72741631_833362437059755_6364886183981350912_n

POR AUGUSTO BEZERRIL

@augustobezerril

augustobezerril@tribunadonorte.com.br 

O novo luxo a partir do DNA brasileiro entra no mapeamento via SPFW. A Neriage  sinaliza sentido classy ao lançar holofotes, num mesmo desfile, para bolsas feitas de palhas de Tucum, feitas por artesãs da Associação de Mulheres Indigenas do Alto do Rio Negro (Amarn) e joias da celebrada Tiffany & Coco. O resultado é de uma elegância aparentemente clássica, talhada na alfaiataria e na justaposição de materiais e efeitos de nervuras, pregas e, em algumas peças, o acabamento por fazer. O uso da palha como arremate nos cabelos mostra demonstra como Renata Caniello, a stylist Renata Correia e  a equipe de beleza –  leia-se  Vanessa Rozzan e Vito Marielo – sacaram bem a trilha pela qual o desfile deveria seguir. Sem falar, claro, de Maria Bethânia na trilha. O que já é outro luxo!

74242362_388314228778884_5740516763708162048_n

Alguns elementos chamam atenção: o comprimento midi, quanto o cinto marcam a cintura à medida que mangas (longas) e golas  se redesenham. Os decotes, quando aparecem, realçam o melhor da alta joalheria da Tiffany. Quase uma aula de como cobrir e descobrir. A cartela de cores seguem a “trilha”, nome da coleção, da viagem pelo interior do Brasil. Verdes, vermelho, marinho e off-white. Neriage é puro #jadoro! na SPFW.

Foto Agência Fotosite

 

Comentários do Facebook

Deixe um comentário