Brasil e Argentina fecham novo acordo automotivo

5 05Etc/GMT+3 junho 05Etc/GMT+3 2014 por fernandosiqueira

 

Os governos de Brasil e Argentina acabam de celebrar  um novo “Acordo Automotivo” pouco antes de expirar o prazo do anterior. As condições atuais estavam previstas para vigência até 30 de junho e depois disso, haveria a cobrança de imposto de importação de 35% para os produtos automotivos. Ou seja, julho seria um desastre para quem traz carros daquele país.

O novo acordo prevê a volta da cláusula “FLEX”, na qual a cada US$ 1 milhão exportados pela Argentina, o Brasil poderia vender US$ 1.950.000 às empresas argentinas. No entanto, o novo “FLEX” terá um teto mais baixo que, segundo fontes do governo, varia entre 1,6 e 1,7. Isso vai depender das negociações finais.

 

Após a definição dos ministérios da Fazenda dos dois países, resta apenas a sanção por parte das presidentes Dilma Rousseff e Cristina Kirchner. O acordo deverá ser assinado pelas duas Chefes de Estado no dia 11, na Argentina. Sem o acordo, a economia dos dois países sofreria um forte impacto, com queda vertiginosa das vendas de veículos.

FONTE: Valor

Deixe uma resposta