Koum

O CEO e co-fundador do WhatsApp, o programador Jan Koum, usou sua página pessoal no Facebook para criticar o novo bloqueio do aplicativo no Brasil. Em postagem, o representante do WhatsApp classificou como “chocante” a ação da Justiça do Rio de Janeiro. “Nós estamos trabalhando para colocar o WhatsApp no ar novamente no Brasil. É chocante que, em menos de dois meses após as pessoas e os legisladores brasileiros rejeitarem fortemente serviços como o WhatsApp, a história se repita. Como antes, milhões de pessoas são afastadas de amigos, entes queridos, clientes e colegas, hoje, simplesmente porque estão nos sendo solicitadas informações que não temos”, escreveu Koum.

Não é a primeira vez que ele se pronuncia sobre bloqueios judiciais do WhatsApp no Brasil. Em maio passado, Jan Koum comemorou o desbloqueio do aplicativo e agradeceu a mobilização dos brasileiros nas redes sociais. “Nos sentimos felizes pelo grande apoio de pessoas de todo o Brasil, e agradecemos a sua paciência enquanto o processo legal se desenrolava. Nós não temos nenhuma intenção de comprometer a segurança das pessoas e esperamos que aqueles afetados por esta decisão se juntem a nós em manifestarem as suas vozes em apoio de uma internet aberta e segura. A última coisa que queremos é ver WhatsApp bloqueado novamente”, disse Koum, em maio passado.

 

Saiba Mais:

WhatsApp será bloqueado hoje no Brasil. Decisão é de juíza do RJ

Veja alternativas ao WhatsApp e garanta comunicação com amigos!

CPI dos Crimes Cibernéticos: Relatório final propõe excluir Whatsapp de apps que podem ser bloqueados

Mark Zuckerberg estimula abaixo-assinado contra bloqueio do WhatsApp

Diretor do WhatsApp pede apoio dos brasileiros para aplicativo não ser bloqueado

Desembargador do TJSE nega pedido do WhatsApp e mantém bloqueio