Qualidade do pão francês é tema de campanha da ABIP durante a 74ª Convenção Nacional que acontece em Natal

9 de setembro de 2019 por Cinthia Lopes

O Pão francês é o pão mais vendido do país, o que representa 45% de toda a produção das padarias brasileiras. Embora seja o carro-chefe da indústria da panificação, o pãozinho tem carecido da atenção do empresário e do padeiro – em especial no que se refere à qualidade. Por isso a Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria (ABIP) vai lançar, durante sua 74ª Convenção Nacional – que acontece de quarta-feira (11) a domingo (15) em Natal/RN, uma campanha de valorização do pão francês.

BANDEIROLA-2 (Medium)A ação será em homenagem ao Dia Mundial do Pão, que ocorre em 16 de outubro, e reforça a necessidade de colocar em destaque um dos produtos mais importantes da panificação. Para se ter uma ideia, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), conjuntamente de outros agentes do setor panaderil, elaborou uma norma técnica exclusiva para tratar sobre os atributos de qualidade do produto.

Por isso, a Campanha do Dia Mundial do Pão traz então uma ampla discussão e conteúdo para padeiros, incentivando e instruindo para que a norma técnica ABNT 16.170 seja difundida e adotada. O mote da campanha será “Cada um tem um jeito de comer pão francês: qual é o seu?” e convida entidades, padarias e clientes a compartilhar histórias sobre o pãozinho de cada dia.

“É importante que o padeiro tenha esmero nessa fabricação, pois o francês atrai o cliente para a loja. Se a sua padaria tem um bom pão, o consumidor passa na frente da concorrência mas vai até o seu estabelecimento para comprar aquele pão maravilhoso. Por isso a ABIP investiu tanto em marketing quanto em conteúdo, apresentando uma rica campanha sobre o assunto”, atesta José Batista de Oliveira, presidente da ABIP.

Batista destaca que a intenção da campanha é alertar o empresário, o panificador, o padeiro, enfim, toda a cadeia da panificação, que eles têm uma joia nas mãos e que precisam tirar um melhor proveito disso. “A padaria pode ter um bom marketing, um bom atendimento, mas se não tiver um bom pão francês, perde cliente”, reforça o presidente.

O desafio da campanha será tirar o panificador da zona de conforto em que se encontra, já que, como explica Batista, muitos fabricam o pão francês do mesmo jeito há décadas e acreditam que não precisam mudar. “Para dar um charme e valorizar o pão francês que produz, a padaria pode colocar uma placa com os horários em que sai o pão quentinho e também tocar um sino para anunciar a nova fornada”, sugere Batista. Para ele, o panificador deve ter o compromisso de fazer o melhor pão francês da cidade por ele e pelo consumidor.

Cervejaria celebra 200 anos de Walt Whitman com série de rótulos inspirados em seus poemas

31 de maio de 2019 por Cinthia Lopes

withman 2

Hoje, 31 de maio, completam 200 anos de nascimento do poeta Walt Whitman (1819 –1892),  nome que influenciou gerações de leitores, como os beatniks e demais modernidades literárias do século XX. Até nosso mestre maior Luís da Câmara Cascudo era um leitor de Whitman, sendo o primeiro brasileiro a traduzir seus poemas para o português, três deles extraídos do livro “Folhas de Relva”, segundo consta no recente livro “O Poeta Câmara Cascudo – Um livro no inferno da Biblioteca”, de Dácio Galvão e o texto acadêmico do nosso colunista de literatura, Alexandre Alves.

A mesma obra “Leaves of Grass” serve de inspiração para uma cervejaria norte-americana Bell’s Brewery festejar o bicentenário do poeta de vanguarda que inaugurou os versos livres, lançando uma série de sete cervejas que homenageiam seus poemas. A série deve ter uma periodicidade/intervalo de dois meses entre cada novo rótulo, com a última cerveja chegando às prateleiras em maio de 2020. A informação é de Márcio Grings, do blog Memorabilia.

Cada cerveja será batizada com um poema de “Leaves of Grass (Folhas de Relva)”, 1ª edição originalmente publicada pelo escritor em 1855. A primeira bebida da série “Leaves of Grass” é uma American IPA de inspiração alemã chamada “Song of Myself”.

Eis uma curiosidade para instigar leitores ou novos leitores do poeta norte-americano.

Restaurante Marechal promove feirinha gastronômica em seu terraço

24 de maio de 2019 por Cinthia Lopes
Varanda do restaurante Marechal recebe feirinha de produtos e oficinas. Foto Arquivo TN

Varanda do restaurante Marechal recebe feirinha de produtos e oficinas. Foto Arquivo TN

Nos últimos anos, a gastronomia contemporânea tem ajudado a aproximar produtores de alimentos artesanais de seu consumidor final, com o apoio de chefs e pesquisadores antenados com questões ambientais e qualidade alimentar. As feirinhas e empórios são comuns dentro de restaurantes de grandes cidades.

Em Natal, o Restaurante Marechal, no Tirol, vai colocar em prática essa novidade realizando o primeiro Marechal Terraço Market. Será neste sábado, das 11h às 16h, no Rooftop do restaurante, onde serão colocadas barraquinhas de produtos fabricados pelos parceiros do restaurante, para degustação no local ou para compras. O público ainda pode curtir o visual do bairro do Tirol.

Segundo a chef Soninha Benevides, vai ter discotecagem com Dj para animar os visitantes e uma série de oficinas gastronômicas especiais.

Recentemente, o restaurante A Cozinharia comemorou seus 6 anos reunindo clientes e fornecedores com seus produtos especiais. Em nome de uma gastronomia mais transparente, sustentável e de qualidade.

São Cristovão realiza noite harmonizada com vinhos da Domno

22 de maio de 2019 por Cinthia Lopes
Embaixador da Família Valduga vem a Natal para harmonizações e treinamentos. foto Reprodução

Embaixador da Família Valduga vem a Natal para harmonizações e treinamentos. foto Reprodução

A Adega São Cristovão encerra seu ciclo de degustações do mês de maio com um jantar harmonizado nesta quarta-feira (22/5), às 20h, no Restaurante Lotus. O jantar terá 5 passos e 5 vinhos e será comentado pelo embaixador do Grupo Família Valduga, o enólogo e sommelier Lucas Simões, numa parceria com a Domno importadora. O Lucas chega a Natal como representante da tradicional Casa que produz vinhos de alta qualidade em sua vinícola nas serras gaúchas e também é importadora, cervejaria e Vinotage — marca de cosméticos derivada. O gerente da Domno, Carlos Magnos, também estará presente.

O menu da noite foi desenvolvido pelo chef Joelson Leite especialmente para a ocasição. “Será um jantar todo comentado no qual Lucas promete uma grande aula de harmonização e experiências eno-gastronômicas do melhor nível”, disse Alexandre Santana da São Cristóvão.

As vagas para o jantar são limitadas. Além do menu completo e os vinhos servidos, o jantar inclui água sem gás, café expresso Três Corações e já com taxa de serviço ao valor de R$ 165,00. Vendas na Sympla ou contato através do 84. 3025 0065 / 2030 6370

5 passos e 5 vinhos

Primeira Entrada terá Ceviche de robalo e harmonização com Ponto Nero Brut; Segunda Entrada combina o Suzuki Lobster-Finas fatias de robalo maçaricadas e recheadas com lagosta salteada em azeite, coroadas com sweet Chilli e crispy de alho poró e o vinho Casas del bosque Reserva Chardonnay; Primeiro Prato Principal : Salmão Missoyaki – Massa negra com sauce de açafrão acompanhado de salmão marinado 12 horas no missô. /  Harmonização : Argento Rosé de Malbec; Segundo Prato Principal : Tataki Trufado – Atum tipo exportação selado em crosta de gergelim com shimeji e mousseline de baroa trufada. / Harmonização: Yali Wetland Reserva Pinot Noir; Sobremesa : Cheese Cake de tofu e lichia com calda de frutas vermelhas. / Harmonização : Ponto Nero Celebration Moscatel.

 

 

Hoje é o Dia Mundial das Abelhas. E elas estão ameaçadas

20 de maio de 2019 por Cinthia Lopes

O 20 de Maio é a data que a ONU elegeu como o Dia Mundial das Abelhas. A data foi proclamada pela Assembleia Geral das Nações Unidas para lembrar a importância da polinização para o desenvolvimento sustentável.

Insetos podem visitar cerca de 7 mil flores por dia, atuando como agentes fundamentais ao equilíbrio dos ecossistemas. Animais também são fonte de mel e outros produtos que dão oportunidade de sustento para agricultores e alternativa saudável para as pessoas.

Abelha Uruçu. Foto: Reprodução

Abelha Uruçu. Foto: Reprodução

Segundo reportagem do G1 de domingo (leia Aqui), o mundo sem abelhas não seria seria só um mundo menos doce, sem mel… “Mas também sem maçãs, peras, abacates, abóboras, melões, melancias, cerejas, pimentas, chocolate, café”.

A maior parte dos alimentos cultivados depende da polinização. Só que alguns agrotóxicos usados em lavouras estão matando as abelhas e ameaçando o equilíbrio tão importante para todos nós.

Se você ama mel e seus derivados e também um mundo mais sustentável, precisa ficar alerta.

De acordo com a Organização Greepeace, a data serve de alerta para lembrar que as abelhas correm perigo de extinção. “Entre dezembro de 2018 e março de 2019, mais de meio bilhão de abelhas foram encontradas mortas, e os principais culpados são os agrotóxicos”, informou a organização em suas redes sociais.

As abelhas e outros polinizadores — como as mariposas, morcegos e pássaros — permitem a reprodução de diferentes espécies de plantas, incluindo muitos vegetais consumidos como alimento pelos seres humanos.

O 20 de maio foi escolhido para a data por ser o dia do nascimento de Anton Janša, esloveno nascido no século XVIII que foi pioneiro na criação e uso de técnicas modernas de apicultura.

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) já desenvolve atividades de capacitação em apicultura no âmbito de diferentes projetos de desenvolvimento rural, do Azerbaidjão ao Níger.

Atualmente, os polinizadores não apenas contribuem com a segurança alimentar, uma vez que são fomentadores da vida vegetal, mas também atuam como sentinelas do meio ambiente, pois variações de seu comportamento indicam ameaças emergentes e desequilíbrios nos ecossistemas.

Insetos invasores, pesticidas, mudanças no uso da terra e a prática da monocultura reduzem os nutrientes disponíveis na natureza e representam uma ameaça às colônias de abelhas.

O Rio Grande do Norte é um grande produtor e mel e única região onde habitam as raras abelhas de Jandaíra, que produzem um mel levíssimo. Essas abelhas sem ferrão também estão ameaçadas.

Para conhecer mais sobre a produção de mel no RN, desafios e dificuldades, bem como a importância das abelhas, acesse nossas reportagens:

Agrotóxicos encurtam vida e mudam o comportamento das abelhas

O doce mel das abelhas mansas

Mel potiguar exportado para o mercado Europeu

 

Fonte: Organização das Nações Unidas (ONU)

Samanaú reativa selo da centenária cachaça Murim

19 de maio de 2019 por Cinthia Lopes
Barris da fábrica Samanau, no Seridó potiguar. Foto Sebrae

Barris da fábrica Samanau, no Seridó potiguar. Foto Sebrae

Quem não lembra do comercial “Beba Cachaça Murim Mirim filtrada”!? Bom, eu me recordo que ouvia a propaganda no rádio de casa em alguma época perdida no passado.

Pois bem, a marca fundada em Canguaretama foi uma das primeiras, senão a primeira dentre as aguardentes filtradas vendidas no Brasil.

Recentemente os direitos da centenária marca foram adquiridos pela cachaçaria Samanaú, uma das potiguares mais premiadas no ramo de cachaças artesanais orgânicas.

A Samanaú é dirigida pelo empresário Vidalvo Costa, o Dadá Costa, como é carinhosamente chamado pelos amigos. Dadá deu a notícia na entrevista da edição deste domingo (19.05) da Tribuna do Norte, na nossa tradicional seção “Minha Área”, do caderno TN Família. MURIM

A Murim tem uma história de 102 anos. Pertencia a Lindolfo Sales. Segundo Dadá, foi seu colega de turma Lindolfo Neto quem o ajudou a articular a patente da Mirim e coloca-la de volta no mercado: “Lançamos as opções Murim Ouro e Prata”, comentou.

A Samanaú também tem outras novidades. Lançou recentemente uma Vodca e lançará ainda em 2019 uma linha com 10 cachaças saborizadas, também orgânicas, nos sabores tamarindo, siriguela, café. No total temos 16 produtos.

Para ver a entrevista completa, acesse o link AQUI

 

De novas e velhas pistas, e a falta que faz um lugar pra dançar em Natal

15 de maio de 2019 por Cinthia Lopes

one 2Natal já foi uma cidade sortida de boates, danceterias e clubes com suas trilhas sonoras mais ou menos em sintonia com as pistas mundiais. Isso até o final da década de 1990. Mas como toda cena efêmera, e este segmento não é fácil, daquela década não restou nem os escombros.

Hoje em dia dançar em Natal é uma questão de garimpar primeiro o estilo musical que se quer ouvir, para depois escolher aonde ir. Não incluindo uma roda de samba aqui outra acolá e algumas festas pontuais com muito psy trance e discotecagens variadas, os poucos clubes que abrem as portas nesta década optam pela música ao vivo com um forte sotaque sertanejão e um pouco de forró. A pista praticamente migrou para os bares, botecos e até o meio da rua.

Esta semana fiquei sabendo de novidades da cena noturna. O antigo Hamachi de Ponta Negra vai dar lugar a uma nova pista, batizada de Amsterdam. Não sei qual será a proposta sonora. Na Pipa também está a pleno vapor a ONE, boate do veterano empresário Ronaldo Lopes, nos moldes das pistas modernas.

Dos locais recentes o Kosmopolit da Hermes da Fonseca tem uma proposta diferente, pode-se dizer similar a lugares conhecidos dos roteiros turísticos como o Clube Metrópole em Recife e ao Bagatelle de São Paulo. É um misto de restaurante com salão, palco, pista e muitos videoclipes clássicos de pop rock, synthpop, dance music dos 80 e 90, além de uma banda ao vivo. Começa com som lounge e vai aumentando gradativamente até que depois da meia-noite o som convida os clientes a entrar na pista. A trilha sonora tem bom gosto e o lugar é muito elegante, mas não sei se o natalense entendeu a proposta.

Para a galera que dança em qualquer estilo musical, ainda está ativo o Seven na praça das Flores e recentemente abriu o Front Stage, em Ponta Negra. Dos antigos que resistem com suas baladas animadas estão o Casanova e a Vogue. 

Recentemente o El Rock passou a investir em noites dançantes com seleção “autoral”. No próximo sábado (18.05) tem a noite ‘Golden Ages’ com trilha sonora de dois conhecedores no assunto Carito Cavalcanti e Isaac Ribeiro.

DJ Samir, um dos melhores na discotecagem em Natal e cercanias, também faz uns sets no Bardallos todas as quintas-feiras, e vez ou outra é visto no Lounge da praia de São Miguel do Gostoso — Ele consegue juntar Tim Maia com Baiana System, Simonal com Luísa e os Alquimistas, Tom Zé, James Brown e Chico Science… O Sabadaço do Synthpop, no Beco da Lama, também trouxe algo novo pras ruas, mas o local ainda carece de estrutura. São limitações do próprio ambiente urbano.

Como baladeira quase aposentada, não estou tão atualizada hoje em dia sobre os ambientes pra dançar. Quem tiver mais dicas de lugares que não citei pode sugerir pra ir ampliando a lista.

Restaurante Madero aporta no Natal Shopping

15 de maio de 2019 por Cinthia Lopes

O restaurante paranaense Madero e o Natal Shopping acabam de bater o martelo confirmando a chegada da marca com exclusividade ao shopping. Eleita a Melhor Hamburgueria pelo Guia São Paulo da Folha, o empreendimento gastronômico irá ocupar lugar de destaque na Alameda Gourmet do Natal Shopping, em uma loja com 570m². As obras da reforma começam em junho e a previsão é de que o restaurante abra no segundo semestre, ainda sem data prevista.

Estrutura do restaurante e hanburgueria Madero. Foto Cedida

Estrutura do restaurante e hanburgueria Madero. Foto Cedida

Fundado em 2005 por Junior Durski, o Madero é uma rede conhecida por produzir e servir cheeseburgers gourmet, palmito assado e petit gateau de doce de leite, os carros-chefes do restaurante, além de carnes, massas, saladas e sobremesas.

 

De festivais gastronômicos em praias paradisíacas

9 de maio de 2019 por Cinthia Lopes

A Barra do Camaratuba, última faixa de praia do litoral paraibano que faz divisa com o Rio Grande do Norte, em breve será a rota de eventos gastronômicos reunindo chefs do RN e Paraíba. Quem dá pistas dessa história é Verlândia de Medeiros Morais, proprietária da Queijeira 504, que está engajada na programação.

Barra do Camarratuba fica no litoral sul da Paraíba, limites com o RN. Foto reprodução

Barra do Camarratuba fica no litoral sul da Paraíba, limites com o RN. Foto reprodução Felipe lima

A parceria deverá contar com a participação da apresentadora Nadia Bochi, conhecida pelas viagens gastronômicas ao lado do chef Jimmy num quadro do programa Mais Você, de Ana Maria Braga. Nadia inaugurou recentemente um empreendimento na região, a pousada Yemanjá Toré, e está em sintonia com pessoas da região, chefs e produtores da área. Está nos planos da equipe a realização de um festival gastronômico e outro de cinema em 2019. Vamos aguardar.

São Miguel do Gostoso deve receber festival em 2019. A imagem é um dos recantos tradicionais da praia, o Jack Sparrow

São Miguel do Gostoso deve receber festival em 2019. A imagem é um dos recantos tradicionais da praia, o Jack Sparrow

Do lado de cá, também deve sair do papel em 2019 0 primeiro festival gastronômico da bela e gastronômica São Miguel do Gostoso, litoral norte do RN. O Gostoso Fest Gourmet será braço itinerante do já consolitado Natal Fest Gorumet, evento realizado há dois anos pelo produtor e empresário Habib Chalita. O festival está em negociações para o segundo semestre. O formato terá oficinas gastronômicas e espaço dos restaurantes na praça.

Chef realiza oficina ‘Como montar uma mesa de café e receber em grande estilo’ na Galeria B612

8 de maio de 2019 por Cinthia Lopes

Antes de pegar estrada para a Expedição Caatinga, que levará pessoas interessadas em uma imersão na culinária de Cerro Corá e região, a chef pesquisadora Adriana Lucena realiza em Natal uma oficina super legal para quem gosta de mesa farta ao estilo café nordestino.

Galeria B612 é espaço de arte e cultura na Ribeira. Foto Tribuna do Norte

Galeria B612 é espaço de arte e cultura na Ribeira. Foto Tribuna do Norte

“Como montar uma mesa de café e receber em grande estilo”será realizada nesta sexta-feira, dia 10, das 14h às 17h, no café na belíssima Galeria de Arte B612, localizada na rua Dr Barata, Ribeira. A galeria é um dos locais mais cheios de arte e história da cidade. Reservas pelo Tel.: 99670 3351. Investimento é de R$ 59,00.