Daimler e Aliança Renault-Nissan vão construir fábrica conjunta no México

4 04Etc/GMT+3 setembro 04Etc/GMT+3 2015 por fernandosiqueira

A Daimler e a Aliança Renault-Nissan assentaram ontem, dia 3, a pedra fundamental de seu complexo industrial conjunto. Localizada na região central do México, a planta COMPAS (Cooperation Manufacturing Plant Aguascalientes, ou Fábrica de Produção Conjunta de Aguascalientes) produzirá a próxima geração de veículos compactos premium para as marcas Mercedes-Benz e Infiniti.

“O dia de hoje configura um importante marco para a parceria entre a Daimler e a Aliança Renault-Nissan. Esta nova fábrica conjunta ajudará ambas as empresas parceiras a atender seus respectivos clientes de forma mais rápida e com maior flexibilidade. Além de ser a primeira unidade de produção da Mercedes-Benz para carros compactos na região do NAFTA, ela também vai aumentar significativamente nossa presença industrial local”, comentou Markus Schäfer, Membro do Conselho da Divisão Mercedes-Benz Automóveis, Produção e Gestão da Cadeia de Fornecimento. “De nossa parte, além de compartilhar os altos níveis de flexibilidade e eficiência possibilitados através da joint-venture, também contribuiremos com tecnologia específica da Mercedes-Benz, bem como com treinamento e suporte proporcionados por nossa fábrica de carros compactos na cidade de Rastatt, na Alemanha, que é considerada uma referência em todo o mundo. Esta estratégia comprovada vai garantir que nossa qualidade aqui em Aguascalientes seja a mesma de outras plantas da rede global de produção de carros compactos na Europa e na China.”

A Daimler e a Nissan são proprietárias da COMPAS na proporção de 50/50. As empresas parceiras vão investir um total de US$ 1 bilhão na joint-venture, que prevê atingir o estado da arte na construção e operação da nova fábrica de produção.

Localizada nas proximidades da fábrica A2 da Nissan, em Aguascalientes, a planta COMPAS terá inicialmente uma capacidade de produção anual de mais de 230.000 veículos, e criará mais de 3.600 empregos diretos até 2020. Dependendo da evolução e da demanda do mercado, haverá potencial para aumentar ainda mais esta capacidade. A produção de veículos Infiniti começará em 2017, e os primeiros veículos Mercedes-Benz sairão da linha de produção em 2018. Além dos empregos diretos gerados, a planta COMPAS também deve gerar em torno de 12 mil empregos indiretos, graças principalmente ao alto nível de nacionalização de componentes, que levará a um aumento significativo da rede de fornecedores locais.

Conforme anunciado em junho de 2014, a Daimler e a Aliança Renault-Nissan também vão estabelecer uma cooperação para desenvolver a próxima geração de veículos compactos premium para as marcas Mercedes-Benz e Infiniti. As duas empresas parceiras trabalharão de forma conjunta em cada fase do processo de criação de produto. As respectivas marcas serão preservadas, já que os veículos Mercedes-Benz e Infiniti serão claramente distintos em termos de design de produto, características de condução e especificações.

A Daimler e a Aliança Renault-Nissan também vão produzir a próxima geração de carros compactospremium em outras plantas globais de produção, incluindo a Europa e a China.

 

Os comentários estão desativados.