Arquivos da categoria ‘Cervejaria artesanal’

SENAI-RN traz especialista alemão para formar cervejeiros artesanais no RN

18 de fevereiro de 2018

donamathildebier_17062013135958

O sabor, o aroma, a coloração, a textura são detalhes apreciados por quem degusta ou elabora uma cerveja artesanal. Trata-se de um hobby que tem despertado um interesse crescente não só na degustação, mas também na detalhada preparação da bebida. Há, no Rio Grande do Norte, diversos grupos que frequentemente se reúnem para fazer e apreciar essas cervejas e até uma associação que reúne cervejeiros experientes.

 O Senai-RN, por intermédio do Centro de Educação e Tecnologias Clóvis Motta, programou um curso de qualificação profissional de cervejeiro artesanal. Para assegurar uma formação de excelência, foi firmada uma parceria com a Fundação da Indústria Alemã, que designou um especialista, Horst Ernst Bismark, para ministrar as aulas e o treinamento, que vão começar nesta segunda, dia 19 de fevereiro.

Nesta primeira turma, serão formados vinte cervejeiros artesanais. Eles serão potenciais multiplicadores, ou seja, poderão ser os instrutores de novos cursos e capacitações voltadas ao setor.

A diretora regional do SENAI, Roseanne Azevedo, destaca a importância de se promover uma atividade de formação em uma área na qual há cada vez mais pessoas interessadas. Ela ressalta também a excelência técnica das aulas que serão ministradas por um especialista alemão.

cerveja1

As aulas e o treinamento começam nesta segunda e irão até o dia 9 de março. O consultor alemão vai ministrar a formação das 13 às 17h30 e das 18h30 às 22 horas, no Centro de Educação e Tecnologias Clóvis Motta.

Os participantes vão receber toda a formação necessária para a produção de cervejas artesanais, atendendo às normas e procedimentos técnicos de boas práticas de fabricação, de qualidade, higiene, saúde e respeito ao meio ambiente.

 Ao concluir o curso, terão a capacidade de produzir a cerveja e identificar os ingredientes básicos, os equipamentos para a fabricação, o procedimento, a fermentação, além dos adequados armazenamentos.

O curso é resultado de uma parceria entre o SENAI-RN e a SES, a fundação da Indústria Alemã para Cooperação Internacional. A SES é a principal organização de voluntariado da Alemanha para especialistas e executivos que estão aposentados e se dedicam a difundir conhecimentos técnicos forma da Alemanha.

Fonte: Senai RN

Nísia Floresta inspira cerveja artesanal produzida por mulheres

3 de outubro de 2017

Encontrei essa novidade na rede social da Inesperato, uma empresa que atua como curadoria de conhecimento e trabalha ideias inovadoras de empresas parceiras.  A Goose Island Sisterhood surgiu em 2017 como uma confraria de cervejas formada só por mulheres empreendedoras. A maioria já atua nesse segmento de cervejaria, algumas em multinacionais, e também no ativismo social.

 

goose-island foto reproducao internet

O plano consiste em produzir do zero cervejas que dialoguem com o empoderamento feminino. Então nada mais justo que começar batizando essas criações com o nome de brasileiras que fizeram a diferença em suas profissões e para a sociedade de seu tempo.

Depois da escritora Carolina Maria de Jesus e da engenheira Enedina Alves Marques, chegou a vez de homenagearem a norte-riograndense Nísia Floresta – educadora, escritora e poeta brasileira considerada pioneira do feminismo em nosso país.

Para homenagear Nísia, nasceu a Bière de Gardea, base de caju. Quem pensa em viajar pra São Paulo já vai poder provar. A cerveja está disponível na Goose Island Brewhouse, no bairro de Pinheiros-SP, na r. Baltazar Carrasco, 187.

De acordo com as mestras cervejeiras, a cerveja Nísia combina dois elementos da história da homenageada: um estilo nascido na França, local onde ela morou em parte da vida e, o caju, em homenagem ao Rio Grande do Norte, estado onde a escritora nasceu e que possui o maior cajueiro do mundo (o cajueiro de Pirangi). Detalhe: o lucro das vendas será revertido para a ONG Think Olga, parceira da confraria nesse lançamento.

Fonte: Inesperato e Revista da Cerveja