104754424_275110027167181_1164501694270957625_nPOR AUGUSTO BEZERRILF

@augustobezerril

augustobezerril@tribunadonorte.com.br

ABZ Tribuna do Norte tem Garimpo Especial Bahia. A Bahia é todos santos e lugares como bem mostra o designer Eduardo Atallah. Paulista de nascimento, o rapaz tem pai e avô de santo em Salvador. E para lá que ele vai sempre. Após 25 anos trabalhando na indústria da moda, Atallah decidiu abandonar o prêt-a-porter e se dedicar ao seu novo projeto: a alfaiataria de garimpo. A coleção Lava, Tempera, Abençoa nasceu na Bahia, mais precisamente na Feira de São Joaquim. Um oásis cultural e gastronômico no centro da cidade de São Salvador à beira da bahia de todos os santos, Vale ir na feira e continuar até o Largo 2 de julho. É um axé. É sobre “A coleção é uma história de amor que precisava de cura e um ato de fé. Sempre quis reverenciar o Candomblé, minha religião. E com a benção do meu orixá, naturalmente tudo aconteceu. Me sinto muito grato.“, celebra.

105769049_294144235103234_9056515015268665231_n

As imagens captadas por Lu Free (que já fotografou para potiguar Palone Design) abençoam looks de temperado de elegância tropical. O laise na alfaiataria é uma apenas dos requinte do talhe. A camisaria tem shape apurado em santa paz com as calças de cós alto. É como se Saint Laurent tivesse passado, ao invés de Marrocos. por dias na Bahia. “Sempre fui apaixonado por camisas. Dentre todos os itens que compõem o vestuário masculino, a camisaria certamente é a mais importante. Tem uma estrutura de modelagem inteligente, complexa e desafiadora”. O garimpo nasceu da necessidade de encontrar tecidos inusitados e nobres sem depender diretamente do mercado têxtil atuante que, por sua vez, exige grandes metragens inviabilizando o trabalho do artesão. “Nosso mercado têxtil está preparado apenas para atender as grandes marcas e os magazines em geral. Isso dificulta muito financeiramente a estrutura do artesão ou do pequeno produtor(marca) que precisa comprar quantidades imensas e consequentemente estocar a sobra do que não foi utilizado ou produzido”,  diz. Em dia com a nova ética do consumo, o designer diz que não precisa produzir. Ele usa do olhar de um autor para vestir um consumidor igualmente autoral.

105195553_902500613508160_3790835574968741599_n

SIGA …

Eduardo tem um ateliê localizado no Jardim Paulistano na cidade de São Paulo, Capital. E funciona sob agendamento por @eduardo.atallah
Fotos Lu Fee / Divulgação

Comentários do Facebook

Deixe um comentário