Amapo - SPFW N48 Inverno 2020 Foto: Zé Takahashi/ FOTOSITE

POR AUGUSTO BEZERRIL

@augustobezerril

augustobezerril@tribunadonorte.com.br 

Baile perfumado do Cariri de Espedito Seleiro na SPFW. A Amapô, com apoio do Senac Fortaleza, trouxe ao Pavilhão das Culturas Brasileiras, onde acontece a semana de moda paulistana no Parque do Ibirapuera, a arte e o próprio Espedito Seleiro para uma festa da mais genuína arte da indumentaria nordestina: a arte em couro. O que parecia improvável aconteceu: as cores urbanas e festivas da grife dialogaram esteticamente com os arabescos coloridos do Mestre Seleiro. Ao toque do forró, menino puxam menina e menina para dançar e menina puxa menina para contradança. Quem é nordestino sabe que a festa é assim e Amapô sabiamente traduziu em leveza e alegria. A estamparia aberta aos neon dos anos 80 que fazem história do repertório da Carolina Gold e Pitty Taliani, estilistas da  Amapô  – reproduziu, na versão Cariri,  imagem de Padre Cícero, casas nordestinas, cafés, florais e símbolos de romaria.

Amapo - SPFW N48 Inverno 2020 Foto: Zé Takahashi/ FOTOSITE

PAULICEIA DO CARIRI 

Os desenhos de Seleiro se fizeram fresh em maxi regatas, moletons e jaquetas. As sandálias e pochetes feitos pelo artesão reforçam a tradição da família do cearense no trabalho sobre o couro há três gerações. Os ventos do Cariri sopraram alegria e leveza na Pauliceia. “Meu coração quase sai pela boca”, brincou Espedito ao falar sobre apresentação. Depois do desfile, Seleiro teve momento de prosa com jornalistas e com Paulo Borges – Diretor artístico da SPFW.

Confira cobertura ABZ Tribuna do Norte da SPFW.

Foto Agência Fotosite

Comentários do Facebook

Deixe um comentário