99057129_566878414254987_7335450103118823424_n

POR AUGUSTO BEZERRIL

@augustobezerril

augustobezerril@tribunadonorte.com.br 

Lana Del Rey usou as redes sociais para avisar data de lançamento de novo álbum: 05 de setembro. A cantora aproveitar para rebater e diz considerar “patéticas! críticas nas quais apontam  glamurização de relacionamentos abusivos nas composições da cantora. “Eu só queria dizer que nos últimos dez anos eu acho que é patético que uma exploração minuciosa de minhas letras detalhando meus papéis às vezes submissos ou passivos em relacionamento costuma fazer as pessoas dizerem que eu coloquei as mulheres de volta a centenas de anos atrás“, afirmou.

DIVA E DIVAS 

Lana cita colegas de geração em post. “Agora que Doja Cat, Ariana [Grande], Camila [Cabello], Cardi B, Kehlani e Nicki Minaj e Beyoncé tiveram suas músicas em primeiro lugar falando sobre ser sexy, sem vestir roupas, transando, traindo, etc, posso voltar a cantar sobre se sentir incorporada, bonita e sendo amada mesmo que um relacionamento não seja perfeito, ou dançando por dinheiro – ou o que eu quiser – sem ser crucificada ou que digam que estou glamourizando o abuso?”, questiona. A polêmica, claro, foi noticia do dia. “Não sou feminista“, rebateu. Ok, Lana. Mas glamurosa inegavelmente é.

Foto Reprodução

Silvana Holzmeister, autora de O Estranho na Moda, reflete sobre uso de máscaras

 

 

Comentários do Facebook

Deixe um comentário