DSC03154-

POR AUGUSTO BEZERRIL

@augustobezerril

augustobezerril@tribunadonorte.com.br 

Diante da impossibilidade de promover a edição 2020 do Trama Afetiva, um dos principais eventos do país direcionados a discussão de propostas de criação e design a partir de resíduos descartados pela indústria têxtil, Jackson Araujo, diretor criativo da plataforma, em parceria colaborativa com a biodesigner Itiana Pasetti, o costureiro Jorge Feitosa e a estilista e pesquisadora de moda Thais Losso produziu o vídeo-manifesto “Água” que materializa, através de 10 vestíveis, confeccionados com nylon de guarda-chuvas obtidos pelo coletivo de catadores de resíduos sólidos da Unidade de Triagem do Campo Da Tuca, de Porto Alegre (RS), questionamentos sobre cuidados com o meio ambiente, ressignificação de matéria-prima e fortalecimento do trabalho coletivo. As peças foram confeccionadas com aproveitamento total da matéria-prima coletada, ou seja, com resíduo zero. O trabalho será apresentado, dia 26, dentro da programação de fashion film do Brasil Eco Fashion Week. No dia 27, o ABZ Lab apresenta Geová – Redesenho do Mundo.

DSC03317

AFETIVA TRAMA 

O  resultado tem a marca do olhar sensível e imersivo da Trama Afetiva. Com Manifesto Água,  uma série de vestíveis inspirada despertam a reflexão sobre  espaço como um lugar de autoconhecimento, reflexão e cuidado com a vida e com a natureza. “Água já era uma das pautas presentes no Trama Afetiva. Água é o novo petróleo, o elemento onde a vida surgiu e é o que move as novas buscas espaciais. É por causa da água que existe o guarda-chuva. Água é vida”, conceitua Jackson Araujo, para reforçar que a performance virtual busca posicionar a Trama Afetiva como um movimento de pessoas que se conectam e usam a moda como ferramenta de transformação socioambiental.

DSC03415

INCLUA O AFETIVO   

O projeto contou com as participações da artista e mestra em poéticas visuais Patrícia Araujo e da artista e bailarina Clarice Lima, que assina a direção de movimento e a coreografia. Também em cena o ator negro Leo de Paula, performer e pesquisador sobre os aspectos do corpo gordo e as suas vertentes, Leonor Mesel, arquiteta negra, 60+, designer de objetos de decoração em tecidos africanos, Renata Bastos, atriz trans, performer e comunicadora de moda, e Belly Palma, gestora do programa de Moda Inclusiva da Secretaria do Estado de São Paulo dos Direitos da Pessoa com Deficiência e consultora de Negócios Inclusivos.

Foto Divulgação

Comentários do Facebook

Deixe um comentário