Anfavea: o “momento da virada” da indústria chegou, mas depende das reformas

6 06Etc/GMT+3 setembro 06Etc/GMT+3 2016 por fernandosiqueira

Fábrica Jeep - Goiana

A indústria automotiva brasileira segue caminhando em passos lentos. No mês de agosto, de acordo com os dados divulgados nesta terça-feira (6) pela ANFAVEA (Associação Nacional de Fabricante de Veículos Automotores), foram produzidos 177,7 mil veículos, número 6,4% menor do que o de julho (189,9 mil). Em relação ao mesmo mês do ano passado, a redução é mais acentuada: -18,4%.

Para o presidente da Anfavea, Antonio Megale, essa queda foi um reflexo direto da interrupção temporária da produção de algumas montadoras. Segundo o executivo, se não houvesse essa paralisação, a produção passaria das 200 mil unidades.

Fábrica Honda HR-V - produção

Por outro lado, fato positivo foi o aumento do número de licenciamentos em agosto, com 207,3 mil unidades, número que representa crescimento de 1,4% na comparação com o mês anterior, mas queda 11,3% comparado ao mesmo mês de 2015. No acumulado do ano, não há refresco: queda de 23,1% em relação a 2015 com o total de 1,348 milhão. Para se ter uma ideia do tombo, o melhor resultado foi obtido nos oito primeiros meses de 2012, ocasião em que houve 2,501 milhões de emplacamentos.

Megale destacou o crescimento e acrescentou que o resultado poderia ter sido melhor. A observação fica por conta dos Jogos Olímpicos, que trouxe uma grande visibilidade para o país e ânimo para os brasileiros, mas que acabou derrubando os emplacamentos em pouco mais de 14% no Rio de Janeiro durante a realização do evento.

Em relação ao emprego, houve uma redução de 0,7% nos postos de trabalho, com o total de 126.900 reduzido para 1126.000 trabalhadores na indústria. Atualmente, existem 20.300 profissionais no regime especial do PPE (Programa de Proteção ao Emprego). No entanto, o executivo indica que a previsão industrial é de que não haverá necessidade de reajustar para menos a produção de veículos.

Fábrica Jaguar Land Rover

Na primeira coletiva após o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Roussef concluído, o presidente da Anfavea falou sobre o tema e que considera que este é o momento da virada para a indústria automotiva. Entende que a recuperação total do setor somente ocorrerá quando o país como um todo volte a crescer, com a retomada do crescimento da economia, PIB e a confiança do consumidor. Para o executivo, é imprescindível que as reformas propostas pelo novo governo aconteçam (em especial reformas econômicas, equação dos gastos públicos com limites estabelecidos, questões trabalhistas e regulamento do serviços de terceirização).

Nas questões trabalhistas, a Anfavea espera que mudanças e ajustes sejam feitos para que a indústria nacional tenha mais competitividade frente aos mercados internacionais. Em relação à questão previdenciária, Megale também destacou ser um fator crucial para que o país tenha um horizonte melhor definido, e assim, tenha capacidade de atrair mais investimentos para retomar o crescimento.

Fotos: divulgação

FONTE: Carsale


Mercedes lança 2º- episódio da websérie sobre produção de ônibus

27 27Etc/GMT+3 abril 27Etc/GMT+3 2017 por fernandosiqueira

A Mercedes-Benz acaba de lançar nas redes sociais o segundo episódio da websérie “Coração das Máquinas”, especialmente criada para destacar a qualidade dos chassis de ônibus produzidos na fábrica de São Bernardo do Campo em São Paulo.

Segundo Walter Barbosa, diretor de Vendas e Marketing de Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil, o lançamento do segundo episódio aborda a avançada tecnologia e os modernos processos empregados na produção, tendo como destaque a preparação do chassi para a montagem do motor, câmbio, eixos e demais componentes no veículo, que, depois de pronto, segue para empresas implementadoras a fim de receber as carroçarias solicitadas pelos clientes de ônibus.

Com base no conceito “Pensando no coletivo. Pensando no futuro” – que norteia as ações de comunicação da unidade de negócios de ônibus da Empresa – o primeiro episódio apresentou uma visão geral sobre a produção de ônibus Mercedes-Benz. Para os próximos capítulos, os destaques serão a avançada tecnologia e os modernos recursos e processos da fabricação de chassis, motores e eixos, bem como da linha de montagem dos ônibus.

“Lançado no dia 23 de março, o primeiro capítulo dessa websérie alcançou expressivo sucesso nas redes sociais”, ressalta o executivo. “Em menos de um mês, foram alcançadas cerca de 970.000 visualizações no Facebook, com mais de 35.000 curtidas e mais de 10.000 compartilhamentos. Além disso, também obteve mais de 15.800 visualizações no YouTube”.

“Temos também como objetivo ressaltar a competência e a experiência do nosso time de colaboradores na produção de ônibus, cuja dedicação é fundamental para que possamos entregar os melhores produtos aos clientes, cada vez mais sintonizados com a realidade do transporte de passageiros no País”, afirma Walter Barbosa. “Vem daí a nossa tradicional liderança de mercado. São mais de 560.000 ônibus da marca comercializados em 60 anos, tanto no País, quanto nas exportações. Aliás, a unidade brasileira responde pela maior operação de ônibus da marca fora da Alemanha”.

Subaru inicia vendas da linha 2017 do Forester XT Turbo

por fernandosiqueira

Exibindo Linha 2017 - Forester XT Turbo - Imagem 01 - Baixa Resolução.jpg

 A SUBARU iniciou neste mês, as vendas da linha 2017 do utilitário esportivo Forester XT Turbo. Importado com exclusividade pela CAOA para o Brasil, este modelo traz evoluções no design e a ampliação da lista de equipamentos de série, que conferiram ainda esportividade, requinte e conforto.

Entre as mudanças no desenho externo da linha 2017 do Forester XT Turbo, que tem preço sugerido de tabela de R$ 159.600,00, está a adoção de uma grade de entrada de ar remodelada, em formato colméia e com um friso central cromado, que ostenta o tradicional logotipo da SUBARU.

Ainda na parte frontal, os novos faróis contam com máscara negra, tecnologia bi-xénon e Steering Responsive Headlights– sistema direcional do facho de luz que acompanha o sentido do movimento realizado no volante durante as curvas, potencializando a iluminação e assegurando mais segurança.

Além disso, esse novo componente também possui luzes indicadoras de direção em plástico translúcido, conferindo modernidade ao conjunto óptico.

Nas laterais, os destaques são as novas rodas de 18 polegadas. Enquanto na traseira, o modelo conta com novas lanternas com assinatura em LED. A exemplo dos faróis dianteiros, essas peças são produzidas em material translúcido e integradas à carroceria.

Interior ainda mais funcional e equipado

Conforto, ergonomia e funcionalidade – esses são os conceitos que nortearam as evoluções apresentadas no interior do habitáculo da gama 2017 do SUBARU Forester XT Turbo.

O motorista tem à sua disposição uma nova central multimídia com tecnologia GPS integrada. Esse dispositivo possui tela de 7 polegadas sensível ao toque e traz um menu de fácil leitura e bastante intuitivo, que facilita o acesso a várias funções relacionadas ao GPS.

A nova central multimídia possibilita a execução de músicas de dispositivos externos como celulares e aparelhos de MP3 (via USB ou tecnologia Bluetooth). Além disso, o motorista visualiza no display as imagens da câmera de ré, acessa a lista de contatos, atende chamadas e tem acesso ao histórico de ligações.

O modelo conta ainda com um novo volante multifunções, desenvolvido para proporcionar uma empunhadura ainda mais firme e ergonômica. Ele também incorpora os botões de acionamento do sistema de áudio, do Controle de Velocidade de Cruzeiro e do sistema SI-Drive.

Com o objetivo de oferecer ainda mais requinte e comodidade, foi adicionado à ampla lista de equipamentos de série da gama 2017 do SUBARU Forester XT Turbo: duas memórias dos ajustes do banco do motorista e novo acabamento “black piano” no console central do painel e no revestimento interno das portas.

SUBARU Forester: duas versões de acabamento e motorização

O modelo SUBARU Forester está disponível em duas versões de acabamento: a “Sport” está equipada com motor Boxer 2.0 litros aspirado, com 150 cv de potência, torque de 20,2 kgf.m e preço sugerido de R$ 131.900,00; enquanto a “XT Turbo” conta com propulsor Boxer 2.0 litros turbo, capaz de atingir a potência de 240 cv, torque de 35,7 kgf.m e valor de tabela de R$ 159.600,00. Essas configurações se caracterizam por privilegiar a performance, economia de combustível e baixa emissão de poluentes.

Além disso, ambas trabalham em conjunto com a última geração do câmbio automático Lineartronic, que proporciona troca suave de marchas, priorizando o conforto, sem abrir mão do desempenho.

O Forester está equipado com o sistema de tração integralSUBARU Symmetrical All-Wheel Drive (SAWD). Essa tecnologia distribui a potência de maneira simples e direta para as quatro rodas, proporcionando um equilíbrio perfeito e natural, o que proporciona uma experiência única de controle.

Bosch Imprensa: Oficina do futuro

por fernandosiqueira

Resultado de imagem para fotos da bosch na automec 2017

Oficina do futuro – Bosch apresenta soluções inteligentes na Automec 2017

– Oficina conectada estará em exposição no estande da Bosch
– Conexão proporciona mais eficiência e qualidade na manutenção
– Realidade aumentada inova o universo da reparação automotiva
– Segurança e monitoramento de frota com soluções de telemática

Campinas – A interação das oficinas mecânicas com os serviços baseados na web e a aplicação da realidade aumentada estarão entre as novidades da Bosch na Automec 2017, evento que ocorrerá 25 a 29 de abril, no Expo São Paulo, em São Paulo. No estande da empresa, localizado na rua E 130, será possível vivenciar o ambiente de uma oficina do futuro e conhecer as últimas novidades da marca em equipamentos de diagnósticos, autopeças e serviços.

O processamento de da dos, a Internet das Coisas e o aumento da conexão entre os produtos trarão um grande potencial de desenvolvimento para as oficinas mecânicas no longo prazo. Isso será possível visto que as informações e o histórico de manutenção do veículo já estarão disponíveis antes mesmo do mesmo chegar à oficina, pois os sistemas trocarão automaticamente dados uns com os outros (carro e oficina) e o aplicador poderá acessar, em tempo real, as principais informações do fabricante.

Oficinas conectadas com o Bosch Connected Repair
Uma das novidades da Bosch é o software Connected Repair, que conecta todos os equipamentos Bosch já disponíveis na oficina e permite que os dados coletados do veículo fiquem disponíveis para serem acessados em outros computadores e sistemas interligados em rede.
Com isso, o mecânico terá acesso ao histórico completo do veículo em diferentes estações de trabalho e a qualquer momento, basta inserir a número da placa e/ou chassi no computa dor. Além disso, o software utiliza uma identificação inovadora, que permite realizar testes individuais para complementar os parâmetros específicos do veículo analisado. Numa visita futura à oficina, estes dados serão utilizados novamente para facilitar os processos e evitar a duplicação desnecessária de trabalho.

Outro diferencial do Bosch Connected Repair é o uso de um recurso de foto, que possibilita documentar a condição do veículo em um protocolo padronizado e pronto para impressão. Essa funcionalidade permite informar aos clientes sobre as reparações necessárias de forma transparente. Durante a Automec, a Bosch apresentará o software por meio de um tablet. Atualmente os equipamentos compatíveis com o Bosch Connected Repair são:

– ESI[tronic] 2.0 / KTS 5xx workshop-software package
– Analisadores de motor FSA 500, 720 e 740
– Analisador de faróis MLD 815
– Alinhadores de direção FWA 4630

Realidade aumentada na reparação
Com o aumento e diversificação da frota, está cada vez mais difícil para os profissionais do mercado de reparação automotiva terem todo o conhecimento necessário para realizar a correta manutenção dos veículos. Com isso, a Bosch criou uma Plataforma de Realidade Aumentada Comum (CAP), que permite a integração fácil e rápida de conteúdos digitais e visuais com a documentação técnica. Este sistema multi-plataforma funciona de maneira independente a partir de tecnologias de rastreamento e processamento específicos.
Apontando a câmera para o veículo, o dado adicional pode ser integrado à imagem real usando um computador, tablet ou óculos inteligentes. A informação pode chegar a partir de textos e instruções explicativas, manuais ou diagramas, objetos tridimensionais, fotos ou vídeos. Desta forma, mesmo componentes ocultos ou cabos podem ser exibidos e o tempo necessário para executar tarefas de reparação mais sofisticados podem ser reduzidas de 10% a 15%.

Com o C AP, o mecânico terá a possibilidade de acessar as informações mais atualizadas e aumentar a sua compreensão do produto. O uso da realidade aumentada se traduz em mais qualidade e assertividade nas reparações, melhor atendimento aos clientes e menos tempo do veículo parado na oficina. A Bosch estima que as primeiras oficinas estarão atuando com aplicações de realidade aumentada já em 2018.

Chamada automática de emergência
A Bosch apresentará na Automec 2017 o eCall Retrofit, um dispositivo para o serviço de chamada de emergência que deve ser conectado diretamente ao acendedor do carro. Um sensor de aceleração detecta a colisão e ativa a chamada de emergência e, através de um aplicativo de smartphone, detalhes como posição do carro e a gravidade do impacto são transmitidos para a central de monitoramento e, a partir deste momento, as medidas necessárias para o atendimento são iniciadas automaticamente. Se a colisão for apenas de gravidade moderada, a central de co ntrole entra em contato diretamente com o motorista e se o mesmo não responder, uma ambulância é alertada imediatamente. O dispositivo conta ainda com o iCall, que auxilia o motorista a localizar um posto de serviço ou restaurante mais próximos, por exemplo.

Monitoramento de frota
Os visitantes da feira poderão conferir ainda o Bosch Vehicle Link (BVL), hardware de telemática desenvolvido para o monitoramento de veículos com diversas possibilidades de recursos customizáveis. Na Automec, a Bosch apresentará os dispositivos BVL 1100 e BVL 5100 (CCU), que permitem atender as diferentes demandas dos clientes.

Isto é possível graças a uma unidade de comunicação instalada no veículo que, de forma criptografada, envia os dados operacionais e informações sobre a condição do carro, caminhão ou ônibus à infraestrutura de TI da Bosch para a análise dos dados. O grande diferencial do BVL é o fato de utilizar as mais recentes técnicas de criptografia desenvolvida s pela subsidiária Bosch ESCRYPT garantindo total segurança ao processamento dos dados.

O BVL 1100 é uma solução que, além de monitorar o comportamento do motorista (forma de aceleração e frenagens, por exemplo) e desempenho do veículo (consumo), auxilia o usuário quanto ao diagnóstico e reparação do veículo informando previamente quando algum sistema não está operando conforme o esperado. Com fácil instalação plug and play, o dispositivo conta com Bluetooth compatível e sensor de aceleração 3-D.

O modelo BVL 5100 permite ainda que os usuários se beneficiem da tecnologia de ponta da telemática, que traça um panorama mais profundo das métricas internas do veículo com funções específicas para gerenciamento de frotas de médio e grande porte.

Serviço
13ª Automec
Data: de 25 a 29 de abril de 2017
Horário: terça a sexta das 11h às 20h e sábado das 9h às 17h
Local: São Paulo Expo – São Paulo/SP – Rod. Imigrantes Km 1,5 s/n
En dereço do estande Bosch: rua E 130
Informações: www.automecfeira.com.br

Mercedes-Benz inicia vendas do AMG GT R no Brasil

por fernandosiqueira

  • Modelo será comercializado a partir de maio com preço sugerido de R$ 1.199.900,00
  • Primeiras unidades chegam em agosto

A Mercedes-Benz comercializa, a partir de maio, o superesportivo Mercedes-AMG GT R nos concessionários de todo o Brasil. Com preço sugerido de R$1.199.900,00, as primeiras unidades começam a chegar a partir de agosto. O modelo é o mais potente da família do GT graças ao motor exclusivo V8 biturbo que gera 585 cv, oferecendo performance inigualável. Seu desenvolvimento é resultado de um trabalho colaborativo entre os engenheiros responsáveis pelos modelos de competição e os profissionais que produzem os veículos de passeio da marca.

Apresentado no País em fevereiro durante a 11ª edição do Mercedes-Benz Top Night, o Mercedes-AMG GT R acelera de 0 a 100 km/h em apenas 3,6s e vem equipado com controle de tração com 9 estágios, tecnologia cuja origem vem do carro de corrida GT3. A inovadora grade frontal Panamericana com elementos cromados posicionados na vertical em formato arredondado realça ainda mais o visual esportivo e marcante do modelo. A cor exclusiva “AMG green hell magno” remete ao lendário circuito de Nürburgring, onde o veículo passou a maior parte do tempo de seu desenvolvimento. Todas essas características reforçam seu DNA de pista, proporcionando uma experiência de condução única.

FEDERAL-MOGUL LANÇA A PRIMEIRA PASTILHA DE CERÂMICA FABRICADA NO BRASIL NA AUTOMEC 2017

por fernandosiqueira

A Federal-Mogul anuncia o lançamento da primeira pastilha de freio com tecnologia cerâmica produzida no Brasil (a Ferodo Top Premium), que eleva o nível desse importante item de segurança dos veículos (o sistema de freio e seus componentes). Um de seus atributos mais importantes é a durabilidade, que proporciona aumento significativo na vida útil das pastilhas, em condições normais de uso.

Desenvolvida para o mercado de reposição e destinada a automóveis premium, nacionais e importados, a nova linha de pastilhas pode ser adquirida nas redes autorizadas de vendas e serviços, em todo o Brasil e também em outros países da América do Sul.

Segundo José Roberto Alves, gerente-geral da planta da Federal-Mogul Sorocaba, o programa de lançamento da pastilha Ferodo Top Premium, com tecnologia cerâmica, exigiu um longo período de desenvolvimento e testes. Pelas diversas vantagens de eficiência e segurança que oferece, existe perspectiva de aumento de procura por esse produto, o que poderá exigir também a ampliação de sua produção para atender à expectativa de demanda do mercado.

Tecnologia cerâmica 

A matéria-prima cerâmica utilizada na produção das pastilhas Ferodo Top Premium é de altíssima tecnologia. Contribui para ampliar o padrão de segurança dos veículos, proporcionando maior estabilidade do coeficiente de atrito e, com isso, também reduz a possibilidade de ocorrência do fading – perda de eficiência, parcial ou total dos freios, por efeito de superaquecimento. Quando o freio é aplicado repetida e exaustivamente, aquece todo o seu sistema. Esse calor irradiado resulta na diminuição do coeficiente de atrito entre o disco e as pastilhas.

Além de atuar de forma contínua e suportar o calor gerado pelo processo de atrito, que pode atingir até 750°C em condições severas de frenagem, a pastilha cerâmica reduz significantemente vibrações e ruídos, transmitindo a sensação de segurança e conforto ao motorista. Outra característica presente no material cerâmico é a diminuição expressiva de sujeira nas rodas, gerada pelo acionamento do sistema de freio em contato com o disco.

Na Automec 2017, além do lançamento de pastilhas de cerâmica e seu portfólio de produtos já conceituados no mercado, tais como pastilhas tradicionais, sapatas, lubrificantes e fluidos para freios (DOT 3 e DOT 4), a empresa apresenta também o novo fluido de freio DOT 5.1, o qual tem uma característica importante: a de resistir a altas temperaturas (com ponto de ebulição correspondente a 260°C) , retardando o fading (fenômeno que pode ocorrer com a aplicação dos freios em condições severas, como por exemplo em descidas de serra).

 

Nova BMW R 1200 GS é lançada no Brasil em duas versões

por fernandosiqueira

Nova BMW R 1200 GS é lançada no Brasil em duas versões e preços a partir de R$ 64.900,00. Aventureira traz visual renovado, motor mais eficiente e inédito pacote Rallye

OK3

A BMW Motorrad acaba de lançar a nova BMW R 1200 GS, modelo mais vendido da marca no mundo e líder há anos do segmento no Brasil. Com visual renovado e dinâmica aprimorada, a nova BMW R 1200 GS está mais versátil, confortável e robusta, oferecendo um nível inédito de equipamentos para a categoria. Apresentada no Salão de Milão (EICMA) em 2016, a nova BMW R 1200 GS faz jus à aptidão off-road que representa a sigla “GS” há mais de 35 anos. São duas versões disponíveis, Sport+ e Premium+, dois pacotes inéditos, Exclusive e Rallye, e preços entre R$ 64.900,00 e R$ 75.900,00. A gerente sênior de Marketing da BMW Motorrad Brasil, Luciana Francisco, falou sobre o lançamento: “A nova BMW R 1200 GS tem a combinação perfeita entre conforto em viagens de longa distância no asfalto e robustez para enfrentar trilhas e situações off-road, além de novas tecnologias que tornam a condução mais prazerosa. Sem dúvidas, o modelo seguirá liderando o segmento e conquistando uma legião de fãs ao redor do mundo”.

Novo visual

A nova BMW R 1200 GS está com uma aparência mais robusta e arrojada, com linhas marcantes e novas opções de cores e acabamentos. Há mudanças no para-lama dianteiro, enquanto pequenos defletores (conhecidos por winglets) adicionam um toque de perfeição aerodinâmica. Os painéis de compensação laterais do tanque de combustível também foram projetados recentemente.

O novo estilo também foi aplicado ao radiador, que possui uma superfície galvanizada ou são feitos de aço inoxidável (pacotes Rallye e Exclusive). O caráter off-road da nova BMW R 1200 GS é enfatizado particularmente no pacote Rallye, que traz pintura metálica Azul Lupine, transmissão preta, elementos de decoração destacados sobre os lados do tanque de combustível em cores BMW Motorsport e quadro na coloração Azul Cordoba — combinação que resultou em nada menos do que a GS produzida em série mais esportiva de todos os tempos.

O pacote Exclusive traz tanque de combustível com elementos claros e cor Iced Chocolate metálico. A transmissão em preto e os freios acabados em dourado, por sua vez, representam um refinado contraste.

O painel de instrumentos da nova BMW R 1200 GS traz novo grafismo e layout, combinando elementos analógicos e um amplo visor digital, o que proporciona uma excelente visualização ao piloto. As cores disponíveis variam segundo a versão. Na configuração de entrada, estão disponíveis as cores Branca e Preta. O pacote Rallye traz a exclusiva tonalidade azul Rallye e, no pacote Exclusive, a carroceria pode ser pintada na cor Marrom.

Motorização

O modelo vem equipado com o vigoroso motor boxer, capaz de encarar as condições mais extremas dos cantos mais remotos da Terra. O bloco é bicilíndrico de oito válvulas, com 1.170 cilindradas, injeção eletrônica, módulo central remapeado, transmissão aprimorada em eixo cardã e refrigeração mista (líquido e ar). O conjunto, que é associado a um câmbio de seis marchas e embreagem hidráulica lubrificada a óleo, desenvolve potência máxima de 125 cv a 7.750 rpm e torque máximo de 125 Nm a 6.500 rpm. Moderno e eficiente, o propulsor possui um catalisador adaptado para atender às exigências das normas de emissão da EU4.  O novo modelo incorpora ainda um amortecedor de vibração no eixo de saída da transmissão e uma revisão do atuador do tambor de seleção e dos eixos de transmissão.

Dimensões

A nova BMW R 1200 GS manteve as excelentes dimensões que a permitem encarar com segurança e robustez os mais variados tipos de terreno. Assim, o modelo conta com 2,20 metros de comprimento; 1,41 metro de altura (sem espelhos); 95 cm de largura (com espelhos); 1,50 metro de distância entre-eixos e 85 centímetros /87 centímetros de altura dos assentos (ajustáveis). O peso total (abastecido com combustível, óleo e fluidos) é de 244 quilos. A capacidade máxima de carga é de 216 kg. A capacidade do tanque de combustível, por sua vez, é de 20L (mais cerca de 4 litros de reserva).

Pacotes e equipamentos

A BMW R 1200 GS oferece uma extensa lista de itens de série: acelerador eletrônico; ajuste dos manetes de freio e embreagem; ajuste de pré-carga do amortecedor traseiro; amortecimento variável auxiliar; assento em dois níveis; freios ABS; cavalete central; computador de bordo; controle automático de estabilidade (ASC); embreagem anti-deslizante; eixo cardã; guidão com ajuste de posição; imobilizador eletrônico; indicador de direção branco cristal; modos de pilotagem variados, lanterna traseira em LED; para-brisa com ajuste de altura; protetor de cárter; rodas de liga leve, tomada de 12V; suporte de top case e suspensões paralever e telelever.

Na versão Sport+ (R$ 64.900,00) estão incluídos todos os itens de série anteriores mais farol em LED; luz de posição diurna; protetor de escapamento cromado; manoplas aquecidas; controle de pressão dos pneus (RDC); piloto automático; protetores de mãos; luzes de direção em LED e manual do proprietário em português.

Na versão Premium+ (R$ 74.900,00) são adicionados todos os itens da versão Sport+ mais controle de tração dinâmico (DTC); ajuste eletrônico de suspensão (ESA); sistema de partida sem chave (keyless); assistente de partida em subida; computador de bordo PRO; assistente de troca de marchas PRO; modos de pilotagem PRO; preparação para GPS; ABS PRO; controle automático de estabilidade (ASC); motor com acabamento preto (disponível apenas para o pacote Rallye); suporte para malas laterais; rodas raiadas.

Essa versão Premium+ pode ser equipada também com os novos pacotes Exclusive ou Rallye, por mais R$ 1.000,00. O pacote Exclusive traz itens de requinte ao modelo, enquanto o pacote Rallye tem assento especial Rallye, para-brisa esportivo, protetor de chassi e largos apoios para os pés e rodas raiadas.

Dinâmica, segurança e conforto

A nova BMW R 1200 GS oferece diversos dispositivos que garantem uma dinâmica aprimorada e o máximo de conforto a bordo para piloto e passageiro. O modelo vem equipado de série com dois modos de condução: “Chuva” e “Estrada”, oferecidos em conjunto com o Controle de Tração (ASC). O Riding Modes Pro (opcional) inclui os modos de condução adicionais “Dynamic”, “Dynamic Pro”, “Enduro” e “Enduro Pro”, assim como o Controle de Tração Dinâmico (DTC), que permite uma aceleração ainda mais eficiente e segura.

Os modos de condução “Dynamic Pro” e “Enduro Pro”, ativados por meio de um plugue codificado, também oferecem opções de personalização que permitem adaptar o caráter da moto. Outros elementos do Riding Modes Pro são o novo Assistente de Partida em Ladeira, os freios ABS Pro para uma maior segurança na frenagem e a luz de freio dinâmica, que é ainda mais eficaz ao chamar a atenção para a frenagem da motocicleta.

Em relação à segurança, o equipamento opcional Ajuste de Suspensão Dinâmico (ESA) “Next Generation” tem um sistema especial de amortecimento que se adapta de maneira automática à situação enfrentada pelo motorista, de acordo com sua condição de condução e a manobra realizada. Há também uma função totalmente automática de nivelamento para compensar os mais variados tipos de terreno.

O pacote Rallye, disponível de fábrica, permite que a nova BMW R 1200 GS seja usada de forma mais ativa no off-road devido a suportes de mola mais longos, um curso de mola prolongado e a uma mola que deixa a suspensão mais rígida, garantindo o total controle e conexão entre o piloto e a motocicleta.

CRÔNICAS DA VELHA RIBEIRA (59) Aurino Araujo

26 26Etc/GMT+3 abril 26Etc/GMT+3 2017 por fernandosiqueira

Resultado de imagem para fotos da velha RIBEIRA, natal

O saudoso empresário Roque Araujo de Azevedo – conhecido da metade da população natalense, pelo apelido DUDU – não tinha curso superior, porém era dono de um invejável tirocínio comercial. Tanto é que foi o pioneiro na atividade de locação de automóveis aqui na cidade dos Reis Magos.

Enxergando longe, foi nos tempos em que era motorista de praça no período pós- guerra, que percebeu ser pelos carrões, a preferência dos americanos.

Ora, nas praças de carros locais – principalmente na da Tavares de Lira, onde situavam-se os hotéis Internacionais e Grande Hotel, preferidos pelos gringos mais importantes – os automóveis eram os populares Ford e Chevrolet. Aqueles menos importantes, que hospedavam-se no Hotel Avenida e no Hotel 2 Leões, ambos na praça Augusto Severo, ao contrário dos graduados, não ligavam p´ra isso.

Essa afluência americana após o término do conflito, provavelmente deveu-se ao desmonte das operações em “Parnamirim Field”, como era conhecida a segunda mais importante base aérea fora dos Estados Unidos durante a guerra, perdendo apenas para a de Pearl Harbor, no Havaí.

Foi por isso que DUDU comprou um Pontiac e depois, um Nash, passando a ter a preferência dos homens do Tio Sam.

E, no convívio diário com eles, percebeu também que eles gostavam de dirigir os carros, o que o levou, alguns anos mais tarde a fundar a Locadora DUDU, que chegou a ter mais de cem carros, todos comprados à vista.

Nas conversas com o grupo de amigos que sempre se reuniam aos sábados na sede da Locadora, alí na descida da Rio Branco – boca de entrada para esta Velha Ribeira, para quem vem da Cidade Alta – DUDU divertia-se contando as insistentes ofertas para a compra de sua locadora, trazidas por executivos das grandes, no Sul do País…E os cabras se espantavam ao tomar conhecimento de que o total da frota dele era todo pago. Porque a praxe – segundo eles – era 30% de capital próprio e 70% de leasing…Mas, voltando ao tempo mais antigo, no pós- guerra, veio também p´ra cá a British South American Airways, cujo diretor local era um major da RAF, que passou a ser usuário dos carrões de DUDU. Fizeram amizade – guardados os limites da fria educação britânica – e até conversavam durante os trajetos diários Natal/Parnamirim/Natal. Daí que, certo dia, aconteceu o seguinte diálogo entre os dois: Mister Bennet – era esse o nome do home – tomou conhecimento do namoro de DUDU com uma aeromoça da companhia e, do banco traseiro do Nash, entre uma baforada e outra em seu cachimbo, falou em tom de censura: “Mister Dúdo, namorando moça inglesa”… “É verdade, mister Bennet” – respondeu DUDU, com sua conhecida humildade e encarando-o pelo retrovisor interno.

“Non estarrr cerrrto” – continuou o velho militar, carregando nos “RR”, moça inglesa alta, loura, bonita! “É, mister Bennet” – tornou DUDU, dessa vez sem o encarar: “Mister Bennet manda o capitão Fulano em missão na Inglaterra e na sua ausência, visita a mulher dele. Isso está certo?”…O cachimbo saiu da boca, ouviu- se uma engasgada e mister Bennet finalizou: “Non se falarrr mais nisssso”.

Quando voltou p´ra Inglaterra, Mister Bennet deixou um relógio de ouro, de presente para DUDU.

Cuidados com a saúde ao volante na estrada

por fernandosiqueira

Resultado de imagem para fotos dirigindo na estrada

Plataforma de caronas reúne dicas essenciais para condutores que vão pegar a estrada, a fim de evitar problemas de circulação e dores no corpo

O primeiro semestre está sendo generoso para o brasileiro. Depois de dois feriados emendáveis (Páscoa e Tiradentes), mais uma ponte com o final de semana se aproxima: é o Dia do Trabalho (01/05), que desta vez cai numa segunda-feira.

Para quem quiser aproveitar a folga para viajar de carro, a plataforma de caronas BlaBlaCar alerta: não é só o automóvel que necessita de revisão e cuidados. É importante estarmos atentos à saúde também, principalmente no caso de quem assume o volante. Horas de viagem incessantes, dirigindo na mesma posição, podem trazer problemas sérios ao corpo, como dores musculares, cansaço, dor nas costas, na cabeça e até nos braços.

Segundo Fabiano Cunha, ortopedista, o simples ato de dirigir em uma estrada gera estresse e tensão. É importante conhecer os limites do corpo, estar descansado, alimentado e hidratado para enfrentar horas de estrada.

Entre os sintomas mais comuns para quem dirige por mais de duas horas, por exemplo, estão as dores no pescoço, que podem irradiar para a cabeça ou para os braços, e a dormência nas mãos. Quando o condutor enfrenta chuva na estrada, o risco de estresse e dor é ainda maior, já que aumenta a tensão e o receio de cruzar com motoristas imprudentes.

Dr. Fabiano lembra aos condutores a importância de reconhecer os limites do corpo e dá algumas recomendações para quem costuma pegar a estrada por longas horas ou pretende viajar nos próximos dias:

Caminhada e alongamento

  • Se o motorista estiver dirigindo por mais de duas horas, é necessária uma pausa para caminhar por 5 minutos e melhorar a circulação sanguínea nas pernas e relaxar a coluna. “Quando sentamos, o peso fica todo na coluna, o que é muito prejudicial. Essa parada também permitirá respirar mais calmamente, melhorando a oxigenação cerebral e dos órgãos”, afirma o médico;
  • Durante a caminhada, o doutor aconselha fazer um alongamento, movimentando o joelho na altura do quadril, como se fosse marchar. Depois, com as mãos na cintura, fazer movimentos para a esquerda e direita com o tronco, para alongar a coluna. Por último, movimentos circulares do pescoço, cabeça, braços e punhos.

Líquidos e alimentos

  • Evitar comer muito e dirigir logo em seguida, pois aumenta a chance de o condutor sentir sono no caminho;
  • Ingerir líquidos como água ou suco durante a viagem melhora a circulação sanguínea e reduz o sono. A ingestão de alimentos leves também é importante porque dirigir consome energia, principalmente cerebral.

Posição na direção

  • A posição normal de dirigir deve ser a mesma de sentar em uma cadeira, no ângulo de 90 graus. Porém, muitos carros têm bancos que colocam o joelho em uma posição mais alta do que o quadril, o que pode comprimir as veias na parte anterior do banco. Nesses casos, a recomendação é colocar uma pequena almofada no assento, na parte de trás, e sentar em cima dela de forma a manter a mesma altura entre quadril e joelho.

 

Trollerr anuncia investimentos na expansão da marca no País e no novo T4 BOLD

por fernandosiqueira

Exibindo TrollerT4Bold-3.jpg

A Troller anunciou os planos de expansão da marca off-road no Brasil, com a abertura de novos canais de vendas, ampliação do calendário de eventos e o lançamento de um novo lote do “T4 Bold”, série especial do utilitário que foi lançada no final de 2016 e esgotou rapidamente a primeira edição de 180 unidades.

Demétrio Fleck, gerente geral da Troller, destacou o plano de expansão da marca, que prevê um aumento de 15% nas vendas este ano. Para tanto, a Troller, junto com seus distribuidores, passará a operar também com vendas diretas para produtores rurais, locadoras e frotistas, acompanhando a tendência do mercado.

No setor de marketing, foram anunciados novos programas de divulgação com a mensagem “Vá Mais Troller”. Os investimentos visam a dinamizar ações importantes da marca, como o programa nacional de test-drive e a Copa Troller, um dos principais ralis de competição do País. O aumento da oferta na linha de acessórios e a redução do custo de revisões para o cliente também fazem parte do plano.

A apresentação aconteceu durante o evento “Troller Experience”, para  80 jornalistas automotivos e blogueiros especializados em assuntos de veículos off-road, que incluiu uma experiência de rali com o utilitário T4 na região de Itupeva, em São Paulo.

“A nova geração do “T4” teve uma excelente aceitação, assim como a versão especial “Bold”, e abriu caminho para a ampliação do nosso leque de consumidores. A partir dessa base, nossa meta este ano é expandir em 15% as vendas. Hoje 77% dos compradores do Troller são novos, que migraram de outras marcas”, disse Demetrio Fleck.

Segundo o executivo, o público da Troller é apaixonado pela marca e pelo produto, gosta de 4×4, de exclusividade e personalização e de fazer parte de um grupo, passeando com a família e os amigos. “O cliente da Troller não compra somente o carro, mas o que o carro faz por ele: inserção social, lazer, status. A marca representa um estilo de vida, um modo de ser e pensar”, explica.

Competições e test-drive

Outro ponto importante das ações da Troller é a ampliação do calendário de eventos com test-drive. Estão programados dez “Passeios Troller”, trajetos de um dia em comboio em diferentes cidades, e a “Expedição Troller”, com duração de quatro dias na Serra da Canastra durante o feriado da Independência. Haverá também dez eventos de test-drive on e off-road “Trilha Drive” em todo o País.

A “Copa Troller”, um dos maiores ralis de regularidade do Brasil, terá em 2017 uma comemoração especial pelos 15 anos de realização, com seis etapas programadas de maio a novembro. O “Troller Festival” é outro grande evento voltado para os amantes do off-road. Realizado junto com a etapa nacional da “Copa Troller”, em novembro, o programa prevê passeios off-road, gastronomia, shows e outras ações de confraternização, incluindo a categoria “Amigos 4×4”, aberta a veículos 4×4 de todas as marcas.

A Troller também vai reforçar sua presença em feiras agropecuárias e competições regionais off-road, como os ralis Transparaná, Transcatarina, Fenajeep e Campeonato Cearense de Rally.

Off-road genuíno

Criado no Brasil, o “Troller T4” foi totalmente renovado na segunda geração, desenvolvida após a incorporação da marca pela Ford e lançada em 2014. O produto evoluiu na engenharia, no design, no acabamento e ampliou ainda mais a capacidade off-road. O utilitário é equipado com motor 3.2 turbodiesel de 200 cavalos de potência, transmissão manual de 6 velocidades, comando eletrônico de tração, diferencial traseiro autoblocante, freio a disco nas quatro rodas com ABS e EBD e rodas de alumínio de 17 polegadas com pneus de uso misto.

Além de bagageiro de teto e lanternas de LED, a cabine vem de série com ar-condicionado digital “dual zone”, CD-MP3 player com entrada auxiliar e Bluetooth, vidros e espelhos elétricos e teto solar duplo de vidro. O banco com várias opções de regulagem e o interior lavável, com materiais de alta qualidade, favorecem o uso em aventuras e na cidade.

Versão Bold

O “Troller T4 Bold”, edição limitada com acabamento e acessórios exclusivos, foi criado para clientes que valorizam a personalização. A série especial apresentada no Salão do Automóvel e lançada no final de 2016 teve as 180 unidades vendidas em curto espaço de tempo.

Inspirado no lado selvagem da natureza, O “T4 Bold” vem com rodas pretas de 17 polegadas, snorkel, adesivos laterais exclusivos e carroceria em dois tons, nas opções amarelo Dakar, vermelho Arizona e branco Diamante II combinadas com acessórios em cinza.

O interior também tem painel de instrumentos, painéis de portas e console com acabamento em cinza escuro, além uma avançada central multimídia Kenwood Excelon, com tela sensível ao toque de 6,95 polegadas, GPS com navegador Garmin, discagem por comando de voz, DVD, conexão Bluetooth e USB.

Coluna “ALTA RODA”. Por Fernando Calmon

25 25Etc/GMT+3 abril 25Etc/GMT+3 2017 por fernandosiqueira

ÊNFASE EM EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

O encerramento do Inovar-Auto, no final deste ano, abre oportunidades de debates sobre a sua evolução. O programa causou polêmicas por envolver medidas consideradas protecionistas pela União Europeia e Japão. Projetado para um período de cinco anos (2012-2017), incluiu muitas exigências burocráticas e teve saldo final discutível. Tudo agravado pela severa recessão econômica que atingiu indústria automobilística e fornecedores.

Introduziu, porém, com sucesso, metas de diminuição de consumo de combustível. Foi responsável direto pela boa evolução dos motores produzidos no País. Tornou conhecido o conceito de eficiência energética com etanol e gasolina, embora referências em MJ/km não sejam bem compreendidas pelos motoristas. Mas todos sentiram uma evolução dos consumos, tanto de gasolina (E27) quanto de etanol (E100), na tradicional medição em km/litro.

Agora surge uma boa notícia. O governo federal prepara para agosto um novo programa batizado de Rota 2030.

Diretrizes de longo prazo são tudo o que executivos de empresas e engenheiros precisam para desenvolver tecnologias. A cilindrada dos motores deixaria de balizar unicamente a carga fiscal sobre automóveis. Ainda não se sabem pormenores, mas a taxação poderia considerar emissões de CO 2 , um gás de efeito estufa (GEE) ligado umbilicalmente ao consumo de combustível. Traria liberdade para soluções avançadas e específicas.

Outra ideia seria introduzir o conceito de emissão total de GEE desde a sua produção até o que sai pelo escapamento dos veículos (no jargão técnico, do poço à roda). Forma justa e tecnicamente correta de estimular o uso de biocombustíveis como etanol. Há de se valorizar as externalidades dessa alternativa de baixo carbono total, quando continuam as preocupações mundiais com CO 2 e possíveis mudanças climáticas. Não se trata de subsidiar o biocombustível, mas de revisar a taxação sobre os de origem fóssil a fim de encontrar um equilíbrio para atrair o consumidor e incentivar o produtor.

Embora ainda sem repercussão fora da comunidade técnica, chegou a hora de explicar ao governo e aos consumidores as vantagens de introdução de um novo tipo de etanol com menor teor de água, meio-termo entre anidro e hidratado. Seria utilizável puro ou misturado à gasolina sem qualquer problema técnico, considerando-se a  temperatura ambiente média do País.

Essa mudança poderia ser gradual e identificada de início como etanol premium. Haveria aumento de autonomia nos motores flex ao utilizar o combustível renovável, além de ganhos pela melhor adequação às novas tecnologias. O custo para desidratar o etanol tem caído com a introdução da técnica de peneira molecular.

Outra solução de médio prazo contemplaria estímulos ao veículo híbrido com a combinação de motor elétrico e motor a combustão flex otimizado para etanol. O Brasil teria vantagem competitiva quanto ao GEE, pois um carro médio nacional emitiria apenas 20 g/km de CO 2 . Já um modelo equivalente puramente elétrico, cuja geração de energia para recarregar as baterias dependesse de usinas térmicas a combustível fóssil (como ocorre na maioria dos países), se situa hoje entre 30 e 40 g/km de CO 2 ou até 100% a mais.

                                                                    RODA VIVA

PRIMEIRAS unidades do Argo saem da linha de montagem da Fiat, em Betim (MG) para lançamento no próximo mês. Esse novo compacto anabolizado sucede ao Punto. A Coluna antecipa: serão três versões (Attractive, Essence e Sporting) e sete variações. Motores Firefly 1,0 e 1,3 L e 1,8 L EtorQ. Opções de câmbio automatizado no motor menor e automático no maior.

CHEVROLET S10 com motor flex (2,5 L/206 cv/27,3 kgfm) passa a oferecer câmbio automático de seis marchas. Disponível apenas para as versões de cabine dupla LT e LTZ. Apesar de seu porte e peso pode acelerar de 0 a 100 km/h em surpreendentes 9,5 s. Recebeu classificação A em consumo no Programa de Etiquetagem do Inmetro: etanol 6,4 km/l na estrada e 5,3 km/l na cidade; gasolina 9,4 km/l e 7,9 km/l, respectivamente. Preços: R$107.990 a 129.990.

DEPOIS de chegar ao Chile, Peugeot 301 importado da Espanha agora está disponível na Argentina. Este sedã tem dimensões próximas a de um médio a preço de compacto como Logan, Cobalt, Versa e City. Marca francesa afirmou que o carro não viria para o Brasil, mas com o fim da sobretaxa do IPI quem sabe? No país vizinho, preços entre R$ 65.000,00 e R$ 77.000,00.

QUEM circulou em estacionamentos com aquelas luzes vermelhas e verdes indicando vagas disponíveis sabe que é mão na roda. Sistema foi criado pela SmartMotion, do engenheiro eletrônico português Paulo Lourador, radicado no Brasil. Depois de implantado em Portugal, México, Colômbia e Equador, ele planeja entrar no gigantesco mercado americano.

RESSALVAS novo BMW Série 5 está em sua sétima geração e não sexta, como publicado na coluna da semana passada. Quanto ao Mercedes-Benz Classe S, apresentado no Salão de Xangai, trata-se de uma re-estilização de meia vida da atual sexta geração.

____________________________________________________

fernando@calmon.jor.br e www.facebook.com/fernando.calmon2

Exibindo ANUNCIO PLATEN PRESS - Jornais 1.jpg