Arquivos da categoria ‘Meio ambiente’

Hoje é o Dia Mundial das Abelhas. E elas estão ameaçadas

20 de maio de 2019

O 20 de Maio é a data que a ONU elegeu como o Dia Mundial das Abelhas. A data foi proclamada pela Assembleia Geral das Nações Unidas para lembrar a importância da polinização para o desenvolvimento sustentável.

Insetos podem visitar cerca de 7 mil flores por dia, atuando como agentes fundamentais ao equilíbrio dos ecossistemas. Animais também são fonte de mel e outros produtos que dão oportunidade de sustento para agricultores e alternativa saudável para as pessoas.

Abelha Uruçu. Foto: Reprodução

Abelha Uruçu. Foto: Reprodução

Segundo reportagem do G1 de domingo (leia Aqui), o mundo sem abelhas não seria seria só um mundo menos doce, sem mel… “Mas também sem maçãs, peras, abacates, abóboras, melões, melancias, cerejas, pimentas, chocolate, café”.

A maior parte dos alimentos cultivados depende da polinização. Só que alguns agrotóxicos usados em lavouras estão matando as abelhas e ameaçando o equilíbrio tão importante para todos nós.

Se você ama mel e seus derivados e também um mundo mais sustentável, precisa ficar alerta.

De acordo com a Organização Greepeace, a data serve de alerta para lembrar que as abelhas correm perigo de extinção. “Entre dezembro de 2018 e março de 2019, mais de meio bilhão de abelhas foram encontradas mortas, e os principais culpados são os agrotóxicos”, informou a organização em suas redes sociais.

As abelhas e outros polinizadores — como as mariposas, morcegos e pássaros — permitem a reprodução de diferentes espécies de plantas, incluindo muitos vegetais consumidos como alimento pelos seres humanos.

O 20 de maio foi escolhido para a data por ser o dia do nascimento de Anton Janša, esloveno nascido no século XVIII que foi pioneiro na criação e uso de técnicas modernas de apicultura.

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) já desenvolve atividades de capacitação em apicultura no âmbito de diferentes projetos de desenvolvimento rural, do Azerbaidjão ao Níger.

Atualmente, os polinizadores não apenas contribuem com a segurança alimentar, uma vez que são fomentadores da vida vegetal, mas também atuam como sentinelas do meio ambiente, pois variações de seu comportamento indicam ameaças emergentes e desequilíbrios nos ecossistemas.

Insetos invasores, pesticidas, mudanças no uso da terra e a prática da monocultura reduzem os nutrientes disponíveis na natureza e representam uma ameaça às colônias de abelhas.

O Rio Grande do Norte é um grande produtor e mel e única região onde habitam as raras abelhas de Jandaíra, que produzem um mel levíssimo. Essas abelhas sem ferrão também estão ameaçadas.

Para conhecer mais sobre a produção de mel no RN, desafios e dificuldades, bem como a importância das abelhas, acesse nossas reportagens:

Agrotóxicos encurtam vida e mudam o comportamento das abelhas

O doce mel das abelhas mansas

Mel potiguar exportado para o mercado Europeu

 

Fonte: Organização das Nações Unidas (ONU)