Seminário debate educação profissional

21 de outubro de 2017 por Cinthia Lopes

Seminário discutirá papel da educação profissional (2)O 2º Seminário de Educação Profissional do RN será realizado entre os dias 24 e 25 de outubro, no Holiday Inn Natal Hotel. O evento é promovido pelo Sistema Fecomércio RN, por meio do Senac, em parceria com Senai, Sebrae, Senar, Sest/Senat, UnP, IFRN e Governo do Estado. Os interessados podem se inscrever gratuitamente, através do site deste link. As vagas são limitadas e destinadas a profissionais ligados à área, estudantes e interessados no assunto.

Entre os temas que serão tratados no evento, também estão: empreendedorismo e inovação, desenvolvimento de competências, gestão, estratégias para a prática em sala de aula e os desafios da educação profissional a partir da Reforma do Ensino Médio, com palestra do Coordenador-Geral de Ensino Médio da Secretaria de Educação Básica do Ministério de Educação, João Wisley Pereira.

Para a Secretária Estadual de Educação, Cláudia Santa Rosa, o evento é uma ocasião para as instituições que trabalham com o ensino técnico e a educação profissional se reunirem e discutirem, inclusive com o setor produtivo. “Nós temos uma expectativa bem positiva em relação aos frutos deste Seminário para o fortalecimento da rede estadual e para ampliarmos a nossa capacidade técnica no processo de implementação do Promédio Integrado”, afirmou.

O 2º Seminário de Educação Profissional do RN é uma das ações do Fórum de Educação Profissional RN, grupo formado por organizações públicas, privadas e Sistema S, para discussão de uma agenda permanente de diálogo entre educação e trabalho.

Programação:

Terça-feira – 24/10/2017
8h30 às 9h30: Credenciamento
9h30 às 9h45: Apresentação da Orquestra de Cordas dos Alunos do Sesc Cidadão
9h45 às 10h: Abertura
10h às 12h: Mundo do Trabalho e Educação Profissional: tendências e perspectivas.
Palestrante: Paulo Imbuzeiro – Sócio-fundador da ITC Global
14h às 15h30: Empreendedorismo e Inovação na Educação Profissional.
Palestrante: Vânia Rêgo – Analista Sênior do Sebrae Nacional
15h45 às 17h15: Desenvolvimento de Competências para a Educação Profissional.
Palestrante: Maria Eliane Azevedo – Gerente de Educação Profissional e Tecnológica do Senai Nacional

Quarta-feira – 25/10/2017
9h às 10h30: O Poder Transformador da Prática em Sala de Aula.
Palestrante: Luiz Felipe Lins – Professor da Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro
10h45 às 12h15: Gestão na Educação Profissional.
Palestrante: Katiane Batista – Coordenadora Nacional de Desenvolvimento Profissional do Sest Senat
14h às 16h: Os desafios da Educação Profissional com a Reforma do Ensino Médio.
Palestrante: João Wisley Pereira – Coordenador-Geral de Ensino Médio da Secretaria de Educação Básica (MEC)
16h às 16h30: Encerramento com carta de intenções sobre Empreendedorismo

Shows musicais na praça Augusto Severo em novembro

20 de outubro de 2017 por Cinthia Lopes

 

Sami TarikA programação musical oferecida pelo Sesc e Natal Fest Gourmet terá alguns feras da música potiguar. De 2 a 4 de novembro, o festival gourmet ocupará a praça Augusto Severo, na Ribeira, com atrações como o contrabaixista Sérgio Groove Trio, Sami Tarik Trio, Dani Lucass e Banda, quarteto Regional Choro da Terra e Daniele Fernandes, a voz do Ribeira Boêmia. As atrações se apresentarão na praça, das 18h30 até 2h da madrugada. A programação faz parte do “Espaço Cultural Sesc”, parceiro do Natal Fest Gourmet. A ação abrirá o calendário do Natal em Natal 2017.

Na quinta-feira (2/11) quem abre a programação é o multi-instrumentista, cantor e compositor Sami Tarik. Conhecido como o “Executivo do Pandeiro”, nome também do seu álbum de estreia, o músico vai se apresentar no formato power trio com uma roupagem moderna e composições bem humoradas. Ele traz um repertório de músicas autorais e releituras de compositores que marcaram sua formação musical, como Dorival Caymmi e Genival Lacerda. O público vai se surpreender com uma apresentação repleta de ritmo, contemporaneidade e suingue, ao som de “Cabra pra você criar”, “Deixa no Mar” e “Brasil Qatar”, esta última inspirada no tempo em que morou no Oriente Médio.

Na sequência, entre 21h30 a 0h30, sobe ao palco a intérprete Dani Lucass. Embalada pela elegância da bossa nova, a cantora natalense tem uma carreira versátil. Ela já passou por grupos vocais como o Coral Harmus, Canto do Povo e Coral Madrigal. E e xperimentou outros estilos e repertórios ao integrar as bandas de pop rock Boca de Sino, Banda Rhits e a jazzística “Brazuqa Band”.[

Escalada para encerrar as três noites do festival, a cantora Daniela Fernandes é uma das intérpretes da nova geração que mais se destaca. A cantora tem uma formação Dani Lucass [1600x1200]artística ampla, onde transita entre a dança, as artes visuais e música. Mas no palco, é ela quem dá voz à Roda de Samba Ribeira Boêmia, projeto que tem revitalizado o samba em Natal com shows locais e nacionais. Nesse evento, ela montou um repertório diversificado para contemplar as três noites e se apresentará no formato trio, acompanhada de Gustavo Monte (violões) e Weslley Silva Cicinho (percussão). Apesar da aproximação com o samba, aqui ela passeia por outros estilos, como bossa nova, MPB, pop e blues. Repertório será cheio de coisas brasileiras e até algumas internacionais.

Na sexta-feira (3/11), a noite é do choro. Clássicos deste estilo serão interpretados pelo quarteto Regional Choro da Terra, com repertório de grandes mestres como Chiquinha Gonzaga (Gaúcho o Corta-Jaca) a K-Ximbinho (Sonoroso) a Waldir Azevedo (Pedacinhos do Céu); de Pixinguinha (Vou Vivendo e Carinhoso) a Zé Menezes (Encabulado). O grupo uniu os instrumentistas Anchieta Menezes, Jonathas Marques, David Silva e Cesar Sampaio em torno do compromisso de valorizar e divulgar autores que fizeram e fazem o acervo de nossa música brasileira, representando o gênero musical tipicamente brasileiro, o choro, sem esquecer de “suas danças”, a valsa, polca, maxixes. O público pode cair na dança.

No sábado, a partir das 18h, o virtuosismo sonoro do contrabaixista Sérgio Groove dá o tom da noite. Ele se apresenta acompanhado do saxofonista Ozi Cavalcante e o baterista Daniel Grossmann. Groove passeia com habilidade pelo jazz ao xote e baião, do reggae a black music, rock e blues, mas também a salsa, o samba e a bossa. Sempre visitando os ritmos brasileiros como o choro, o xaxado, maracatu e coco de zambê.

INGRESSOS BENEFICENTES
A parceria do Natal Fest Gourmet e Sesc vai contemplar ainda uma ação humanitária do programa Sesc Mesa Brasil, destinado a pessoas com vulnerabilidade social e nutricional. Mil Ingressos de acesso ao festival, para a noite de quinta-feira, serão distribuídos em troca de 1 kg de alimento não perecível para o programa que abastece entidades sociais e programas de alimentação solidária. A distribuição dos ingressos será feita nas unidades do Sesc-RN. Os ingressos podem ser adquiridos nas unidades do Sesc Cidade Alta, Sesc Potilândia, Sesc Zona norte, Sesc Macaíba e Sesc Ponta Negra.

Dia 2, quinta-feira
Sami Tarik e Trio – 18h30 às 21h30
Dani Lucas – 21h30 à 0h
Daniele Fernandes – a partir da 0h

Dia 3, Sexta-feira
Regional Choro da Terra – 18h30 às 21h30
Daniele Fernandes – 21h30 à 0h30

Dia 4, sábado
Sérgio Groove Trio – 18h30 às 21h30
Daniele Fernandes 21h30 à 0h30

Lázaro Ramos aceita desafio para lembrar a falta d’água no Semi-árido

9 de outubro de 2017 por Cinthia Lopes

Lázaro Ramos. Foto: Maurício Fidalgo

Lázaro Ramos. Foto: Maurício Fidalgo

O ator e apresentador Lázaro Ramos aceitou o convite para participar de um desafio para uma ação que pretende fazer uma reflexão para a falta da água que as famílias do semiárido enfrentam. Para tanto, Lázaro terá acesso restrito à água durante três dias – o equivalente a média disponível para cada pessoa no semiárido – para usar em todas as suas atividades como escovar os dentes, tomar banho, cozinhar e beber.

A ação foi proposta pela AMA, água mineral da Ambev que investe 100% do lucro em projetos de acesso à água na região, para alertar sobre a gravidade do assunto. O desafio começa na segunda, dia 09, e o ator vai contar a experiência em suas redes sociais.

José Neto Barbosa concorre em Prêmio Nacional Cenym pelo monólogo ‘A Mulher Monstro’

13 de setembro de 2017 por Cinthia Lopes

José Neto Barbosa concorre pelo monólogo A Mulher Monstro. Foto: Annelize Tozetto

José Neto Barbosa concorre pelo monólogo A Mulher Monstro. Foto: Annelize Tozetto

O ator potiguar José Neto Barbosa volta a ser indicado em uma premiação nacional. Desta vez ele concorre ao Prêmio Cenym de Teatro 2017, como Melhor Monólogo nacional com o espetáculo “A Mulher Monstro” (PE/RN). Concorrem na mesma categoria Marcus Veras (RJ) por “Acorda pra Cuspir”, Marcos Caruso (SP) por “O Escândalo Philippe Dussaert”, Leonardo Fernandes (MG) por “Cachorro Enterrado Vivo”, e Álamo Facó (RJ) por “Mamãe”.

Em 2015, nessa mesma premiação oJosé Neto concorreu como Melhor Monólogo e Melhor Ator por “Borderline”, vencendo nesta última categoria.

O Prêmio Cenym de Teatro Nacional, mais conhecido como Cenym, é um prêmio entregue anualmente pela Academia de Artes no Teatro do Brasil (informalmente, Ateb), em reconhecimento à excelência dos profissionais da área como atores, atrizes, sonoplastas, iluminadores, figurinistas, cenógrafos, maquiadores e demais profissionais em atividade no teatro em todo o território brasileiro. É concedido anualmente através do voto do seleto grupo de membros da Academia, formado por atores e profissionais das mais diversas áreas, incluindo críticos e jornalistas de vários estados. A cerimônia de entrega das estatuetas ocorre tradicionalmente no mês de novembro.

Confira indicados

MELHOR ESPETÁCULO
Ossos
Tom na Fazenda
Um Interlúdio – A Morte e a Donzela
Sínthia
Ramal 340

MELHOR DIREÇÃO
Marcondes Lima – Ossos
Rodrigo Portella – Tom na Fazenda
João Sanches – Egotrip – Ser ou não ser? Eis a Comédia
Wilson Oliveira – Um Interlúdio – A Morte e a Donzela
Jezebel de Carli – Ramal 340

MELHOR ATOR
Armando Babaioff – Tom na Fazenda
Marcos Veras – Acorda pra Cuspir
Rafael Medrado – Egotrip – Ser ou não ser? Eis a Comédia
Gustavo Werneck – Um Interlúdio – A Morte e a Donzela
Hugo Bonemer – Yank! O Musical

MELHOR ATRIZ
Denise Weinberg – Sínthia
Rita Batata – Kiwi
Andrea Beltrão – Antígona
Christiane Antuña – Um Interlúdio – A Morte e a Donzela
Patrícia Selonk – Hamlet

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Marcondes Lima – Ossos
Erom Cordeiro – Fauna
Leandro Terra – Yank! O Musical
Igor Epifânio – Egotrip – Ser ou não ser? Eis a Comédia
Gustavo Vaz – Tom na Fazenda

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Kelzy Ecard – Tom na Fazenda
Virgínia Buckowski – Sínthia
Camila Nhary – Tom na Fazenda
Kelzy Ecard – Fauna
Erica Montanheiro – Histeria

MELHOR TEXTO ORIGINAL
Sínthia
Cachorro Enterrado Vivo
Bruta Flor
Egotrip – Ser ou não ser? Eis a Comédia
Certos Rapazes

MELHOR TEXTO ADAPTADO
Acorda pra Cuspir
Tom na Fazenda
Kiwi
Um Interlúdio – A Morte e a Donzela
Ossos

MELHOR GRUPO DE TEATRO
Encena – Um Interlúdio – A Morte e a Donzela
Coletivo Angu – Ossos
Toca – Laudamuco – Senhor de Nenhures
Galpão – Pelo Conjunto da Obra – 35 Anos
Bagaceira – Pelo Conjunto da Obra – 17 Anos

MELHOR COMPANHIA DE TEATRO
Velha Companhia – Sínthia
Muita Franca – O Príncipe Peralta
Dos à Deux – Gritos
Le Plat du Jour – Cinderela Lá Lá Lá
Armazém – Hamlet

MELHOR QUALIDADE ARTÍSTICA
Um Interlúdio – A Morte e a Donzela
Ossos
Tom na Fazenda
Egotrip – Ser ou não ser? Eis a Comédia
Certos Rapazes

MELHOR QUALIDADE TÉCNICA
Tom na Fazenda
Dzi Croquettes
Hamlet
Yank – O Musical
Ramal 340

MELHOR MONÓLOGO
Acorda pra Cuspir
A Mulher Monstro
O Escândalo Philippe Dussaert
Mamãe
Cachorro Enterrado Vivo

MELHOR MUSICAL
Dzi Croquettes
Rent
Suassuna – O Auto do Reino do Sol
Les Misérables
Yank!

MELHOR ELENCO
Yank! O Musical
Egotrip – Ser ou não ser? Eis a Comédia
Ramal 340
Ossos
Tom na Fazenda
MELHOR PREPARAÇÃO CORPORAL
Tom na Fazenda
Cachorro Enterrado Vivo
Mamãe
Acorda pra Cuspir
Uma de Duas

MELHOR MAQUIAGEM
O Príncipe Peralta
Mágico Mar
O Aprendiz de Feiticeiro
Forever Young
Ubu Rei

MELHOR FIGURINO
O Príncipe Peralta
Ossos
O Aprendiz de Feiticeiro
Suassuna – O Alto do Reino do Sol
Dzi Croquettes

MELHOR ILUMINAÇÃO
Dois Perdidos Numa Noite Suja
Tom na Fazenda
Ossos
Acorda pra Cuspir
Ramal 340

MELHOR CENÁRIO
Cachorro Enterrado Vivo
Tom na Fazenda
Um Interlúdio – A Morte e a Donzela
O Que Terá Acontecido a Baby Jane?
Ramal 340

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE
Cachorro Enterrado Vivo
Bruta Flor
Um Interlúdio – A Morte e a Donzela
Ramal 340
O Que Terá Acontecido a Baby Jane?

MELHOR MONTAGEM
Tom na Fazenda
Estranhos.com
Kiwi
O Escândalo Philippe Dussaert
Acorda pra Cuspir

MELHOR CARTAZ OU PROGRAMAÇÃO VISUAL
Tom na Fazenda
Estranhos.com
Hamlet
Uma de Duas
Yank – O Musical

MELHOR FOTOGRAFIA DE PUBLICIDADE
Tom na Fazenda
Gisberta
Um Interlúdio – A Morte e A Donzela
Ramal 340
Bruta Flor

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL OU ADAPTADA
Ossos
Ramal 340
Yank! O Musical
Gisberta
Tom na Fazenda

MELHOR EXECUÇÃO DE SOM
Egotrip – Ser ou não ser? Eis a Comédia
Gisberta
Um Interlúdio – A Morte e a Donzela
Dois Perdidos Numa Noite Suja
Ossos

MELHORES EFEITOS SONOROS OU TRILHA FRAGMENTADA
Ramal 340
Um Interlúdio – A Morte e a Donzela
Certos Rapazes
Dois Perdidos Numa Noite Suja
Ossos

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL OU ADAPTADA
Yank! O Musical “um casal de rapazes normais”
Les Misérables – “eu tive um sonho”
Ossos – “ainda bem que eu tenho lágrimas”
Ossos – “e você que não entende”
Ossos – “malditos”

MELHOR COREOGRAFIA
Rock Horror Show
Yank! O Musical
Rent
A Era do Rock
Dzi Croquettes

MELHORES ADEREÇOS
Forever Young
Suassuna – O Alto do Reino do Sol
Mágico Mar
O Grande Sucesso
Dzi Croquettes

Som sem Plugs anuncia vencedores do edital “Música é Energia”

11 de setembro de 2017 por Cinthia Lopes

O projeto multimídia Som sem Plugs acaba de anunciar os nomes dos seis artistas/bandas selecionados que irão compor o novo edital “Música é Energia”. Conheça os vencedores, são eles: 1º lugar – Leão Neto (Macau), 2º lugar – Grupo Siapó (Mossoró), 3º lugar – Soul Rebel (Natal), 4º lugar – Yrahn Barreto (Natal), 5º lugar – Zelito Coringa (Carnaubais) e 6º lugar – Folcore (Natal).  Entre os nomes, artistas com trabalho já consolidado no Estado e outros pouco conhecidos na cena.

Yrahn Barreto é selecionado em 4º lugar no edital Música é Energia

Yrahn Barreto é selecionado em 4º lugar no edital Música é Energia

Cada um dos selecionados através do edital receberá como prêmio a produção e divulgação, através do site e mídias sociais oficiais do projeto, um videoclipe musical em formato acústico e com captação direta de áudio; um vídeo/entrevista e a cobertura fotográfica dos bastidores das produções.

s dois artistas ou grupos com maior número de votos, no cruzamento entre votos da comissão julgadora e votação popular online, recebem prêmios extras concedidos pelo Som sem Plugs, em parceria com o Estúdio Megafone. O artista Leão Neto ganhou 35 horas de estúdio para a produção de 1 EP e o Grupo Siapó, 15 horas de estúdio para a produção de 1 single.

O processo de seleção contou com a participação de mais de 9500 pessoas na votação online e, dos membros da comissão julgadora, formada pela produtora cultural Mônica Mac Dowell, pelo jornalista Ramon Ribeiro e pelo músico e produtor musical Jubileu Filho.

A atual temporada do Som sem Plugs é patrocinada pela Petrobras, como apresentadora do projeto e conta também com o patrocínio da Cosern – Grupo Neoenergia, através da Fundação José Augusto e a Lei Câmara Cascudo de Incentivo à Cultura do Governo do Estado do Rio Grande do Norte.

Mapeamento turístico e fotográfico atualiza cenários de praias, engenhos e cânion do RN

6 de setembro de 2017 por Cinthia Lopes

Equipe vai desbravar paisagens do RN para atualizar material cultural e turístico do Estado

Equipe vai desbravar paisagens do RN para atualizar material cultural e turístico do Estado

Praias, sertão, dunas, engenhos e até mesmo um cânion, são algumas belezas do Rio Grande do Norte que integram o roteiro turístico e fotográfico organizado pelo Senac RN. A expedição tem início nesta quarta-feira (06), por meio do projeto “Cores Potiguares: uma expedição pelo Rio Grande do Norte”. A ação combina conhecimentos das áreas de turismo e audiovisual. A iniciativa tem como objetivo final obter registros fotográficos que serão utilizados no novo projeto de decoração do Hotel Escola Senac Barreira Roxa.

O roteiro contempla atrações turísticas da Grande Natal, Litoral Sul e Norte, além das regiões potiguares do Serídó e Agreste. Ao todo, mais de 50 atrações turísticas serão visitadas, como a Fortaleza dos Reis Magos, a lagoa de Guaraíras, o geossítio Xiquexique, o Monte das Gameleiras, entre outros. “Queremos valorizar e divulgar as belezas do RN, despertando no hóspede do Hotel Escola Barreira Roxa a curiosidade em conhecer e explorar ainda mais os atrativos do Estado”, afirma o diretor regional do Senac RN, Fernando Virgilio.

A equipe que percorrerá o roteiro é composta por cinco profissionais multidisciplinares da Instituição: Marcos André Trigueiro, José Marinho, Dantas Júnior, João Amorim e Pedro Ferreira. A execução do projeto Cores Potiguares segue até o final do mês de outubro e os interessados poderão acompanhar pelas mídias sociais do Senac RN.

Sesc lança dois editais em setembro na área do grafite e ocupação de galeria

4 de setembro de 2017 por Cinthia Lopes

grafitagemO Sesc-RN lança este mês dois editais voltados para as artes visuais. O primeiro é para intervenção artística no muro da unidade, na área do grafite. Serão selecionadas sete propostas, inscritas entre 04 e 22 de setembro. O tema será “Natal daqui a 50 anos”. Cada artista selecionado receberá uma premiação de R$ 715 brutos, além da visibilidade durante cerca de um ano no coração do Centro Histórico da capital potiguar. O resultado será divulgado dia 28 de setembro, e a intervenção está prevista para acontecer ainda em outubro deste ano.

O outro edital refere-se à seleção para compor o calendário 2018 da Galeria Sesc, localizada na mesma unidade. Os interessados podem inscrever seus trabalhos nos mesmos formatos (presencial e via e-mail) entre 18 de setembro e 20 de outubro. Cada um dos seis artistas escolhidos receberá R$ 2.300 brutos para expor suas obras com temáticas livres, envolvendo técnicas como desenho, colagem, fotografia, gravura, pintura, escultura, cerâmica, objeto, instalação e mídias contemporâneas. O resultado será divulgado dia 10 de novembro, e as exposições acontecerão entre março e dezembro de 2018.

 Para se candidatar, o (a) artista precisa residir no estado. Ambos os editais estão disponíveis no site do Sesc RN, o www.sescrn.com.br.

 

INTERVENÇÃO ARTÍSTICA NO MURO
Inscrições de 04 a 22 de setembro com temática “Natal daqui a 50 anos”

GALERIA SESC 2018
Inscrições de 18 de setembro a 20 de outubro
Como se inscrever? Entregar proposta presencialmente no Sesc Cidade Alta (Rua Cel. Cascudo, 33, Cidade Alta, Natal/RN) das 8h às 12h e das 13h às 17h
Editais completos: www.sescrn.com.br

Exposição recupera acervo de José Ezelino da Costa, primeiro fotógrafo negro do RN

31 de agosto de 2017 por Cinthia Lopes

A exposição “Quando a pele incendeia a memória – Nasce um fotógrafo no sertão do século XIX”, aberta de 06 a 28 de setembro, no Natal Shopping, trará a público pela primeira vez parte da obra de José Ezelino da Costa (1889-1952), homem negro caicoense, fotógrafo, que fez os primeiros registros da sociedade seridoense de sua época – incluindo aqueles que não costumavam ser registrados. A exposição, que tem curadoria de Ângela Almeida e expografia de Rafael Campos e Michelle Holanda, contará com 40 fotografias.

Os retratos revelam a identidade social da cultura negra local, através das fotos de familiares e amigos de José Ezelino, além do dia a dia da região do Seridó, cuja sociedade da época era predominantemente branca, comandada por uma elite de coronéis e fazendeiros. Ângela Almeida contou com o apoio da sobrinha-neta do retratista, a arquiteta Ana Zélia Moreira, que apresentou o álbum de família, herança deixada por sua mãe.

Auto-retrato de José Ezelino em arte de Ângela Almeida

Auto-retrato de José Ezelino em arte de Ângela Almeida

Paralela à exposição, Ângela também reuniu as imagens em um livro que será distribuído a instituições e um textos que recontam a história de Ezelino. A proposta é tornar a exposição itinerante, inclusive em Caicó, cidade natal do artista. A importância histórica do legado de José Ezelino reside nos pequenos detalhes estéticos e sociais de sua fotografia. O livro foi publicado com recursos da Lei Djalma Maranhão e Prefeitura de Natal, com patrocínio do Morada da Paz. A edição é da edufrn.

Um pioneirismo silencioso, que agora vem à tona publicamente. “Não podemos afirmar que José Ezelino quisesse revelar alguma espécie de racismo sobre sua condição de negro ou sobre a sociedade que vivia. Entretanto, podemos perceber que ele provocou por meio de sua fotografia, uma imagem forte de identidade social”, disse Ângela, contrapondo-se à tendência do Seridó em exaltar suas ascendências européias, e ignorar as demais. José Ezelino ressurge, um século depois, para tornar a história potiguar menos monocromática.

Expo José Ezelino (1)

Filho de escrava alforriada e pai desconhecido, Ezelino contrariou padrões e tendências da época: nascido no final do século 19, no seio de uma sociedade de predominância branca, tornou-se fotógrafo profissional e músico. Autodidata, tocava violino e saxofone, aprendeu a revelar as próprias fotos a partir de manuais, criou uma banda de jazz e participava de recitais de música sacra. Como se não bastasse fez, muito provavelmente, os primeiros retratos de negros no Rio Grande do Norte no início do século 20.

Parte do acervo de José Ezelino (1889-1952) se perdeu no tempo, outra parte foi usurpada logo após seu falecimento, e o que sobrou está sob a guarda da sobrinha-neta Ana Zélia Maria Moreira.

Serviço:
Exposição Quando a Pele Incendeia s Memória – Nasce um Fotógrafo no Sertão do Século XIX, por Ângela Almeida. De 06 a 28 de setembro, no Natal Shopping.

Curso de automaquiagem é novidade no Senac-RN

por Cinthia Lopes

automaquiagemNa internet existem zilhões de vídeos ensinando como se maquiar. Desde os maquiadores famosos até blogueiras anônimas com seus tutoriais de como-fazer-o-olhão-preto-esfumado . Nesse mundo mágico da make cabe de tudo, mas na vida real minha gente, quem vai encarar o espelho sabe que nem toda dica dá pra confiar.

Automaquiagem é uma questão de prática e informação de qualidade, e isso só se consegue treinando e buscando informação técnica. O Senac RN está ofertando um curso voltado para a automaquiagem. Eis uma ótima dica para quem vai começar do zero. O participante vai saber quais os produtos de embelezamento facial são adequados ao seu tipo e tom de pele, clima e idade. E aqueles truquezinhos que valorizam contornos, além de praticar a aplicação de produtos específicos. O faça-você-mesmo é bem mais em conta do que recorrer ao salão toda vez que tem um evento social.

O curso serve para qualquer pessoa a partir dos 15 anos. É ideal também para quem trabalha revendendo cosméticos pois dá mais embasamento ao demonstrar produtos que vende. Não confundir com o curso de maquiador que é profissionalizante. No curso de automaquiagem será necessário a aquisição de alguns materiais por parte do participante.O valor do curso completo é R$ 245,00.
Tem aulas das 8h às 12h ou 13h às 17h, de segunda à sexta-feira, no Senac Centro. Inscrições no LINK

Grupo Galpão chega a Natal em setembro para comemoração dos 35 anos

29 de agosto de 2017 por Cinthia Lopes

 

Uma das companhias mais importantes do cenário teatral brasileiro, o Grupo Galpão completa 35 anos de trajetória em 2017 e está em turnê para celebrar o feito. Natal e Parnamirim foram escolhidas para as apresentações de aniversário. Será de 7 a 9 de setembro, com apresentação de dois espetáculos mais recentes da companhia, ainda inéditos por aqui. A montagem de Nós (direção: Marcio Abreu), fica em cartaz quinta e sexta-feira, no Cine-teatro Municipal de Parnamirim e o sarau do Grupo Galpão, o espetáculo De Tempo Somos (Lydia Del Picchia e Simone Ordones), tem apresentação gratuita no sábado, na Praça da Árvore de Mirassol. Até o fim do ano, o Galpão passará por João Pessoa (PB), Aracaju (SE), São Paulo (SP), interior de Minas Gerais e Brasília (DF).

Espetáculo Nós, do Grupo Galvão, fica em temporada no Cine-Teatro de Parnamirim

Espetáculo Nós, do Grupo Galvão, fica em temporada no Cine-Teatro de Parnamirim

Ainda dentro das comemorações dos 35 anos, o Galpão apresenta o álbum com a trilha sonora do espetáculo De Tempo Somos. O álbum, quinto lançamento do grupo, tem produção musical de Chico Neves e direção e arranjos de Luiz Rocha. No repertório, canções que marcaram a história do Galpão – tanto nos bastidores e ensaios, como nos palcos – e que fazem parte da memória afetiva do grupo e do público, como é o caso das faixas Flor, minha flor, de Romeu e Julieta (1992) e Canção dos atores, de Um Molière Imaginário (1997). O disco estará à venda em todas as apresentações desta temporada e também na loja online do grupo, no site www.grupogalpao.com.br.

De Tempo Somos (1) editada grupo galpao

SOBRE O GRUPO GALPÃO
Criado em 1982, o Grupo Galpão tem sua origem ligada à tradição do teatro popular e de rua. Desenvolve um teatro que alia rigor, pesquisa e busca de linguagem, com montagem de peças que possuem grande poder de comunicação com o público. A capacidade de adaptação e busca pelo novo fazem do Grupo Galpão uma das mais reconhecidas companhias de teatro do país, que conta com o patrocínio da Petrobras desde 2002. Paralelo à agenda de apresentações, o grupo mantém ainda o centro cultural Galpão Cine Horto, e espaço de pesquisa e formação em teatro, que funciona em Belo Horizonte desde 1998. Integram o Grupo Galpão os atores Antonio Edson, Arildo de Barros, Beto Franco, Chico Pelúcio, Eduardo Moreira, Fernanda Vianna, Inês Peixoto, Júlio Maciel, Lydia Del Picchia, Paulo André, Simone Ordones e Teuda Bara.