Anfavea: o “momento da virada” da indústria chegou, mas depende das reformas

6 06Etc/GMT+3 setembro 06Etc/GMT+3 2016 por fernandosiqueira

Fábrica Jeep - Goiana

A indústria automotiva brasileira segue caminhando em passos lentos. No mês de agosto, de acordo com os dados divulgados nesta terça-feira (6) pela ANFAVEA (Associação Nacional de Fabricante de Veículos Automotores), foram produzidos 177,7 mil veículos, número 6,4% menor do que o de julho (189,9 mil). Em relação ao mesmo mês do ano passado, a redução é mais acentuada: -18,4%.

Para o presidente da Anfavea, Antonio Megale, essa queda foi um reflexo direto da interrupção temporária da produção de algumas montadoras. Segundo o executivo, se não houvesse essa paralisação, a produção passaria das 200 mil unidades.

Fábrica Honda HR-V - produção

Por outro lado, fato positivo foi o aumento do número de licenciamentos em agosto, com 207,3 mil unidades, número que representa crescimento de 1,4% na comparação com o mês anterior, mas queda 11,3% comparado ao mesmo mês de 2015. No acumulado do ano, não há refresco: queda de 23,1% em relação a 2015 com o total de 1,348 milhão. Para se ter uma ideia do tombo, o melhor resultado foi obtido nos oito primeiros meses de 2012, ocasião em que houve 2,501 milhões de emplacamentos.

Megale destacou o crescimento e acrescentou que o resultado poderia ter sido melhor. A observação fica por conta dos Jogos Olímpicos, que trouxe uma grande visibilidade para o país e ânimo para os brasileiros, mas que acabou derrubando os emplacamentos em pouco mais de 14% no Rio de Janeiro durante a realização do evento.

Em relação ao emprego, houve uma redução de 0,7% nos postos de trabalho, com o total de 126.900 reduzido para 1126.000 trabalhadores na indústria. Atualmente, existem 20.300 profissionais no regime especial do PPE (Programa de Proteção ao Emprego). No entanto, o executivo indica que a previsão industrial é de que não haverá necessidade de reajustar para menos a produção de veículos.

Fábrica Jaguar Land Rover

Na primeira coletiva após o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Roussef concluído, o presidente da Anfavea falou sobre o tema e que considera que este é o momento da virada para a indústria automotiva. Entende que a recuperação total do setor somente ocorrerá quando o país como um todo volte a crescer, com a retomada do crescimento da economia, PIB e a confiança do consumidor. Para o executivo, é imprescindível que as reformas propostas pelo novo governo aconteçam (em especial reformas econômicas, equação dos gastos públicos com limites estabelecidos, questões trabalhistas e regulamento do serviços de terceirização).

Nas questões trabalhistas, a Anfavea espera que mudanças e ajustes sejam feitos para que a indústria nacional tenha mais competitividade frente aos mercados internacionais. Em relação à questão previdenciária, Megale também destacou ser um fator crucial para que o país tenha um horizonte melhor definido, e assim, tenha capacidade de atrair mais investimentos para retomar o crescimento.

Fotos: divulgação

FONTE: Carsale


Fiat X6H mira o topo e brigará com Onix e HB20

27 27Etc/GMT+3 março 27Etc/GMT+3 2017 por fernandosiqueira

O Fiat X6H é a grande arma da FCA mirando o topo e, de acordo com o apurado,  os alvos são os líderes Chevrolet Onix e Hyundai HB20. Os preços, aliás, devem ficar próximos aos dos concorrentes. A versão de entrada 1.0 Attractive deverá ter preço em torno dos R$ 45.000,00 e a topo de linha, Sporting AT6, terá valores próximos aos R$ 72.000,00.

Espaço interno

A aposta da Fiat é o maior espaço interno que, em relação do Onix e HB20, será uma das grandes apostas do modelo. O porta-malas generoso será outro trunfo do novo hatch da FCA (Fiat Chrysler Automobiles.

Mercado

O posicionamento do Fiat X6H no mercado brasileiro será igual aos dos concorrentes diretos. O Onix tem versões 1.0 e 1.4, HB20 tem motores 1.0, 1.0 Turbo e 1.6. A marca aposta na maior oferta de motores para cercar todos os tipos de clientes.

Testes

Ainda sem data oficial definida, o Fiat X6H segue em testes de rodagem como mostra os leitores Arnaldo Moraes de Morais e também por Romulo Righi do site Auto Papo. Este mês, a marca montou as primeiras unidades pré-série do modelo. O lançamento deve acontecer entre maio e junho. O carro deverá ser uma das estrelas do Salão de Buenos Aires ao lado do Renault Kwid.

Sigilo

Para evitar vazamentos de imagens do modelo, a Fiat montou uma verdadeira ação de guerra em Betim. As primeiras unidades pré-série do Fiat X6H  saem das linhas cobertas por um plástico branco e vão direto para os galpões da engenharia.

“Apelido”

O nome oficial do novo lançamento da Fiat ainda é desconhecido e, no chão de fábrica, é chamado de Tipo, cujo nome está mais para um apelido visto que o hatch terá nome inédito.

Visual

O Fiat X6H teve seu visual revelado, com exclusividade, pelos companheiros do site Autos Segredos em projeções publicadas em novembro de 2016 e janeiro deste ano. Na dianteira, as linhas gerais lembram as do Tipo europeu. Entretanto, a versão nacional tem novo capô que se encontra com a grade, para-choque e faróis. A grade dianteira tem praticamente o mesmo formato, mas os elementos são em formato colmeia. Na versão Sporting, os faróis terão máscaras negra e as grades superior e inferior serão pintadas em preto.  Os faróis auxiliares são integrados a grade inferior.

Na traseira, de acordo com o apurado pela reportagem de AutosSegredos, as mudanças em relação ao Tipo europeu estão na tampa traseira. Na versão “abrasileirada” a placa de identificação foi deslocada para o para-choque. Aliás, a peça também ganhou novo desenho e refletores em formato de bumerangue. Outra mudança é a porta traseira que não invade a coluna C como no modelo europeu.

Motores

O motor 1.0 FireFly entrega potência de 72 cavalos e torque de 10,4 kgfm (gasolina) e 77 cavalos e 10,9 kgfm (álcool), nessa opção o câmbio será o manual de 5 marchas.  O 1.3 Firefly tem potência de 101 cavalos e 13,7 kgfm (gasolina) e 109 cavalos e 14,2 kgfm (álcool). No caso do propulsor 1.3 os câmbios serão o manual de 5 velocidades e automatizado Dualogic também de 5 posições.

O hatch ainda terá o motor 1.8 E.torQ EVO, o propulsor passou por diversas mudanças e fez sua estreia no Jeep Renegade 2017.  O propulsor flex é de 135 cavalos de potência com gasolina a 5.750 rpm e 18,8 kgfm de torque a 3.750rpm. Com álcool, os números sobem para 139 cavalos a 5.750 rpm e 19,3kgfm a 3.750 rpm. Com as mudanças, o motor 1.8 perdeu o tanque de partida a frio e ganhou o sistema Start&Stop. As versões 1.8 terão opções de câmbio manual de 5 velocidades e o automático de 6 marchas.

FONTE> AutosSegredos

Fotos | Arnaldo Moraes de Morais e Romulo Righi

Ford Edge recebe “pacote” Sport sem bancos de couro

por fernandosiqueira

Resultado de imagem para fotos do Ford Edge modelo 2017, versão SEL SPORT, produzida nos Estados Unidos

O Ford “Edge SEL” ganha um pacote visual com apelo mais esportivo nos Estados Unidos. A versão SEL Sport vem com tom grafite nas rodas de 19 polegadas, grade e retrovisores, além de bancos revestidos em um tecido acamurçado que se mantém mais fresco em clima quente. Um tom de cobre aparece em partes dos bancos e do painel. A novidade mostrada no Salão de Dallas, no Texas, tem essa região como um mercado-alvo: com mais de 230 dias de sol por ano, Dallas aponta maior aceitação de Edges com bancos de tecido que outras regiões do país.

A versão “SEL Sport” traz, ainda, sistema de áudio Sync 3, teto panorâmico e tampa traseira elétrica. O motor pode ser turbo de 2,0 litros (248 cavalos de potência) ou V6 de 3,5 litros (285 cavalos de potência).

No entender do Blog AUTOS & MOTORES, o Ford Edge é, indiscutivelmente, um dos melhores Utilitários-Esportivos fabricados atualmente.

Motoristas do “UBER” criam tumulto no Aeroporto Aluízio Alves

por fernandosiqueira

Resultado de imagem para serviço de taxis no aeroporto aluízio alves

Sem nenhum motivo que se justifique, alguns motoristas do sistema “UBER” estão invadindo o ESPAÇO reservado aos “TÁXIS” no Aeroporto Internacional ALUÍZIO ALVES, causando tumulto, insultando profissionais que prestam – oficialmente – serviço de transporte de passageiros e para tanto, pagam elevadas TAXAS.

Uma postura equivocada, antiética e perigosa, que poderá evoluir para confrontos, com consequências imprevisíveis.

AUTOS & MOTORES, recentemente, testemunhou, no aeroporto acima referenciado, um desses “insultos”.

É preciso que o Sindicato dos Taxistas interfira judicialmente em favor dos profissionais que, LEGALMENTE, prestam seus serviços, evitando que mais uma vez  a marginalidade prospere neste PAÍS.

 

McLaren mais potente de todos os tempos terá 3 lugares

por fernandosiqueira

Resultado de imagem para fotos da Mclaren mais potente de todos os tempos

A “McLaren” divulgou recentemente, detalhes de sua mais nova experiência, um supercarro esportivo, denominado BP23. O modelo será o mais potente já concebido pela marca e com melhor aerodinâmica produzido pela empresa para rodar nas avenidas e estrada de todo o mundo.

Segundo a “McLaren”, o carro disponibilizará apenas 3 lugares aos ocupantes. Importante registrar, que apenas e tão somente 106 unidades serão produzidas.

Comenta-se que a expectativa é que as primeiras unidades sejam entregues em 2019.

A iniciativa da “McLaren” é muito interessante. No entanto, este BLOG não acredita no número tão limitado de unidades a serem comercializadas (106). Haverá, sem a menor dúvida, muita pressão para que o modelo seja produzido em escala mais expressiva.

Mercedes projeta aumento de 40% no nº- de ativações do FleetBoard em 2017

por fernandosiqueira

Exibindo image007.jpg

Desde o lançamento do Fleetboard, Mercedes registrou aumento expressivo nas vendas desse serviço no Brasil. Clientes contrataram o exclusivo sistema de gestão de frota da Mercedes-Benz para 2.300 caminhões somente no ano passado. Mais de 5.000 caminhões circulam equipados com o FleetBoard, metade deles com a atual geração do produto, desenvolvido no Brasil e lançado há um ano e meio. FleetBoard é o único do mercado a reunir as funções de análise da performance do veículo e do motorista, bem como de manutenção e rastreamento

A atual geração do sistema de gestão de frota e rastreamento FleetBoard – desenvolvida pela Mercedes-Benz no Brasil e lançada há um ano e meio – vem obtendo expressiva aceitação junto aos clientes.

“Desde que o novo FleetBoard começou a ser comercializado, em agosto de 2015, já alcançamos um crescimento expressivo nas vendas do produto”, afirma Silvio Renan, diretor de Peças e Serviços ao Cliente da Mercedes-Benz do Brasil. “Só em 2016, os clientes contrataram esse serviço para 2.300 caminhões. Em 2017, nosso objetivo é obter novo crescimento, cerca de 40%”.

O executivo informa que mais de 5.000 caminhões circulam hoje pelas estradas brasileiras equipados com o FleetBoard. “Metade deles utiliza a atual geração do produto”, ressalta Silvio Renan. “Um grande diferencial da Mercedes-Benz é que seu sistema de gestão de frota é o único do mercado a reunir as funções de análise da performance do veículo e do motorista, bem como, de manutenção e rastreamento”.

FleetBoard assegura até 15% de redução nos custos operacionais

Totalmente integrada ao veículo e original de fábrica, essa tecnologia exclusiva da Mercedes-Benz baseia-se no conceito de telemetria das pistas de Fórmula 1, possibilitando maior controle e segurança nas operações de transporte das nossas estradas.

Todos os veículos das linhas Actros, Axor e Atego já saem de fábrica com o módulo e antenas montados, simplificando o processo de ativação a preços muito competitivos em relação aos praticados no mercado. O FleetBoard, também disponível para os ônibus da marca, assegura muitas vantagens aos clientes, a começar pelo fato de ser um produto nacional já amplamente testado e aprovado.

O avançado sistema de telemática do FleetBoard utiliza as facilidades da integração da informática com os recursos da Internet e da telefonia móvel para proporcionar uma gestão moderna da frota e dos motoristas, assim como para auxiliar na segurança do veículo e da carga, devido a suas funções de rastreamento e bloqueio.

“Entre os grandes benefícios do FleetBoard para os transportadores destacam-se, em situações reais de uso no Brasil, a redução de até 15% nos custos operacionais, considerando consumo e manutenções, e também maior disponibilidade da frota, o que resulta em mais produtividade e rentabilidade para o cliente”, destaca Silvio Renan. “Isso atende às expectativas das empresas de transporte, que se profissionalizam cada vez mais, buscando entender melhor sua frota a fim de otimizar os custos operacionais”.

Na avaliação de Silvio Renan, o mercado mudou muito e as empresas de transporte e logística estão vendo as ferramentas de gestão e os recursos de telemetria como aliados muito importantes para gerir suas frotas e seus motoristas. “Nesse sentido, o FleetBoard é uma solução robusta, versátil e eficiente para apoiar nossos clientes em mais essa demanda”, conclui.

FleetBoard contribui para direção econômica e segura

Graças às facilidades do FleetBoard, os gestores da frota têm total controle e acesso a informações sobre o estilo de direção de cada motorista, bem como relatórios com indicação de pontos de melhoria na condução. Eles fornecem dados que auxiliam o condutor do veículo a alcançar um melhor desempenho, dirigindo de uma forma mais econômica e segura, com menor consumo de combustível, ampliando os intervalos entre as manutenções. Um veículo bem conduzido é mais conservado. Consequentemente, tem maior valor e liquidez na hora da troca por um novo.

A avaliação do estilo de condução de todos os motoristas possibilita que a empresa alcance um desempenho mais uniforme, com ganhos de escala e criação de um padrão de dirigibilidade. O treinamento dos motoristas é contínuo, identificando as conduções inadequadas e contribuindo para o aprimoramento profissional do motorista.

Outro possível resultado proporcionado pelo uso dessa ferramenta é a redução do consumo de lubrificantes, filtros e freios. As vantagens não param por aí. Com a evolução da nota referente à direção preventiva, há uma redução significativa do risco de acidentes, aumentando a segurança do motorista, assim como do veículo e da carga.

Outro dado muito importante fornecido pelo sistema é a visualização das pausas que o motorista faz durante a viagem. Isso permite verificar se ele está cumprindo a jornada de trabalho conforme a nova legislação. O sistema oferece mais vantagens, como o diagnóstico remoto de falhas e a manutenção preventiva, auxiliando na redução dos custos de manutenção.

Novo MINI Countryman conta com tecnologia exclusiva MINI Find Mate

26 26Etc/GMT+3 março 26Etc/GMT+3 2017 por fernandosiqueira

Modelo que chega às concessionárias da marca BMW no Brasil em abril, apresentando o moderno serviço de localização

P90245964_lowRes_mini-cooper-s-countr


O MINI Countryman, modelo que chega ao Brasil em abril, apresentará o “MINI Find Mate”, parte de um pacote sem fio que consiste em tags com função de acompanhamento wireless para objetos futilizados frequentemente, como malas, chaveiros, entre outros.

O “MINI Find Mate” encontra a localização de utensílios conectados ao seu sistema para assegurar que o motorista não os esqueça, por meio de um serviço de localização feito tanto no computador de bordo do MINI Countryman quanto no smartphone. Para isso, um sinal acústico pode ser ativado no veículo ou no smartphone, via conexão Bluetooth, ajudando o motorista a encontrar o objeto desejado. Caso o objeto esteja fora do alcance do Bluetooth, o motorista será levado ao lugar onde a conexão foi detectada pela última vez.

P90240998_lowRes_the-new-mini-country

“Disponibilizar um serviço exclusivo e moderno como o MINI Find Mate é muito importante para um mercado como o Brasil, que demonstra cada vez mais interesse em conveniência e tecnologia. Isso mostra que temos no Brasil as principais tecnologias da MINI para o mundo. Estamos confiantes que este é um aspecto do novo MINI Countryman que irá agradar aos consumidores brasileiros”, comenta Julian Mallea, diretor da MINI Brasil.

O novo MINI Countryman: maior, mais versátil e mais inovador

Como legítimo sucessor do primeiro compacto premium MINI apto a trilhar caminhos fora do asfalto, o novo Countryman tem atributos de sobra para mostrar, inclusive aos novos clientes, todo o entusiasmo da marca em termos de condução empolgante e jovial.

Completamente reformulado, o novo Countryman é 20 centímetros mais longo que seu antecessor. Suas novas dimensões ressaltam sua robustez, a visibilidade ao redor do veículo, graças, também, à posição elevada dos assentos; além de proporcionar muito mais conforto para cinco ocupantes e espaço no porta-malas. A evolução provocada pela mudança de geração também atingiu outros aspectos do modelo, como a versatilidade, a aptidão esportiva e a qualidade premium.

A inconfundível personalidade do novo MINI Countryman não tem origem apenas em seu design poderosamente expressivo ou em suas inúmeras características de seus equipamentos inovadores. Um bom exemplo disso é a luz diurna de conduçãoque, pela primeira vez, é emitida por um conjunto de LEDs posicionados ao redor de cada um dos faróis. O display circular de 8,8 polegadas, incorporado ao instrumento central, traz sistema de navegação MINI Professional e, agora, conta com inédita função touchscreen (tela sensível ao toque).

Lançamento do ‘SUV’ Honda WR-V em Natal foi um sucesso

por fernandosiqueira

Exibindo Novo Honda WR-V...jpg

Lançamento do Honda “WR-V” em Natal, dia 25 à noite, na Motoeste. FOTO: Vinícius Araújo.

A Motoeste, concessionária autorizada Honda, lançou, dia 25, simultaneamente em Natal e Mossoró, o novo Utilitário-Esportivo compacto “WR-V”.

Os dois eventos foram muito bem organizados, concorridos e contaram com as presenças de clientes e convidados especiais da Motoeste. Além disso, marcaram oficialmente o início das vendas do inédito SUV compacto da marca no Estado do Rio Grande do Norte.

O “WR-V ” está sendo oferecido ao mercado brasileiro em duas versões: EX e EXL, que trazem configurações que combinam tecnologia, segurança, robustez, versatilidade e conforto a um amplo pacote de equipamentos.

Com o “WR-V” a Honda oferece aos consumidores brasileiros um produto desenvolvido em nosso território, com base nas necessidades locais e amplia sua gama de SUVs comercializados no País.

O novo carro compacto da Honda teve seu projeto liderado pelo time de Pesquisa e Desenvolvimento da Honda Automóveis do Brasil, e traz o DNA global da marca, que busca, em todos os seus veículos, colocar o ser humano no centro de seu desenvolvimento, com excelência em qualidade.

Combinações versáteis

A Honda desenvolveu duas versões para seu novo SUV compacto. Em ambas, a marca trouxe uma proposta muito interessante, que foi explicitada acima e identificada por todos quantos estiveram presentes à apresentação do produto em Natal e Mossoró.

Externamente, as duas versões trazem o mesmo visual robusto e esportivo, desenvolvido com base no conceito “Wild Armor”, criado especificamente para esse modelo. Ele é refletido em uma frente elevada, marcante e com grade frontal com acabamento em black piano que evoca a linha de SUV da Honda, faróis com luzes de uso diurno (DRL) em LED, além dos projetores de neblina que são de série em ambas as configurações.

O cuidado nos detalhes é percebido na utilização de para-brisa com faixa degradê e vidros verdes com proteção UV, além da escolha de retrovisores com comandos elétricos e repetidores laterais em LED, presentes nas duas versões. O rack de teto, funcional, agrega ainda mais praticidade ao “WR-V”.

Resultado de imagem para fotos do novo honda WR-V

A traseira do “WR-V”, novo SUV compacto da Honda, é marcante. FOTO: divulgação

O design traseiro e sua lateral, apresentam traços mais horizontais e lanternas que se prolongam pela linha de cintura. Seu desenho traz muita harmonia de proporções, com entre-eixos largo, boa altura de rodagem e conjunto de roda/pneu com grande diâmetro. Ele é complementado pelo friso cromado na tampa traseira e pelo para-choque com molduras fortes.

O design envolvente, com padrões de forma com desenhos trapezoidais replicados em várias partes do utilitário-esportivo, como na grade inferior frontal, nas rodas de 16 polegadas, nas molduras dos para-lamas e em outros pontos-chave do modelo, são uma assinatura do design do SUV compacto.

Conforto e segurança

Resultado de imagem para fotos do interior do Honda WR-V fornecidas pela HONDA do Brasil

O interior do “WR-V” é requintado e aconchegante. Destaque para o painel. FOTO: divulgação.

Ao entrar no “WR-V”, é nítida a percepção de um automóvel completo. O motorista pode se acomodar em um banco anatômico, com forrações diferenciadas em preto e prata ou preto e laranja (exclusiva da cor Vermelho Mercúrio), com regulagem de altura. O volante, com comandos de som, viva-voz e controle de cruzeiro, traz revestimento em couro e ajustes de altura e profundidade em ambas as configurações, além de assistência elétrica EPS. À frente, o quadro de instrumentos Bluemeter, com computador de bordo multifunções traz informações claras e ótima visualização.

Os ocupantes são agraciados ainda com vidros elétricos – com função um toque para o motorista –, ar-condicionado, cintos de segurança de três pontos para todos os ocupantes, além de encostos de cabeça em todas as posições. Para trazer ainda mais comodidade e segurança, o banco traseiro traz a possibilidade de fixação de cadeirinhas infantis pelo sistema ISOFIX. O console central, o painel e laterais de portas trazem diversos porta-objetos, além de acabamentos em prata, criando um visual mais horizontal e harmônico.

Tomando como referência a versatilidade dos produtos da Honda, o “WR-V” traz, de série em ambas as versões, uma das grandes inovações da marca, o sistema de bancos ULTRa SEAT (Utility Long Tall Refresh).O sistema permite diversas configurações de assentos e a acomodação de objetos de grandes dimensões. O modo Utility, por exemplo, permite formar uma superfície plana, que amplia o espaço útil para acomodar bagagens perfazendo um total de 1.000 litros.

A versão EX traz sistema de áudio com tela de 5 polegadas, onde são projetadas as imagens da câmera de ré, que oferecem três opções de visualização. Esse sistema oferece conectividade via Bluetooth, USB e cabo auxiliar, além de leitor de CD player. A EXL, por sua vez, vem equipada com um sistema multimídia de 7 polegadas com GPS, navegador de internet via hotspot, e conectividade completa via Bluetooth, cartão SD e duas entradas USB.

Todas as versões do “WR-V” trazem airbags frontais e laterais, além de freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem (EBD), além da exclusiva estrutura de deformação progressiva ACETM (Advanced Compatibility Engineering) e barras de proteção nas portas, garantindo a máxima proteção nas diversas condições de colisão. A versão EXL traz ainda airbags laterais do tipo cortina, aumentando ainda mais a segurança do SUV compacto.

Dinâmico e versátil

Um dos grandes desafios no desenvolvimento do “WR-V” era conciliar a versatilidade de um utilitário esportivo com a agilidade de um carro compacto.

O conjunto dinâmico do “WR-V” foi projetado para permitir altura do solo, vão livre e ângulos de ataque e saída compatíveis com a proposta de um SUV, sem comprometer o conforto e a agilidade de um modelo compacto.

Com de 2,55 m de entre-eixos, 4 m de comprimento, 1,73 m de largura e 1,6 m de altura, o “WR-V” traz medidas compactas que o tornam ágil de condução em grandes centros urbanos. Os 20,7 cm de vão livre do solo e os ângulos de ataque e saída de 21º e 33º, garantem boa dinâmica, mesmo em pisos mais irregulares.

A suspensão exclusiva adota amortecedores com batente hidráulico e diâmetro de cilindro reforçado, barra estabilizadora robusta, projetada para minimizar a rolagem da carroceria, garantindo estabilidade mesmo com uma altura do solo mais elevada. As buchas frontais são mais robustas, bem como a travessa de suspensão, com enfoque no conforto de rodagem.

O eixo traseiro tem seu desenvolvimento baseado no “HR-V” e traz alta rigidez para o aumento do conforto e dirigibilidade. A caixa de direção EPS (Electric Power Steering), é eletricamente assistida, desenvolvida especificamente para o “WR-V”, permitindo um raio de manobra de apenas 5,3 metros.

Rodas e pneus também foram desenvolvidos especificamente para o “WR-V”. As rodas de 16 polegadas trazem composto de alumínio com liga diferenciada, que reduz o ruído de rodagem e pneus 195/60 que trazem conforto e baixa vibração. Um pacote acústico completo, com isoladores instalados em diversos pontos do carro, colabora para ampliar o silêncio a bordo.

Motorização eficiente

O “WR-V” é equipado com o motor 1.5 i-VTEC FlexOne, com controle eletrônico variável de sincronização e abertura de válvulas. Criada pela Honda, a tecnologia i-VTEC varia o tempo e a profundidade de abertura das válvulas para obter a máxima eficiência em diferentes regimes de rotação.

Com isso, o “WR-V” traz excelente desempenho e economia de combustível, com agilidade similar a de veículos com maior cilindrada. Com álcool, esse propulsor gera 116 cavalos de potência a 6.000 rpm e 15,3 kgf.m de torque à 4.800 rpm. Quando abastecido com gasolina, são 115 cavalos a 6.000 rpm e 15,2 kgf.m à 4.800 rpm.

A transmissão CVT possui conversor de torque, proporcionando uma resposta mais rápida e aceleração linear. Essa combinação fez com que o WR-V alcançasse nota máxima “A” na categoria utilitário esportivo compacto dos testes de consumo do Compet/INMETRO.

Desenvolvimento local

Na criação do “WR-V”, a Honda estudou importantes mercados brasileiros e encontrou as características que mais são buscadas pelos consumidores que possuem um estilo de vida ativo, coletando suas preferências em design, desempenho, espaço interno e custo-benefício.

“A Honda criou o conceito batizado de “Little Giant”, que é traduzido na forma de um SUV robusto, com uma carroceria compacta, que traz amplo espaço interno e versatilidade, aliado à um baixo consumo de combustível. Seu objetivo é atender a uma grande gama de consumidores que busca um automóvel prazeroso para a condução diária nas cidades e confortável para viagens”, afirmou a Sra. Kalina, diretora da Motoeste.

O WR-V é um importante marco na história da Honda Automóveis no Brasil, que em 2017 comemora 20 anos de fabricação no país. O veículo é o primeiro automóvel com desenvolvimento liderado pela área de P&D no país e será produzido na fábrica de Sumaré, interior de São Paulo, juntamente com Civic, HR-V, City e Fit.

WR-V EX: R$ 79.400,00

WR-V EXL R$ 83.400,00

*O nome do WR-V significa Winsome Runabout Vehicle (Veículo Recreacional  Cativante).

(“Winsome” significa alegre, agradável e atraente em inglês. Nomeamos o WR-V desta forma pois acreditamos que seu design e sua usabilidade podem expandir as atividades diárias de nossos consumidores), afirma a HONDA .

 

Toyota obtém licença de sistemas de conectividade

25 25Etc/GMT+3 março 25Etc/GMT+3 2017 por fernandosiqueira

Resultado de imagem para fotos dos novos sistemas de conectividade da Microsoft cedido à toyota

A Microsoft tornou público, dia 22 do mês em curso, que vai liberar para “Toyota” as patentes de seus sistemas de conectividade para carros. Trata-se do maior acordo do tipo celebrado com uma fabricante de carros. Um detalhe: não será exclusivo, esclarece a empresa dos Estados Unidos. Ela, inclusive, buscará outros parceiros.

“A Microsoft não produz carros, estamos trabalhando com as montadoras para ajudá-las a ir ao encontro do que o consumidor quer”, afirmou Erich Andersen, vice-presidente da Microsoft’s Intellectual Property Group, em NOTA.

Segundo o site Automotive Business, o acordo permitirá que a Toyota tenha acesso a sistemas de reconhecimento de voz, controle por gestos, inteligência artificial e segurança.

Hoje, grande encontro de carros antigos em Parnamirim

por fernandosiqueira

Resultado de imagem para fotos de automóveis Corvette ano modelo 1972

Automóvel Chevrolet Corvette ano-modelo 1972. FOTO: divulgação

Hoje, à tarde, a partir das 15,00 horas, o médico e antigomobilista Manoel Gadelha, estará comandando um encontro de carros antigos no Condomínio Green Club II, situado na Av. das Américas, número 1342, bairro Parque das Nações, Parnamirim, Rio Grande do Norte.

Segundo Gadelha, reina um clima de expectativa entre os residentes do Condomínio Green Club e aficionados do antigomobilismo das cidades de Parnamirim e Natal.

Além da exposição de carros antigos, várias atrações estão sendo cuidadosamente preparadas pela comissão organizadora do evento.

Até ontem à noite, 31 carros estavam confirmados (são 45 vagas no local).

Na oportunidade, este editor estará expondo um Chevrolet “Corvette”, ano modelo 1972, em perfeito estado de conservação e originalidade. Além disso, participará do evento com todo entusiasmo, por entender que se trata de uma iniciativa ímpar na cidade de Parnamirim, digna, portanto de todo apoio e destaque.

 

 

 

 

Mercedes-Benz renova cockpit da linha de caminhões

por fernandosiqueira

Imagem relacionada

Com o lançamento de um novo posto de trabalho para o motorista nos caminhões Atego, Axor e Actros, com destaque para a nova geração de bancos, a Mercedes-Benz inicia a antecipação das novidades que serão grandes atrações da marca na FENATRAN 2017, o Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Cargas.

“O novo posto de trabalho assegura um elevado nível de ergonomia e facilita a operação no dia a dia do motorista, o que se traduz em maior conforto e produtividade”, afirmou Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas, Marketing e Peças & Serviços Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

Ao trabalhar de uma forma mais cômoda e prática, o motorista obtém melhor desempenho do veículo, com mais segurança e economia, contribuindo assim para a redução de custos operacionais e, consequentemente, para a rentabilidade da empresa de transporte. Além disso, o bem-estar a bordo garante a tranquilidade e a satisfação do motorista, enfatizou Leoncini em sua explanação de hoje, em São Paulo, em reunião com a imprensa especializada do Brasil. Este BLOG se fez presente.

Impressões ao volante

Autos & Motores teve o privilégio de “dirigir” os novos caminhões da Mercedes-Benz em São Paulo, com cabine totalmente re-estilizada, novos bancos, novo painel, novo volante multifuncional, novo sistema de som e tacógrafo digital. Na oportunidade, constatou que os novos bancos dos caminhões Mercedes-Benz se caracterizam pelo encosto com perfil mais envolvente, que remete à imagem de um arrojado banco de automóvel. Os assentos tiveram sua espessura de espuma aumentada em 10 mm em relação à versão anterior. O novo acabamento, em tecido ou vinil, está mais macio, aumentando a sensação de conforto, além de facilitar a limpeza.

Agora, todos os bancos (motorista e acompanhante) têm cintos de segurança “integrados”, aumentando ainda mais o conforto dos profissionais da estrada.

Este Blog ficou vivamente impressionado com a dirigibilidade dos caminhões Atego, Axor e Actros. A sensação foi de estar ao volante de um automóvel de LUXO. Uma experiência simplesmente impactante, monumental.

Os caminhoneiros estão festejando.