Anfavea divulga resultados da indústria automobilística em janeiro

4 04Etc/GMT+3 fevereiro 04Etc/GMT+3 2016 por fernandosiqueira

A ANFAVEA (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), apresentou hoje, dia 4, em São Paulo, o balanço da indústria automotiva em janeiro. O resultado do licenciamento no primeiro mês do ano, com 155.300 unidades, ficou 38,8% abaixo das 253.800 unidades do mesmo período de 2015 e 31,8% menor ao se defrontar com as 227.800 de dezembro.

Luiz Moan Yabiku Junior, presidente da Anfavea, ressalta que “no início de janeiro do ano passado, as alíquotas do IPI retornaram de forma integral. Os estoques no começo do ano continham ainda muitos veículos com a taxa antiga, o que impulsionou as vendas naquele período. E justamente por isso, havia adiantado que o primeiro mês de 2016 apresentaria essa queda nos licenciamentos. Da mesma forma, é importante lembrar que o primeiro trimestre deste ano será igualmente desafiador devido ao contexto macroeconômico”.

A produção ficou 29,3% menor, foram 145.100 unidades em janeiro e 205.300 em janeiro de 2015. Ao defrontar o resultado com dezembro do ano passado, quando foram produzidos 142.800 veículos, o acréscimo é de 1,6%.

As exportações encerraram o mês com alta de 37,1%, ao se comparar as 22.300 unidades de janeiro de 2016 com as 16.300 de igual período do ano passado, e de redução de 51,7% ante as 46.200 unidades que deixaram o Brasil no último mês de 2015.

Caminhões e ônibus

O resultado das vendas de caminhões no primeiro mês de 2016, com 4.400 unidades, apresentou contração de 42,4% frente as 7.700 unidades de janeiro do ano passado e de 21,4% ao defrontar com as 5.600 de dezembro de 2015.

A produção de caminhões apresentou diminuição de 50,5% no primeiro mês do ano com 4.100 unidades em 2016 e 8.300 em 2015. No comparativo com dezembro do ano passado, quando a indústria fabricou 2.600 unidades, o resultado apontou um aumento de 59% na fabricação.

Foram exportados em janeiro 842 caminhões, o que mostra recuo de 28% frente a janeiro do ano passado, com 1,200 unidades, e de 1,2% ante dezembro de 2015, com 1.000 unidades.

O segmento de ônibus registrou retração de 44,9% no licenciamento em janeiro: 1.000 unidades em 2016 e 1.900 em 2015. Na análise contra dezembro, quando 1.300 ônibus foram vendidos, o declínio foi de 20,4%.

Nas fábricas de chassis para ônibus, 1.200 unidades deixaram as linhas de montagem em janeiro, o que representa baixa de 48,9% frente a janeiro do ano passado, com 2.300 unidades, porém de alta de 117,4% contra dezembro de 2015, com 541 unidades.

As exportações de ônibus cresceram 13%, com 322 unidades em janeiro deste ano e 285 no mesmo período de 2015. Se comparado com dezembro do ano passado, quando 799 ônibus deixaram o País, a queda é de 59,7%.

Máquinas agrícolas e rodoviárias

O resultado das vendas de máquinas agrícolas e rodoviárias em janeiro, com 1.600 unidades, ficou 53,2% abaixo das 3.400 unidades do mesmo mês do ano passado e 29,4% menor ao comparar com as 2.200 de dezembro do ano passado.

A produção em janeiro de 2016 apresentou retração de 64,8% em relação ao mesmo mês do ano passado: 1.600 e 4.600 unidades, respectivamente. Quando se compara com dezembro de 2015, quando 906 produtos deixaram as linhas de montagem, o resultado aponta para um crescimento de 79,1%.

As exportações no setor encerraram o último mês com 328 unidades enviadas para outros mercados,  40,6% inferior do que às 552 de janeiro de 2015 e menor em 44,4% em relação as 590 de dezembro de 2015.

 

Os comentários estão desativados.