Arquivos da categoria ‘Ceia Natalina’

La Brasserie de La Mer abrirá suas portas para a Ceia de Natal, com cardápio assinado pelo chef francês Erick Jacquin

22 de dezembro de 2017
Chef Jacquin assina menu da ceia natalina no La Brasserie de la mer

Chef Jacquin assina menu da ceia natalina no La Brasserie de la mer

O autêntico restaurante francês La Brasserie de La Mer, localizado no Hotel Majestic, em Ponta Negra, abrirá suas portas na noite deste domingo 24, véspera de Natal, para a Ceia Natalina, com cardápio assinado pelo chef Erick Jacquin, o mais premiado chef francês em atividade no Brasil.

Para a Ceia de Natal, Jacquin elaborou um cardápio especial, composto por um “Menu Degustação”. Será um Menu em seis etapas, com delícias como Ravióli de camarão, emulsão de avocado e espuma de limão siciliano; Vieiras com pupunha e salada verde; peixe branco com migas de pão e creme de espinafre; Balantine de peru com purê de batatas, além de Carré de cordeiro com risoto de castanha e sobremesa.

Disponibilizando um ambiente elegante e confortável, a equipe do La Brasserie de La Mer estará toda mobilizada para que os convidados possam desfrutar de um serviço impecável e de momentos agradáveis ao longo do jantar natalino. As reservas para a noite de Natal podem ser feitas através do fone (84) 3642 7007.

Cozinha natalina será tema do Circuito Gastronômico de Natal

12 de dezembro de 2017
Peru natalino do Nick Buffet. Foto: Arquivo Tribuna do Norte

Peru natalino do Nick Buffet. Foto: Arquivo Tribuna do Norte

A ceia natalina é a ocasião na qual as pessoas colocam à prova as receitas mais tradicionais da família, anotadas em caderninhos antigos que atravessam gerações sem deixar o círculo íntimo. É no Natal que o alimento vai à mesa decorado com amor: do arroz enfeitado à rabanada ; ou do pernil de cordeiro assado ao peru recheado e colorido com fios de ovos, uvas, ameixas e castanhas de caju torradas. Sem falar no queijo do reino, o bacalhau ensopado, o salpicão colorido.

Na Cozinha Show, Adriana Lucena fará palestra sobre tradição natalina no Nordeste. Foto: Rogério vital

Na Cozinha Show, Adriana Lucena fará palestra sobre tradição natalina no Nordeste. Foto: Rogério vital

Costumes, influências e várias receitas disseminadas nas mesas de fim de ano do Seridó ao litoral potiguar, vão estar em evidência no Circuito Gastronômico de Natal, que acontecerá de 14 a 17 de dezembro na praça Pedro Velho (Praça Cívica), zona Leste da cidade. Aberto ao público, o evento contará com pavilhão de comidinhas e restaurantes, Cozinha Show com as oficinas, palestras e encontros de famílias, além de apresentações de música e teatro e bate-papos literários. O Circuito integra o calendário do Natal em Natal e conta com patrocínios da Prefeitura de Natal e Banco do Brasil por meio da Lei Djalma Maranhão.

Chef François Schmmit fará oficina na sexta-feira. Foto: Rogério vital

Chef François Schmmit fará oficina na sexta-feira. Foto: Rogério vital

RECEITAS DE FAMÍLIAS

A Cozinha Show vai receber em sua bancada algumas famílias natalenses que valorizam a gastronomia em seu ambiente familiar, como tradição ou negócio. As famílias de Ignez Motta de Andrade, Mara Veras e convidados (numa homenagem a saudosa chef Gláucia Veras) e a família Galindo participarão preparando pratos tradicionais famosos em suas mesas de fim de ano. Também farão oficinas os chefs François Schmmit, Joelson Leite (Lótus Japonese), Rodrigo Santana (Senac-RN), Thiago Gomes e chef pesquisadora Adriana Lucena, que falará sobre a tradição do natal no Nordeste.

Convidada do festival, chef Irina Cordeiro estará na Cozinha Show no sábado. Foto: Arquivo

Convidada do festival, chef Irina Cordeiro estará na Cozinha Show no sábado. Foto: Arquivo

Outro nome confirmado para realizar oficina é a chef Irina Cordeiro, terceiro lugar no programa Masterchef Brasil Profissionais. Irina falará sobre sua cozinha Praiana Tropical. A data da oficina será no sábado, dia 16, na Cozinha Show.

Na praça gastronômica estarão os estabelecimentos Totoia Restaurante, Paçoca de Pilão, 294 Bar e Restaurante, Ombak de cozinha praiana, Delícias da Macaxeira, Mediterrâneo Buffet, Hamburgueria 84, Ed do Acarajé, Camarão Gourmet, entre outros.

Espetáculo Meu Seridó, peça de Felipe Miguez com Titina Medeiros, encerra o festival na praça Pedro Velho. Foto: Brunno Martins

Espetáculo Meu Seridó, peça de Felipe Miguez com Titina Medeiros, encerra o festival na praça Pedro Velho. Foto: Brunno Martins

ESPETÁCULO “MEU SERIDÓ”, ESPAÇO LITERÁRIO E BOA MÚSICA

A programação do Circuito Gastronômico vai além da culinária e abraça o movimento de ocupação das praças reunindo outros segmentos culturais, como a música, o teatro e atividades lúdicas para crianças.

Na quinta-feira (14) a programação cultural inicia com o Espaço Literário, onde autores vão conversar sobre literatura potiguar (18h). Em seguida se apresenta no coreto o Quarteto Instrumental Jazz e Blues (19h), fechando com show de Sueldo Soaress e banda (21h). O encerramento é 23h.

Na sexta-feira (15) a programação inicia com o Espaço Literário, logo após tem Bruno Alexandre e Leonardo Palhano no show “Especial Roberto Carlos”. Às 20h30 tem apresentação de Coco de Roda, logo depois Grupo de Samba Bom Malandro (21h). O encerramento é 23h30.

No sábado (16) o Espaço Literário recebe programação infantil com palhaço, oficina de Pintura Artística, escultura de balões e pernas de pau. Às 19h se apresenta o veterano cantor Liz Nôga. Às 21h tem show do grupo Al Hannah de dança do ventre e depois show da banda Revolver num especial Beatles e clássicos do rock.

O domingo (17) a programação começa às 17h no Espaço Literário, com apresentação de palhaço, oficina de Pintura Artística e escultura de balões e pernas de pau. Em seguida, o festival abre espaço para um dos mais elogiados espetáculos teatrais da temporada: “Meu Seridó”, peça idealizada pela ronamada atriz potiguar Titina Medeiros, com direção de César Ferrario, texto de Filipe Miguez (diretor da novela Cheia de Charme) e grande elenco.

O espetáculo é sobre o nascimento do sertão do Seridó, uma das regiões mais marcantes do nosso estado, com suas agruras e belezas. Com fortes questões norteadoras, o espetáculo reúne no elenco. Além de Titina Medeiros, Nara Kelly, Igor Fortunato, Caio Padilha – assinando também a trilha sonora – e Marcílio Amorim, ao lado da equipe uma árdua pesquisa histórica, conduzidos pela historiadora Leusa Araújo, através de imersões no próprio Seridó. Natural de Acari, Titina sonhou com esse espetáculo por anos, reunindo as suas vivências e coragem para retirar do próprio solo a história de vida de muitos sertanejos.

O domingo também contará com show instrumental de Sax – Joedson Silva, a chegada do Papai Noel às 19h30, após o espetáculo. O encerramento será com o show de Dani Cruz, a partir das 20h30.

14 motivos para se render ao Panetone

19 de dezembro de 2016

O panetone, esse pão doce em formato de touca de chef confeiteiro e perfume de passas, vinho, frutas e baunilha, teve sua origem no norte da Itália, mais precisamente na região de Milão. Veio para o Brasil com os imigrantes italianos e conquistou um lugar afetivo na mesa natalina, muitas vezes suplantando até a rabanada portuguesa. Mas na hierarquia do Natal, o panetone é uma guloseima que provoca reações extremas, tipo ame-o ou deixe-o.

Tem gente tão fissurada em panetone que chega a promover encontros para degustação – como já declarou o jornalista e apresentador Zeca Camargo – ou a abastecer a dispensa para comê-los até depois das festas, no meu caso. Por outro lado, há quem torça a boca só de lembrar das frutas cristalizadas, preferindo as versões de chocotone ou afins.

cover-panettone-desktop-1200x425

Mas saiba que a receita original não tem nem frutas cristalizadas nem chocolate. Ela é a base de manteiga, açúcar, ovos, uvas-passas banhadas em vinho licoroso no tempero, vinho e a fermentação tem processo natural conhecido como sourdough (levedura cultivada de forma natural) , onde descansa por umas 48 horas para crescer no ponto certo de assar. A cobertura geralmente é um glassê de amêndoas. Depois de assado, esfria de de cabeça para baixo, na temperatura. É assim lá na Itália e entre aqueles que seguem à risca.

Então quando a receita pede a tal essência de panetone, nada mais é do que a recriação desse aroma, mas é muito mais interessante utilizar vinho licoroso na massa.

Panettone à moda italiana

Panettone à moda italiana

De tão adaptado as festividades brasileiras, o panetone já virou uma alternativa interessante à mesa: Como sobremesa, cai bem com um porto ou um vinho moscato. Se aquecido levemente no forno ou micro-ondas, pode acompanhar com sorvete ou puro. Também é um bom parceiro de outro hábito brasileiro, o cafezinho de fim de tarde. E suas sobras servem de base para outras receitas como a própria rabanada. Mais versátil…

Nessa época do ano os panetones entopem as prateleiras de supermercados, delicatessens e padarias com suas adaptações que apostam nas tendências. Tem para todos os gostos e bolsos. Industrializados, caseiros ou a clássica receita temperada com vinho Moscato d’Asti. Luxo!

Tem panetones recheados com frutas nativas brasileiras, como o caso da Amendoá que apostou na semente de cumaru da Amazônia; e as versões lançadas pelas chocolaterias investem nos recheios caprichados, como a da Kopenhagen com chocolate 70% cacau, ou no sabor churros. Aqui em Natal, algumas marcas estão à venda. É o caso da Casa Suíça na Magazzino Vinhos e Comida. A marca lançou este ano o panetone com a receita à moda veneziana.

Listei algumas opções que podem agradar bastante os fãs da guloseima de época. Ainda dá tempo!

freddo

1.Panetone com doce de leite argentino Freddo
A sorveteria argentina Freddo possui lojas em várias capitais do Brasil (aqui em Natal, fica no Natal Shopping Center). Para marcar a data, trouxe sua versão premium do panetone recheado com o tradicional doce de leite argentino, ingrediente base dos sete sabores de sorvetes da marca. O produto, com 700g, é baseado na receita artesanal com processo de fermentação natural e o doce de leite utilizado é de fabricação própria.

mendoa
2. Mendoá lança panetones de Cumaru, a amêndoa que caiu nas graças do  chefs
As sementes e frutos nativos do Brasil recheiam os panetones da marca baiana Mendoá Chocolates, com sede na Fazenda Riachuelo (Ilhéus/BA). A empresa lançou durante o Salon Du Chocolat, prestigiada feira realizada anualmente em Paris, os sabores de panetone com doce de leite de cumaru, semente típica da Amazônia que caiu nas graças dos chefs por que tem o dobro da proteína que dá sabor à baunilha. Também foram disponibilizados panetones nos sabores brigadeiro e cupuaçu. Com massa levemente umedecida, as três opções apresentam um mix de aromas e sabores típicos da gastronomia brasileira.

A receita de cupuaçu mescla o cítrico da fruta com o doce da cobertura de caramelo com castanha-do-pará. Já o de brigadeiro retoma o sabor que é paixão nacional com um toque de leite condensado, chocolate com 70% de cacau e cobertura de chocolate ao leite. Por fim, o novo sabor mistura o adocicado do doce de leite ao aroma característico e amadeirado do cumaru, muito próximo à baunilha e amêndoa mais amarga.

Os panetones compõem a linha Brasilis da marca e selam mais uma parceria entre a Mendoá e a chocolatier Giuliana Cupini, que assina as receitas. Os produtos podem ser encontrados a R$ 99,00. Como a marca não é comercializada em Natal, pode-se adquirir na loja virtual http://loja.mendoachocolates.com.br ou www.mendoachocolates.com.br

Panetone-Nestle-Chandelle-500g-218526

3. Panetone Chandelle Nestlé
A indústria de chocolates, massas e iogurtes resolveu incluir no seu portfólio de produtos de fim de ano um panetone com sabor da popular sobremesa gelada Chandelle, a base de chocolate cremoso. Também manteve a linha de Panettones Gateau lançada ano passado, além dos sabores Alpino, Moça e Prestígio, que remetem aos chocolates mais vendidos da Nestlé. O preço do produto de 550g fica na faixa dos R$ 23,99. Sugestão: pode ser gelado ou levemente aquecido no forno ou micro-ondas para derreter o recheio e dar consistência mais marcante à sobremesa natalina.

linht

4.Marca suíça Lindt estreia panetone fabricado no Brasil
Comercializada em todo o Brasil, a marca de chocolates suíços estreia seu Panettone Lindt com gotas de chocolate e fermentação natural. Segundo divulgou a marca, o produto foi fabricado no Brasil para chegar mais fresco às mesas locais. A receita original italiana foi seguida à risca e para isso, foram dois anos de desenvolvimento com envolvimento direto da fábrica italiana. Os ingredientes que garantem o diferencial do produto vieram da Itália e o chocolate da fábrica da marca que fica na Suíça. “Nosso objetivo era preparar um Panettone que chegasse “quentinho” para as festas de final de ano no Brasil, assim como os italianos têm por lá”, afirma o Country Manager da Lindt Brasil, Patrick Diggelmann. O preço do panetone de 1kg custa R$ 99,90. Saiba mais no www.facebook.com.br/LindtChocolateBrasil

panetone zaeli

5.Marca paranaense Zaeli lança novos sabores com fermentação natural
Sem a utilização de produtos químicos, a Zaeli lançou três tipos de Panetones em seu portfólio, todos elaborados a partir de receitas exclusivas e originárias da Itália: o Panetone em caixa, o Panettone Pouch e o Paneshow (com gotas chocolate). Os pães ficam no molde de papel enquanto são assados no forno. Os panetones são preparados com farinha de trigo, ovos, mel, leite em pó, ­frutas cristalizadas, uvas passas e essência natural.As embalagens são de 500 gramas e os produtos podem ser encontrados em lojas de todo o Brasil. Para mais informações: www.zaeli.com.br

kopenhagen cacau
6.Para fãs de chocolate, Kopenhagen lança panetones Língua de Gato, 70% Cacau e Black & White
Os panetones da chocolateria são tradição no natal. Este ano apresenta quatro novos sabores de panetones: o ‘Lajotinha’, panetone recheado com creme de castanha-de-caju e canela e coberto com chocolate ao leite decorado com castanha-de-caju; o ‘70% Cacau’, panetone com gotas de chocolate amargo, recheio de chocolate meio amargo 70% cacau, coberto com chocolate amargo 70% cacau. Também ‘Mousse de Chocolate com Chumbinho’ (gotas), com recheio sabor mousse de chocolate, coberto com chocolate ao leite e decorado com chumbinho; e o ‘Black & White’, com gotas de chocolate, recheado com chocolate ao leite e chocolate branco, coberto com chocolate ao leite e decorado com chocolate branco. Lojas em Natal: Midway e Natal Shopping.

oanetone visconti

7.Visconti em lata charmosa e cheia de positividade
A marca popular de panetones lança sua versão para presente, em lata decorativa e um panetone com recheio de frutas no tamanho 500g. A lata custa em media R$ 21,99. A embalagem traz mensagens positivas que podem ser colocadas em prática no dia a dia, como “Espalhe sorrisos” e “Distribua abraços”. Muito fofo e ainda uma boa opção para aquele colega da firma. Nos supermercados.

cacau show
8.Cacau Show com panetones trufado e doce de leite e embalagens do artista Luciano Martins
A marca de chocolates com loja em Natal apresenta Panetone Belga, de 750g, com gotas de chocolate, recheio de trufa tradicional e coberto com chocolate ao leite belga. E com frutas e gotas de chocolate. Trufa zero Açúcar e versão La creme. E versão creme de castanha-de-caju com canela, muito na moda. Este ano, o Instituto Cacau Show lançou uma ação social em parceria com o artista Luciano Martins, para embalagens especiais dos panetones da marca. O resultado que beneficiam crianças assistidas pelo instituto, une a criatividade das crianças com o talento do artista, em elementos que representam a família e os sonhos que elas têm.

panetone aseiro tuperware

9.Tupperware ensina a fazer o panetone em casa
A marca de utensílios para cozinha Tupperware selecionou uma receita de panetone para preparar em casa, de preferência utilizando os recipientes Tupperware – mas se não tiver não tem problema.
Ingredientes: 01 quilo de farinha de trigo peneirada | 03 ovos | 1 xícara de açúcar refinado | 01 pitada de sal | 2 colheres (sopa) de manteiga sem sal amolecida | 1 xícara de leite morno | • 50 gramas de fermento biológico | 500 gramas de frutas cristalizadas ou gotas de chocolate | • 25 mililitros de essência de panetone | Raspas de ½ limão
Modo de Preparo: Bata a manteiga, os ovos, o açúcar, o leite, essência de panetone até virar um creme homogêneo; Na Mega Criativa 10 litros misture a farinha com o fermento, abra um furo no meio e coloque os ingredientes batidos. Misture até formar uma massa e sove até que solte das mãos. Adicione as frutas cristalizadas ou gotas de chocolate (chocotone), as raspas do limão e misture até que fiquem misturadas na massa de forma homogênea. Distribua a massa em 3 formas de panetone de 1 quilo e deixe crescer, em temperatura ambiente, até dobrar de tamanho. Com uma faca faça um corte em formato de X sobre os panetones e leve ao forno pré-aquecido a 180ºC por 30 minutos ou até dourar. Dica: Caso deseje fazer mais panetones aumente proporcionalmente a quantidade de ingredientes da receita e utilize a Jumbo Criativa 14 Litros.

la veneziana

10. Panettone La Veneziana da Casa Suíça na Magazzino
A Casa Suíça lançou o Panettone La Veneziana tipo premium, com damasco, ameixa, uvas passas, coberto com amêndoas, crosta de castanha de caju e confeitos de açúcar. São 900g ao preço de R$ 105,00. Tem ainda a versão em lata clássica leva frutas cristalizadas e passas e o tradicional com frutas e gotas de chocolate, ao preço de R$ 45,00. Na avaliação dos principais cadernos de gastronomia, o panetone da marca Casa Suíça tem bom custo-benefício, mas nesse caso são os tradicionais de 500g. Em Natal, um dos locais que comercializam a marca é a Magazzino Vinhos e Comida, na rua Potengi, em frente ao Atheneu (Petrópolis).

panettone-2-coppo

11. Importadora Mistral vende Panetone com Moscato d’Asti, do italiano Paolo Coppo e Moncalvina
Panetone e vinho licoroso vão além das harmonizações. A bebida é um ingrediente da receita original, pelo menos para o produtor de vinhos piemontês Paolo Coppo, que incorpora-o à massa durante a fabricação. Estamos falando do produtor da Moscato d’Asti, ou seja, vinho procedente da mesma região onde nasceu o “panettone”.

Com a ajuda do também piemontês Albertengo, tradicional produtor de panetones, a parceria que que começou há pelo menos cinco anos chegou ao Brasil. Segundo reportagem da coluna Paladar do Estadão, os panetones são preparados com ingredientes de alta qualidade, descansam 48 horas e tem cuidados tão detalhistas como a safra de um vinho. Custam R$ 117,00 na Importadora Mistral, que também importa os vinhos de Coppo. Segundo o produtor italiano, o Moscato não deixa taços de álcool no panetone. Em compensação, ele disse à reportagem que “as frutas cristalizadas não combinam com o vinho”. Muito menos chocolate, doce de leite e até quinoa, presentes em algumas das versões produzidas no Brasil atualmente. (Com informações do Estadão). Onde achar: www.mistral.com.br

image002 (2)
12. Panetone sem glúten e sem lactose da Favoritta
Marca de cereais integrais de alta densidade nutricional, a Favoritta aproveita a época do ano para sugerir uma receita que utiliza a farinha Sorgo, uma alternativa importante para pessoas com restrições alimentares, celíacos ou veganos
Ingredientes: 100g Farinha de Sorgo Integral Farovitta | 150g Farinha de Grão-de-Bico | 50g fécula de batata | 3 ovos | 10g CMC | 1 tablete fermento biológico | 100g óleo de coco | 150g Açúcar de Coco Farovitta | 40g água morna | 15g essência de panetone | 130g suco de laranja | 100g nozes moídas | 100g damasco picado | 100g uvas-passas
Modo de Preparo: Misture os ingredientes secos, acrescente o óleo de coco, os ovos e a essência de panetone. Coloque em formas e deixe fermentar (descansar por 50 min) Assar em forno aquecido à temperatura média por 30min. Decore à gosto. Dependendo do tamanho da forma rende de 3 a 4 panetones

cheescake de panettone editado

13. Vencedor do Master Chef Júnior e marcas de panetones lançam receitas para adaptar o produto pronto
Se você não tem o menor saco para fazer panetone em casa ou ganhou a guloseima de presente de um amigo, pode incrementá-lo com uma receita nova. OGrupo Bimbos, fabricante dos panetones Pullman, PlusVita e Nutrella, em parceria com o chef Lorenzo Ravioli (vencedor do 1º MasterChef Brasil Junior) lançaram uma série de receitas para quem gosta de panetone, mas prefere personalizar a receita usando o pão doce como base. Abaixo, segue uma das receitas:

Cheesecake de panettone: 2 panettones fatiados em discos de 2 cm de largura por 12 cm de diâmetro | 450 g de cream cheese | 1 ½ xícara (chá) de açúcar | 1 lata de creme de leite sem soro | Suco de 1 limão • Raspas da casca de 1 limão • 1 colher (sopa) de gelatina em pó incolor | 4 colheres (sopa) de geleia de morango | • Frutas frescas a gosto • Manteiga para untar
MODO DE PREPARO: Corte os discos de panettone em tiras e coloque-os no fundo de uma forma untada com manteiga, de modo que o fundo fique totalmente coberto de panettone. Leve ao forno preaquecido (200 °C) por 10 minutos ou até dourar. deixe esfriar e reserve. Na batedeira, bata o cream cheese com o açúcar até formar um creme. Misture o creme de leite, o suco de limão, as raspas de limão e a gelatina preparada de acordo com as instruções da embalagem. Coloque a mistura sobre o panettone e leve à geladeira até firmar. Na hora de servir, espalhe a geleia por cima e cubra com as frutas de sua preferência.

chiquinho

14.Chiquinho Sorvetes lança gelado de panetone
A franquia Chiquinho Sorvetes, sorveteria que possui filial em Natal, aposta em produtos exclusivos confeccionados com panetone de chocolate: Tortilha Speciale com Nutella, Shake Mix Speciale Doce de Leite e Shake Mix Speciale Chocolate Trufado.A ação acontece entre os dias 17 de novembro e 05 de janeiro em todas as lojas da rede.