje (18), no gabinete do prefeito Rosano Taveira, que recebeu a visita dos representantes da Liga Roberto Sales, Ricardo Curioso, Renato Cerchi e André Domingos.

O prefeito abraçou a ideia e recomendou ao secretário de Saúde, João Albérico, a criação de uma comissão para junto com os profissionais da Liga discutir de que forma será feito o trabalho. “Temos muito interesse nessa parceria porque a saúde é prioridade em minha gestão”, disse.

Superintendente da Liga, Roberto Sales explicou que inicialmente será necessário fazer uma previsão de custo, de pessoal, definir as participações da Liga e da prefeitura para posteriormente montar o projeto. “Em Caicó também fizemos uma parceria e hoje 300 pacientes fazem a quimioterapia naquela cidade”.

Com o prefeito, participaram ainda da reunião os secretários Franklin Wanderley (Obras) e Giovanni Júnior (Finanças).

Agonia no Hospital Santa Catarina

10 de abril de 2017

o Sindsaúde alerta que o Hospital José Pedro Bezerra (Santa Catarina), na zona norte de Natal, está com apenas um médico pediatra, devido a paralisação dos médicos da Coopmed (Cooperativa Médica do RN), que estão há quatro meses sem pagamento. O hospital costuma contar com no mínimo três pediatras.

“Além da falta de profissionais, uma das três salas de parto está desativada, devido a um princípio de incêndio no ar condicionado neste final de semana”, destaca.

“Com apenas um médico, é possível que vários partos deixem de ser realizados no dia de hoje”, atenta.

Unimed Natal inaugura Pronto Atendimento Pediátrico

28 de março de 2017

A Unimed Natal inicia as comemorações dos seus 40 anos inaugurando na próxima quinta (30), 7h, o mais novo serviço próprio destinado aos pequenos beneficiários.

Trata-se do Pronto Atendimento Pediátrico – 24h, destinado exclusivamente para acolhimento nos casos de livre demanda – situação onde não há necessidade de marcação de consulta – e funcionará ao lado do Hospital Unimed.

Segundo a Unimed, o investimento desafogará o fluxo no Centro Clínico Nascimento de Castro, onde estão localizados o Centro de Imagens, um Laboratório e o Centro Pediátrico, que com a ampliação passará a atender unicamente as consultas eletivas.

Com a criação do Pronto Atendimento, o Centro Clínico Nascimento de Castro passará por reforma de expansão na área de coleta do laboratório, e assim promover mais conforto e agilidade ao serviço já existente.

Olhaí

27 de março de 2017

A partir de janeiro de 2019, será proibido pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) em todo o Brasil a fabricação, importação, comercialização e o uso de termômetros e medidores de pressão com coluna de mercúrio,

Segundo a Anvisa, é resultado da Convenção de Minamata, assinada pelo Brasil e por mais 140 países em 2013, para eliminar o uso de mercúrio em diferentes produtos, como pilhas, lâmpadas e equipamentos para saúde.

O motivo é o impacto da contaminação do meio ambiente por mercúrio, que está ligado diretamente aos riscos provocados pela exposição ao mercúrio para a saúde humana.

Dados do Ministério do Meio Ambiente revelam que a exposição a 1,2 miligramas de mercúrio por algumas horas pode causar bronquite química e fibrose pulmonar em seguida.

Também pode causar problemas ao sistema nervoso central e à tireoide, caso a exposição ao material ocorra por períodos longos.

Sem medir níveis de radiação, técnicos do Hospital Santa Catarina cruzam os braços

2 de março de 2017

O Sindsaúde informa que os técnicos em radiologia do Hospital Dr. José Pedro Bezerra (conhecido como Santa Catarina) “estão há seis meses trabalhando sem substituir o dosímetro, equipamento individual usado para medir a radiação a qual estão expostos e que deve ser trocado mensalmente”.

Sem o equipamento, eles não têm como verificar a dose a que estão expostos. “A situação se repete em outros hospitais da rede estadual”, alerta o sindicato.

Diante da situação, paralisaram as atividades hoje (2) e estão na porta do hospital. Assim, todos os exames estão suspensos.

Casos de dengue caem mais de 96% em Natal

14 de fevereiro de 2017

De janeiro até o dia 13 de fevereiro, foram notificados 103 casos, que corresponde a uma redução de 96,2% em comparação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 2.708 casos. Se comparado ao ano de 2015, quando foram notificados 952 casos, a redução é de 89,2%.

É o que informa a Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Segundo o chefe do Centro de Controle de Zoonoses, Alessandre Medeiros. Mas, alerta que, apesar da redução, o município continuará com as ações de prevenção e combate intensificadas. “Apesar disso, precisamos manter o alerta para possíveis notificações, pois a vulnerabilidade existe. Um exemplo são os bairros de Nossa Senhora da Apresentação e Potengi, na zona Norte, que são responsáveis pela maioria dos casos”.

Segundo o chefe do Núcleo de Risco em Saúde do CCZ, André Nascimento, o programa Vigiadengue possibilitou a redução, já que a metodologia identifica as peculiaridades e situações de cada bairro, identificando as áreas de maior risco, favorecendo que a SMS desenvolva atividades específicas para cada uma.

Sesap inaugura Sala de Situação

26 de dezembro de 2016

A Coordenadoria de Planejamento e Controle dos Serviços de Saúde (CPCS), da Sesap (Secretaria de Estado da Saúde Pública) inaugurou esta semana a Sala de Situação, no 4° andar da sede, para monitorar as informações estratégicas na área de planejamento.

A sala conta com tela touch screen, impressoras, fax, webcam e microfone para videoconferência, além de mobiliário, financiados com recursos do Projeto IDF Saúde – Fortalecimento Institucional da Sesap/RN Sustentável/Banco Mundial, num valor de aproximadamente 40 mil reais.

“A sala mostrará um cenário vivo da saúde do RN, com acompanhamento das informações estratégicas, redes temáticas de atenção a saúde, diretrizes, portarias e toda a parte financeira”, explicou a gerente do RN Sustentável na Sesap, Ana Petta.

Servidores acampam em frente ao Palácio Felipe Camarão

6 de dezembro de 2016

Novo acampamento unificado dos servidores municipais em greve está marcado para amanhã (7) em frente ao Palácio Felipe Camarão, sede da Prefeitura de Natal, a partir das 8h, convocada pelos sindicatos que representam os trabalhadores: Sinsenat, Sindsaúde, Soern e Sindern.

No último acampamento, dia 2, os servidores desfilaram pelas ruas do Centro, com o estandarte do Bloco dos Lisos, em referência ao atraso de salários. A intenção é conseguir o pagamento em dia.

A prefeitura só deve anunciar o calendário na próxima segunda-feira (12). Atraso superior ao de novembro, quando parte dos servidores recebeu no dia 11. Os sindicatos exigem audiência com o prefeito Carlos Eduardo.

Ministro da Saúde convoca estados para combate ao Aedes aegypti

29 de novembro de 2016

O ministro Ricardo Barros (Saúde), vai tratar, em videoconferência, às 11h de hoje (29), com os secretários estaduais de saúde e os coordenadores das 27 Salas Estaduais de Coordenação e Controle, que atuam no monitoramento do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, das ações programadas para a mobilização do Dia Nacional de Combate ao Mosquito, que acontece sexta-feira (2).

Vai convocar a todos para se unirem em um exército de combate ao mosquito, em todo o Brasil.

Pesquisadores alertam para o ano da Chikungunya

25 de novembro de 2016

A doença causada pelo mosquito Aedes aegypti está presente em duas de cada cinco cidades no país, segundo o Ministério da Saúde. Em 2015, foram registrados 38.332 casos prováveis de febre de chikungunya, e neste ano de 2016, os casos somam 236.287, com 120 mortes causadas pela doença que causa dores articulares severas e febre alta.

“Todos os dados epidemiológicos até agora sugerem que o próximo verão vai ter uma transmissão mais intensa dessa doença chikungunya. E está encontrando uma população de seres humanos ainda suscetível a esse vírus que nunca tiveram contato com ele”, explica o entomologista Rafael Freitas, da Fiocruz.

A doença, além de causar desconforto, pode deixar danos permanentes no paciente como lesão nas articulações das mãos e pés, que podem durar para o resto da vida.

A melhor forma de combater o mosquito é exterminar logo na fase larval, antes dele ter asas para voar e conseguir infectar os seres humanos. “Com um larvicida de uso doméstico, conseguimos acabar com todos os ovos que uma fêmea coloca por vez, cerca de 200, enquanto que o uso de inseticidas combate um a um o mosquito da dengue”, alerta Milton Braida, diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Dexter Latina, indústria química especializada no combate ao mosquito.

“Interromper o desenvolvimento das larvas do Aedes aegypti, que possui rápido ciclo evolutivo, é a maneira mais eficiente de controlar a proliferação da dengue”, garante o pesquisador. Além de numericamente mais eficaz, os efeitos do larvicida, após sua aplicação, podem durar até 60 dias, enquanto o efeito do inseticida para o controle de mosquitos adultos, se dispersa rapidamente no ar.

Matando o mosquito antes de criar asas

Os maiores índices de criadouros do mosquito da dengue apontados pelo Ministério da Saúde são registrados em residências. Diferente dos inseticidas comuns, a fórmula do mata-larvas age como um regulador de crescimento dos insetos. Para se transformar em mosquito, o Aedes aegypti passa por quatro estágios: ovos, larva, pupa e, então, mosquito. Na fase larval, depois da eclosão de ovos, que normalmente acontece em 48 horas, o futuro mosquito está se desenvolvendo.

TJ inicia Medida Justa

8 de setembro de 2016

O Tribunal de Justiça abre hoje (8) a segunda edição do “Medida Justa”, realizado pela Programa de Qualidade de Vida (Pró-Vida) para buscas a redução de peso e de medidas de servidores do Judiciário de Natal.

Será às 15, com encontro no Fórum Seabra Fagundes, quando os participantes irão conhecer suas equipes, regras e rotinas do projeto, conhecendo também a equipe técnica formada por cerca de 30 profissionais entre educadores físicos, nutricionistas, fisioterapeutas, enfermeiros e psicólogos. A nova edição conta com a participação de 42 selecionados, oriundos da Justiça Estadual e Federal.

No domingo (11), às 15h, terá a primeira atividade física, com uma caminhada inaugural na Via Costeira, dentro do projeto “Cidade Viva: Via Costeira”

Secretário de Saúde explica problemas

2 de setembro de 2016

Novo secretário de Saúde Pública do RN, o bioquímico George Antunes emitiu nota para explicar que “compreende e aceita com naturalidade a preocupação dos servidores da área da saúde, incluindo os médicos, com relação aos problemas que vêm sendo enfrentados pela Sesap”.

E afirma que está empenhado e trabalhando, junto com o governo, em solucionar todos os problemas. Comunica que iniciou ontem (1º) a programação de pagamentos, incluindo a Sesap, e aguarda agendar uma reunião com o secretário de Planejamento, Gustavo Nogueira, para tratar dos problemas financeiros da Saúde.

Crise: direção do Hospital Giselda Trigueiro suspende atendimento

2 de setembro de 2016

Em nota, a direção do Hospital Giselda Trigueiro, referência no tratamento contra doenças infectocontagiosas do estado, emite nota para informar que

Governo do Estado do Rio Grande do Norte

Secretaria de Estado da Saúde Pública

Hospital Giselda Trigueiro

Direção Geral

Referência, Dedicação e Eficiência em Infectologia

NOTA À POPULAÇÃO

A saúde do Rio Grande do Norte atravessa uma crise sem precedentes em sua história. O desabastecimento de fármacos e outros insumos é uma realidade que ocorre há alguns anos nos hospitais da rede estadual. A deficiência de recursos humanos agrava-se na medida em que os servidores se aposentam e não há reposições.

Nos últimos dias, o Hospital Giselda Trigueiro enfrenta um agravamento dessa crise, devido à suspensão do abastecimento de gêneros alimentícios e ausência de trabalhadores terceirizados em serviços essenciais. Os três setores mais afetados no momento são:

· Higienização 100% dos trabalhadores responsáveis pela higienização deste hospital são terceirizados e contratados pela empresa SAFE. Por falta de pagamento e término de contrato, as 39 pessoas que trabalham nesse setor estão impossibilitadas de exercerem suas atividades. Isso acarreta não apenas em má higiene das dependências hospitalares, mas também na impossibilidade de se admitir novos pacientes para internação, já que os leitos não poderão ser higienizados.

· Nutrição além da falta de gêneros alimentícios (parcialmente resolvida), uma grande parte da força de trabalho do setor é oriunda da mesma empresa da higienização, gerando a completa suspensão de alimentação para os servidores e acompanhantes há 1 semana, com risco iminente de inviabilizar até mesmo as refeições dos pacientes internados.

· Lavanderia o setor é dependente de outra empresa terceirizada: Jaguari. Também por falta de pagamento, os funcionários não estão exercendo suas atividades. Além disso, materiais essenciais, como sabão, estão em falta. Soma-se a isso o fato de algumas máquinas estarem quebradas e as empresas responsáveis pela manutenção não estão fazendo-as por atrasos dos pagamentos. Sendo assim, roupas de cama, essenciais para internação dos enfermos, não estão sendo fornecidas.

A somatória desses problemas acarreta em colapso do sistema hospitalar, impossibilitando, infelizmente, a admissão de novos pacientes.

Esclarecemos que estamos empenhados em encontrar soluções junto à Secretaria Estadual de Saúde e que, tão logo as pendências sejam resolvidas, voltaremos ao atendimento normal.

DIRETORIA COLEGIADA DO HOSPITAL GISELDA TRIGUEIRO

Será?

24 de agosto de 2016

A Artplan Engenharia Termical venceu o pregão eletrônico realizado pela Ebserh (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares) para instalação de ar-condicionado central no Hospital Universitário Onofre Lopes (Huol), além de serviços nas áreas de projeto, instalação e assistência técnica em centrais de ar-condicionado e sistemas de ventilação/exaustão mecânica.

Enfim

Que seja o equipamento e a instalação necessários para os leitos de UTIs pediátricas do Huol, que estão prontos há dois anos, mas nunca funcionou por falta do essencial sistema de climatização.

Anvisa proíbe marcas de geleia e palmito

22 de agosto de 2016

Diante do laudo da Fundação Ezequiel Dias (Funed), que apontou pontos insatisfatórios nos ensaios de análise de rotulagem, teste de incubação e determinação potenciométrica, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a interdição cautela, em todo o Brasil, do palmito picado da marca Mega Sabor, fabricado por Top Sul Ind. e Comércio de Conservas. Trata-se do lote 0001700 (val.: 30/03/2019). A resolução vale por 90 dia.

Também proibiu a distribuição e comercialização, em todo o território nacional, do lote no 02 (val.:19/11/2016) da deléia de morango da marca: PIÁ, fabricado pela Cooperativa Agropecuária. Motivo: foi detectado micélio de fungo (fungo filamentoso) não típico do produto, presença de duas larvas mortas, matérias estranhas indicativas de falhas das boas práticas e um pelo de roedor inteiro, matéria indicativa de risco acima do limite máximo de tolerância pela legislação vigente.

A Anvisa determinou que a empresa faça o recolhimento do estoque existente no mercado, relativo ao lote do produto encontrado com os problemas.

Ufa!

18 de agosto de 2016

Os mais necessitados escaparam, mais uma vez, de ficarem sem atendimento de saúde. A Secretaria de Saúde do RN (Sespa) e a Cooperativa dos Médicos (coopmed) firmaram acordo para o fim a paralisação de parte dos atendimentos de clínica médica, ortopedia, cirurgias vasculares e cirurgias gerais.

O ajuste definiu para sexta-feira (19) o repasse dos valores em atraso com a Cooperativa. Para evitar atrasos no pagamento, a Sesap está concluindo o apostilamento (modificação que não altera as bases contratuais) dos contratos com as cooperativas médicas. Com a mudança, os pagamentos, que atualmente são feitos com recursos do Tesouro Estadual (Fonte 100), passarão a ser efetuados com recursos advindos do Ministério da Saúde (Fonte 160).

No Hospital Walfredo Gurgel (HWG), ainda na noite de ontem, a escala foi reformulada com a convocação emergencial de profissionais estatutários e o plantão noturno contou com três clínicos, quatro cirurgiões gerais e quatro ortopedistas. Hoje pela manhã o plantão já foi normalizado.

MS prorroga inscrições para financiamento de pesquisa sobre o Zika

26 de julho de 2016

O Ministério da Saúde prorrogou até o dia 10 de agosto as inscrições para pesquisadores concorrerem a bolsas na área de prevenção, diagnóstico e tratamento de infecções causadas pelo Zika. Lançado no começo de junho, o edital prevê um montante R$ 65 milhões para incentivar descobertas em nove linhas de estudos relacionadas ao vírus, informa a Agência Brasil.

A divulgação dos resultados será a partir do dia 4 de outubro. E a contratação das propostas aprovadas será feita a partir de 18 do mesmo mês. Os projetos serão financiados dentro de três faixas de valores: até R$ 500 mil, de R$ 500 mil até R$ 1,5 milhão e de R$ 1,5 milhão até R$ 2,5 milhões.

O edital é uma parceria entre os ministérios da Saúde; da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações; e da Educação, que destinaram, respectivamente, R$ 20 milhões; R$ 15 milhões e R$ 30 milhões, segundo a AB.