Prêmio Esso é cancelado após 60 anos ininterruptos de distribuição no Brasil

A edição de 2016 da principal premiação de jornalismo do Brasil, ExxonMobil – antigo Prêmio Esso – foi cancelada após 60 anos ininterruptos, informou hoje (18) a patrocinadora do concurso, a multinacional de petróleo e gás norte-americana ExxonMobil.

O motivo, segundo a empresa, é revisar o programa e o formato da premiação para contemplar tanto as mídias tradicionais como as novas formas em que o jornalismo vem sendo exercido no Brasil.

Em nota, a empresa lembra que mais de 33 mil trabalhos jornalísticos foram julgados nos últimos 60 anos resultando em mais de mil prêmios aos melhores profissionais da imprensa do país.

Em 2015, na 60ª edição, foram distribuídos R$ 123.200,00 em prêmios em dinheiro. Além do prêmio principal, de R$33 mil, foram contemplados outros 13 trabalhos, incluindo os prêmios ExxonMobil de Reportagem, Fotografia e Telejornalismo, e as 10 premiações de categoria de mídia impressa. A Empresa Brasil de Comunicação (EBC) foi finalista pela categoria Telejornalismo pelos episódios Uma guerra sem herói e Crime na rede: intimidade compartilhada.

Uma das maiores companhias privadas de petróleo e petroquímica do mundo, a ExxonMobil está presente em cerca de 200 países e territórios. No Brasil, é a mais antiga petrolífera, com 103 anos de atuação. Atualmente, a companhia atua nas áreas de Exploração e Produção, Químicos e Prestação de Serviços nas cidades de Curitiba, São Paulo, Paulínia e Rio de Janeiro.

Agência Brasil

cledivania

Cledivânia Pereira é jornalista (UFRN), Mestranda em Estudos da Mídia (UFRN), e especialista em Mídias Digitais (UnP) e em Gestão de Marcas (UFRN). Há 20 anos trabalha com comunicação no RN. Atuou no Diário de Natal, colaborou com o Correio Braziliense, foi coordenadora de comunicação do Governo do Estado do RN, fez campanhas políticas e assessoria de imprensa. Hoje é repórter colaboradora da Folha de São Paulo e Editora Executiva da Tribuna do Norte. Tem na bagagem 15 prêmios de jornalismo impresso e online (Iberoamericano de Jornalismo Econômico, CNH, CNI, Sebrae, Banco do Nordeste, Fiern, Fecomércio, Estácio de Sá) e muita curiosidade pelo que está posto e o que virá da comunicação digital. <3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.