Museus automotivos pelo mundo têm visitas virtuais durante o coronavírus. Veja como acessá-los

22 22Etc/GMT+3 maio 22Etc/GMT+3 2020 por fernandosiqueira

 

Você pode conhecer acervos usando o Google Street View, assistindo vídeos de visitas guiadas e até navegar pelos espaços repletos de automóveis e motocicletas

 

Por G1

21/05/2020

Galeria dos veículos de corrida do museu da Mercedes-Benz — Foto: Reprodução

     Galeria dos carros de corrida do museu da Mercedes-Benz na Alemanha: reprodução

Durante esses dias de coronavírus, diversos estabelecimentos não essenciais estão fechados. É o caso de “museus” que, pensando em não perder público, além de entreter quem está em casa, abriram suas portas de forma virtual. Uma iniciativa muito inteligente e, por que não dizer, educativa.

A visitação virtual e gratuita a museus, galerias e bibliotecas públicas de todo o mundo são opções. Muitos ofereciam a opção antes mesmo do surto de coronavírus.

Além das páginas de cada instituição, o Google Arts & Culture reúne dezenas de museus e galerias ao redor do mundo e permite visitas virtuais em espaços de arte.

No mundo automotivo, vários importantes museus entraram no universo digital, e liberaram visitas online, permitindo que até quem vive a milhares de quilômetros possa conhecer o acervo. Outros, no entanto, já ofereciam tal comodidade.

Veja abaixo algumas opções disponíveis por localidade, e saiba como visitá-los

Estados Unidos

Petersen Museum

Garagem do Petersen Museum — Foto: Reprodução
                                                                       Garagem do Petersen Museum. FOTO: reprodução

 

Um dos maiores e mais importantes museus automotivos do mundo, o “Petersen”, em Los Angeles, nos Estados Unidos, segue com as portas fechadas para o público.

Porém, todos os dias são realizadas visitas guiadas e gratuitas à uma das garagens do acervo. Os tours de 1 hora acontecem ao vivo, e são conduzidos por um funcionário do Petersen.

Para ter acesso à visita, basta preencher um pequeno formulário. O museu envia para o e-mail um link para acesso. Quem quiser, ainda pode passar por fotos do acervo no próprio site do Petersen.

Mullin Automotive Museum

Mullin Automotive Museum — Foto: Reprodução
                                     Mullin Automotive Museum. FOTO: reprodução

Outro museu localizado na Califórnia (Estados Unidos), o “Mullin”, presta homenagem ao período conhecido como Art Deco. Seu acervo tem uma série de veículos das primeiras décadas do Século 20, e inclui uma invejável coleção com mais de 20 modelos da Bugatti.

A “visita” pode ser feita usando o “Google Maps”. Lá, é possível conhecer um dos salões do museu, e ver exatamente algumas raridades da fabricante francesa, como o Type 57.

Henry Ford Museum

Imagem do Henry Ford Museum — Foto: Reprodução

                                                                              Imagem do Henry Ford Museum. FOTO: reprodução

O museu dedicado a HENRY FORD,  inventor da linha de produção moderna, tem um variado acervo, não apenas de automóveis. Há aviões, trens, móveis e livros. É possível acessar parte do conteúdo de forma digital. E, desde 2015, alguns salões estão disponíveis pelo Google Street View.

Em um deles, o museu exibe um exemplar do revolucionário veículo criado por Preston Tucker, pequeno fabricante que desafiou as gigantes de Detroit (entre elas a FORD) e acabou se dando mal.

National Corvette Museum

Imagem do Corvette Museum — Foto: Reprodução

                                              Imagem do Corvette Museum. FOTO: reprodução

Os nascidos nos Estados Unidos, são tão apaixonados pelo automóvel esportivo “CORVETTE”, que até criaram um museu para o MODELO . Com o coronavírus, o local está fechado, mas os fãs não ficaram desamparados. Assim como o Henry Ford Museum, o museu do “CORVETTE” também está no Google Street View.

Além disso, a administração criou séries de vídeos temáticos sobre aquele esportivo com novos episódios a cada semana. Em 2014, o G1 visitou o local. Veja no vídeo abaixo

G1 vai a museu onde cratera ‘engoliu’ carros raros.

Europa

Mercedes-Benz Museum

 

Vista da área externa do museu da Mercedes-Benz, em Stuttgart — Foto: Reprodução

                                   Vista da área externa do museu da Mercedes-Benz, em Stuttgart (Alemanha). FOTO: reprodução

O museu da Mercedes, localizado em Stuttgart (Alemanha), já reabriu as portas. Mas a montadora manteve as visitas virtuais. O local é um dos museus mais visitados da Alemanha. E também um dos mais importantes para o gênero no mundo. Isso porque a empresa inventou não apenas o automóvel, como também a motocicleta, ambos expostos no último dos 8 andares do museu.

Também fazem parte do acervo: o primeiro caminhão a diesel do mundo, o famoso 300 SL, conhecido como asa de gaivota, e carros de corrida de todos os tempos. No “tour”, é possível passear por todas as salas, e ouvir o ronco de alguns motores. No fim, ainda vale a pena dar uma olhada na arquitetura do edifício, que é de uma beleza singular.

Porsche Museum

Imagem do museu da Porsche, em Stuttgart — Foto: Reprodução

                                                           Imagem do museu da Porsche, em Stuttgart (Alemanha). FOTO: reprodução

O museu da Porsche, em Stuttgart (Alemanha), é outro que reabriu as portas há poucos dias. Aos que ainda não podem viajar até a Alemanha, há duas alternativas: uma delas é a visita virtual por conta própria, disponível no site da empresa.

A outra, é conferir a um “tour” guiado disponível na conta oficial do museu no Instagram.

Lá, um guia não só mostra, como entra nas principais atrações do museu, como o primeiro carro da Porsche como marca, o “356”, ou o “911” número 1 milhão, que foi doado à polícia de Stuttgart (Alemanha).

Imagem da área externa do Porsche Museum — Foto: Reprodução

                                    Imagem da área externa do Porsche Museum. FOTO: reprodução

Museus de Ferrari, Lamborghini, Pagani e Ducati

O norte da Itália, uma das mais atingidas pelo coronavírus, é também onde fica o chamado Vale dos Motores. Na região, estão as sedes de montadoras como Ferrari, Lamborghini e Ducati, por exemplo.

A Motor Valley, uma associação que reúne algumas dessas fabricantes, fundações ligadas às marcas e autódromos, promoveu uma série de lives, transmitidas diretamente de museus de algumas dessas empresas.

No YouTube, o visitante pode conhecer, em 7 vídeos, as coleções de Ferrari, Lamborghini, Pagani, Ducati, Dallara, além do laboratório da inovação da Maserati. Tudo em inglês ou italiano, se preferir.

Museu da Ferrari pode ser visitado em visita guiada pelo YouTube — Foto: Reprodução

                                          Museu da Ferrari pode ser visitado em visita guiada pelo YouTube. FOTO: reprodução

Centro de Tecnologia da McLaren

O centro de desenvolvimento tecnológico da equipe britânica, localizado em Woking, nunca é aberto ao público. No entanto, a McLaren liberou o acesso virtual ao saguão do belo edifício em Woking. Lá, é possível ver modelos vencedores nas pistas, como a MP4-23 do primeiro título do piloto Lewis Hamilton, na Fórmula 1, ou a MP4/5 pilotada por Ayrton Senna na conquista de 1990.

Ásia

Honda Collection Hall

Entrada do Honda Collection Hall — Foto: Reprodução

                                                                          Entrada do Honda Collection Hall. FOTO: reprodução

Localizado no autódromo de Motegi, no Japão, o Honda Collection Hall reúne automóveis, motocicletas e carros de corrida da empresa. Em dois andares, os visitantes virtuais podem conhecer modelos emblemáticos da cultura japonesa, como os KEI CARS e as CUBS.

A interatividade ainda é garantida por vídeos de alguns produtos, com roncos de motores de carros e motocicletas de todas as épocas.

Toyota Automobile Museum

Situado em Nagakute, no Japão, o museu da Toyota também tem veículos de outras marcas, como Porsche e Jaguar. Há alguns anos, visitantes de qualquer lugar do mundo podem passar por alguns salões sem sair de casa, por meio do Google Street View.

Museu da Toyota, no Japão — Foto: Reprodução

                                           Museu da Toyota, no Japão. FOTO: reprodução

Os comentários estão desativados.