32191892_10155683793762426_6668378507376066560_n

POR AUGUSTO BEZERRIL 

@augustobezerril*

O  potiguar Wagner Kallieno desfilou, ontem, no DFB Festival coleção com todos os elementos  gramática sexy, porém elegante; O desfile teve um pegada esportiva (coisa que o  estilista vem trabalhando desde a edição passada do DFB Festival) e, na cartela de cortes, tons ácidos com ares festivos dos anos 80 e 90. A coleção, sorrry, não vai ser comercializada. Kallieno tem se dedicado à três “colabs” . Mas ser difícil vai segura a cliente fiel resistir às fendas e decotes profundos dos vestidos; às saias pontuadas por zíperes em comprimento midi ou mesmo um simples vestido tubular em malha em ótimo camuflado. Com silhueta estruturada a partir do vinil, couro e pele, a mulher vista na passarela usa animal print, lamê e cores eletrizantes. O verde ácido tem bom momento nos looks masculinos iluminando looks em off-white. Para os homens, vale prestar atenção no corte preciso das calças de barras ajustas e comprimento mais curto. Se era para fazer um exercício de estilo, a intenção foi alcançada com êxito.

Acompanhe cobertura Tribuna do Norte do DFB Festival

*O jornalista viajou à convite do DFB Festival.

Foto Thiago Malva

Comentários do Facebook

Deixe um comentário