Rua Ângelo Varela terá prévia carnavalesca ‘Segunda Insana’

20 de fevereiro de 2017 por Cinthia Lopes

Guitarrista Jubileu Filho comanda a Fobica

Guitarrista Jubileu Filho comanda a Fobica

Desmoralizar a segunda-feira com muito frevo e suingue afro baiano. Assim promete ser a prévia carnavalesca desta segunda-feira, na rua Ângelo Varela, no Tirol.

A “Segunda Insana Carnavalesca” será realizada pela Associação dos Moradores da Praça Assis Chateubriand em parceria com a Beju Produções, no trecho onde funcionam os bares Dom Vinícius, Dom Miguel, Armazém Tirol e Bar do Suvaco.

A festa começa às 18h e será animada pela Banda da Praça e o grupo Frevo do Xico, comandado pelo maestro Chico Bethoven. Destaque ainda para o show da Fobica do Jubila, novo projeto que valoriza a guitarra baiana do multi-instrumentista Jubileu Filho, acompanhado de Erick Firmino (contra-baixo), Cacá Velloso (Guitarra), Silvio Franco (Bateria) e Alexandre (voz).

O acesso custa R$ 30,00 e pode ser adquirido antecipadamente na Loja Divina, Rua Hemetério Fernandes, 1000, Tirol. Haverá também venda na hora.

Oito modelos de vestir a arte impressa em camisetas de blocos

16 de fevereiro de 2017 por Cinthia Lopes

A mais democrática vestimenta para o carnaval é, sem dúvida, a camiseta. Ela é versátil e pode ser customizada, além de trazer impressa o trabalho de um artista ou designer.

No carnaval de Natal, o número de blocos já ultrapassa uma centena e muitos dispõem de camisetas para vender. Quem compra uma peça não só ajuda a arrecadar parte da grana para os gastos da agremiação, mas também tem acesso a algumas regalias, dependendo do bloco, como a entrada de bailes e shows privativos. Algumas peças são tão bonitas e criativas que vão além do carnaval, sendo uma peça para vestir no dia-a-dia.  Blog do VIVER resolveu listar algumas camisetas ainda disponíveis para compra.

Arte de Fernando Gurgel na camiseta do bloco Se parar eu caio

Arte de Fernando Gurgel na camiseta do bloco Se parar eu caio

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Bloco Se parar eu caio

Arte: Fernando Gurgel
Saída: Dia 21.02, 17h, do largo do Arheneu. Chegada/Baile: Clube de Radioamadores.

Atrações: Frevo do Chico, Fobica do Jubila, Pedro Lucas
Preço : preço de 50,00 (primeiro lote). Vendas na Sunline turismo (av. Prudente de Moraes, em frente ao Nordestão do Tirol – Tel.: 3211 5919).
A camiseta é um trabalho assinado pelo renomado artista plástico Fernando Gurgel. O desenho em preto e branco foi impresso em fundo amarelo, valorizando os traços do artista. O cenário é icônico e apresenta o bairro de Petrópolis com o colégio Atheneu em destaque. Um item para usar também pós carnaval. A camiseta dá acesso ao baile.

 

O boi e as cores da cultura popular ilustram a camiseta regata da Banda do Siri

O boi e as cores da cultura popular ilustram a camiseta regata da Banda do Siri

Banda do Siri
Saída: Dom (26) e 3ª feira (28.02) às 16:30 da Praça do Cruzeiro
Arte: Douglas
Preço: 20,00, à venda no Bar Pé do Gavião, na Redinha Velha
Com 29 anos animando o carnaval da Redinha antiga, a Banda do Siri desfila em clima pé no chão, no formato é democrático sem cordas. O folião tem a opção de comprar a camiseta ou ir com a fantasia que quiser. A animação fica por conta de banda com 50 músicos.

 

Ilustação de Suzy Leal homenageia o Morro do Careca

Ilustação de Suzy Leal homenageia o Morro do Careca

Bloco Aponta
Arte: Suzy Leal
Saída: Sábado, 18/02
Preço: R$ 50,00 (Vendas na Revistaria Atheneu, Floricultura Flor de Algodão, Curva do Vento e Old Five)
A camiseta é em homenagem a Ponta Negra. O bloco também incentiva a compra de adereços de artistas locais, como Carlos Sergio Borges. Todo semana as peças são expostas nos locais de ensaio.

Bloco homenageia o fotógrafo Eduardo Alexandre Garcia

Bloco homenageia o fotógrafo Eduardo Alexandre Garcia

 

Bloco Não Empurre, não!
Arte: Desenho Franklin Serrão e arte final Marcinho
Preço: R$ 25,00 (à venda no Sebo Balalaika no Centro dá Cidade)
Saída: Sábado, 18.02, às 16h
Este ano o bloco faz uma homenagem ao fotógrafo e pesquisador Eduardo Alexandre Garcia, o Dunga. A SAMBA também escolheu o Lucena para ser o Rei Momo do Beco do Lama e Valéria Torrezani para musa Beco da Lama.

 

poetasarte joao natal

Poetas, Carecas, Bruxas e Lobisomens
Arte: João Natal | Saida: Sábado 25.02, às 16h, av Praia de Ponta Negra
Preço: 45,00 (Vendas no Praia Shopping)
O mais famoso bloco da zona Sul, o Bloco Poetas, Carecas, Bruxas e Lobisomens completa 13 anos em 2017. Arrasta alguns milhares de pessoas, mas o uso de camisa obrigatória para ter acesso ao bloco, mas ela ajuda a arcar com as despesas de manutenção dos bonecos, além de ser um ótimo souvenir.

 

 

Kengas Made in China ilustra camiseta para o baile deste sábado

Kengas Made in China ilustra camiseta para o baile deste sábado

Kengas

Baile: Dia 18, sábado, no Palácio da Cultura

Desfile: dia 26.01, na Cidade Alta

Arte: Desenho de Erre Rodrigo e arte de Áquila Nícolas

Preço da camiseta: 25,00 (acesso ao baile)
Com o tema Made in China, em homenagem ao ano novo Chinês e a presença desse povo na cultura brasileira, o bloco mais irreverente do carnaval de Natal completa 34 anos e terá seu baile neste sábado, às 22h, no Palácio da Cultura. As camisetas de acesso e ingressos individuais estão a venda no local.  Tel: 3211-8589 ou 9409-4440.

Camiseta Bloco Ze reeira

Bloco do Zé Reeira
Arte: Filipe Marcus
Preço: 25,00 (Vendas Bar do Zé Reeira, rua professor Zuza, Centro).
No ano passado, por sugestão do produtor Marcelo Veni, Zé Reeira ganhou um boneco gostou tanto que este ano transformou em bloco. O bloco do Zé Reeira será dia 25, sábado de Carnaval.

 

galodosperturbados

Galo dos Perturbados
Preço: R4 20,00
Saída: 28.02, Cidade Alta
Maior bloco itinerante de rua da Cidade Alta, o Galo dos Pertubados circula na terça-feira (28), com saída da rua Padre Pinto, no Bar do Naldo que fica no final da Metropolitana. Animação de Pedro Mendes e banda de frevo com 40 músicos

Inscrições para o #PrêmioDosinho de marchinhas carnavalescas segue até 20 de fevereiro

15 de fevereiro de 2017 por Cinthia Lopes

Dosinho compôs frevos e marchinhas que viraram sucessos nacionais

Dosinho compôs frevos e marchinhas que viraram sucessos nacionais

Seguem até dia 20 de fevereiro as inscrições para o #PrêmioDosinho de Carnaval – Categoria Concurso Dosinho de Marchinhas Carnavalescas. A final para a escolha da Marchinha do Ano acontecerá no auditório do Sesc/ Cidade Alta. As inscrições podem ser feitas na fanpage do Prêmio Dosinho de Carnaval, no Facebook.

Idealizado pelo também criador do Prêmio Hangar de Música, o produtor cultural Marcelo Veni, o Prêmio Dosinho visa incentivar a criação artística no período carnavalesco em todas as suas formas de expressão. O nome do projeto presta homenagem ao compositor potiguar Claudomiro Batista de Oliveira, autor de marchinhas de carnaval e frevos que fizeram sucesso em todo o país. Falecido em 2014, ele completa 90 anos de nascimento em 2017.

O prêmio também contempla outras categorias, como melhor fantasia de folião, que será realizada de forma espontânea. A comissão de jurados será formada por diversos profissionais e artistas que vão indicar, sugerir e apontar os destaques observados nos pólos do carnaval. Em seguida uma curadoria final fará a divulgação das categorias e definirá os premiados.

Desenho de Fernando Gurgel ilustra camiseta do bloco ‘Se Parar eu Caio’

14 de fevereiro de 2017 por Cinthia Lopes

arte camiseta

O renomado artista plástico Fernando Gurgel terá sua arte estampada neste carnaval. É dele o trabalho que ilustrará a camiseta do bloco carnavalesco “Se Parar eu Caio”. O trabalho, em preto e branco, remete a um cenário de quadrinhos e mostra o bairro de Petópolis de uma perspectiva iconográfica, valorizando o colégio Atheneu, segunda mais antiga instituição do Brasil, e sua arrojada arquitetura de João Vitor de Holanda.

“A ideia é criar uma camisa que possa ser usada após a folia. Como uma peça de colecionador”, informa o produtor Chico Bethoven.

O “Se Parar eu Caio” desfila na semana do carnaval, na terça-feira (21), com a concentração no largo do Atheneu a partir das 16h. DJ Berto e a Fobica do Jubila vão abastecer os foliões com o melhor repertório de sucessos de carnaval, entre marchinhas, frevos de todas as épocas.

Em seguida, a Orquestra Frevo do Xico percorre a avenida Campos Sales até a rua Ceara-Mirim, com parada em frente à Fundação Hélio Galvão. O bloco percorre mais um quarteirão da av Rodrigues Alves e chega ao Clube de Radioamadores, vizinho à Cidade da Criança. Informações pelo Tel.: 3211 5919).

Grande Encontro volta a reunir Elba, Alceu e Geraldo Azevedo, mas sem Zé Ramalho

por Cinthia Lopes

Grande Encontro1 (Livio Campos) (Copy)editada

Já são mais de 20 anos desde que o antigo Ginásio Machadinho, em Natal, recebeu quatro dos mais influentes artistas brasileiros e representantes máximos de toda a força e cultura nordestina, no projeto “O Grande Encontro”. A turnê reuniu Elba Ramalho, Alceu Valença, Zé Ramalho e Geraldo Azevedo e foi registrada em 1996 com um show gravado no Canecão (RJ).

No próximo dia 11 de março, na Arena das Dunas, três deles voltam a se unir mais uma vez; a paraibana Elba Ramalho e os pernambucanos Alceu Valença e Geraldo Azevedo, na quarta edição da turnê.  O show faz parte do projeto “Música na Arena” e contará também com apresentações dos artistas potiguares Sami Tarik e Khrystal.

As vendas do primeiro lote já estão abertas no site www.arenadunas.com.br, nas lojas Sport Master do Midway Mall, Natal Shopping e Norte Shopping, na Goodfather Barbearia Clube e no Pittsburg Prudente de Morais.

Em tempo: Quem é fã desses ícones da música nordestina poderá aproveitar para vê-los de graça, ao menos Alceu e Elba,  durante o carnaval de Natal.

Batukedô, Samba Preto no Branco e Mesa 12 ditam o ritmo do Bloco de Petrópolis

por Cinthia Lopes

 

Samba Preto no Branco é fiel as raízes do ritmo

Samba Preto no Branco é fiel as raízes do ritmo

A zona Leste tem sido o epicentro de várias prévias carnavalescas da capital. No próximo sábado tem mais uma, e a atração é o “Bloco de Petrópolis”, cujo o nome homenageia o bairro de tradição carnavalesca. A prévia acontece no Largo do Atheneu, no próximo sábado (18) na rua Seridó (lateral do Colégio Atheneu), animado pelas bandas Mesa 12, Samba Preto no Branco e o grupo de batucada Batukedô.

Mesa 12 é uma das atrações mais tradicionais do pagode natalense. Com 14 anos de estrada, já conquistou seu espaço entre o público reunindo o melhor do samba, pagode mas também clássicos do forró, sertanejo, axé, pop, arroxa e brega. Já o Batukedô traz a magia dos sambas de grandes escolas, com mestre Arcanjo no comando. E o Samba Preto no Branco, que recupera clássicos do grande ritmo.

As vendas com desconto acontecem na Bransk, do Midway Mall . Informações: 99418-9794. Até esta terça-feira (14) está sendo comercializado o primeiro lote

Carnaval de Natal terá reforço de Casuarina e Antônio Nóbrega

8 de fevereiro de 2017 por Cinthia Lopes

antonio_nobrega_divulgacao_site_oficial

Nóbrega mergulha nas tradições sonoras brasileiras

A prefeitura de Natal divulgou esta quarta-feira, por meio das redes sociais do canal “Carnaval Multicultural de Natal”, mais duas atrações que irão compor o Pólo Rocas e Ponta Negra. O cantor, compositor e instrumentista pernambucano Antônio Nóbrega, um dos difusores do movimento Armorial, será a atração da terça-feira de carnaval (28), às 21h em Ponta Negra.

No mesmo dia e horário, se apresenta no Pólo Rocas o grupo carioca Casuarina. As atrações completam a programação do carnaval no qual já foram anunciados Elba Ramalho, Alceu Valença, Moraes Moreira, Monobloco, Cavaleiros do Forró, Maria Alcina, Spok Frevo e Grafith.

Nóbrega: do frevo ao samba

Amigo e parceiro do escritor e dramaturgo Ariano Suassuna, Antônio Nóbrega lançou em 2016 o projeto do Semba ao Samba, dedicado às matrizes e variações regionais do mais popular ritmo brasileiro.

Mas não é de hoje que imprime aos discos e espetáculos um estilo próprio na fusão da música com as artes cênicas – dança principalmente – buscando vivências e pesquisas nas matrizes nordestinas.

A lista dos seus espetáculos é longa, dentre eles estão A Bandeira do Divino, O Maracatu Misterioso, O Reino do Meio-Dia. E projetos que geraram álbuns Na Pancada do Ganzá e Madeira Que Cupim Não Rói, ambos premiados. Também lançou show/DVD Lunário Perpétuo e Nove de Frevereiro, com 2 CDs e DVD dedicados ao frevo.

foto_casuarina_

Da Lapa para as Rocas

Já o Casuarina é um dos mais requisitados grupos de samba carioca. Pioneiro na ocupação musical da Lapa, bairro boêmio do Rio de Janeiro, o grupo reza na tradição do samba de raiz, atualizado com canções autorais e releituras, sempre com virtuosismo sonoro.

Formam o Casuarina os músicos Daniel Montes (violão de 7 cordas), Gabriel Azevedo (pandeiro e voz), João Cavalcanti (tantan e voz), João Fernando (bandolim e vocais) e Rafael Freire (cavaquinho e vocais).

Confira novo clipe do Carcará na Viagem

7 de fevereiro de 2017 por Cinthia Lopes

Miguel Carcará: música e consciência social

Miguel Carcará: música e consciência social

Uma das figuras mais ativas e agregadoras do hip hop potiguar, o músico, rapper e arte-educador Miguel Carcará e seu grupo Carcará na Viagem, estão com clipe novo no ar. A produção chega ao público com o capricho da plataforma digital Som Sem Plugs. “Levando a Vida a Cantar” traz o peso da reflexão e do otimismo.

Realizado no bairro da Redinha, o trabalho mostra as multifacetas do artista e seus parceiros: as linguagens do rap, embolada, maracatu e hip hop; o grafite, ciranda, dança e consciência social.

O grupo é formado por Miguel Carcará, Ellen Rodrigues e Elizabeth – voz, Rodrigo Lucas – Bateria, Real – Percussão, Júnior – Baixo, Jonathan – Violão e DK e Jhow – Tambor. Participaram do clipe os dançarinos do “Super Nova B Boys”. Confira no www.somsemplugs.com.br ou no canal do YouTube do Som sem Plugs.

Confira também aqui

Reinaldo Azevedo e convidados farão releituras dos Beatles

por Cinthia Lopes

Artistas influenciados pelos Beatles se reúnem próximo domingo, no Som da Mata, para uma tarde de versões instrumentais do quarteto de Liverpool. O encontro será comandado pelo veterano guitarrista Reinaldo Azevedo, da banda Anos 60, que convida Diogo Guanabara (bandolim), banda HelpFive e outros convidados.

Nome veterano do rock potiguar, Reinado Azevedo convida instrumentistas em show no Som da Mata

Nome veterano do rock potiguar, Reinado Azevedo convida instrumentistas em show no Som da Mata

O Som da Mata acontece às 16h30, no anfiteatro do Parque das Dunas, Tirol. O projeto tem patrocínio da Lei municipal Djalma Maranhão, Unimed, Colégio Cei, Intercity, Potiguar Ronda, Top Car e Trauma Center . Com apoio do Idema.

Adereços diferenciados fazem a cabeça neste carnaval

6 de fevereiro de 2017 por Cinthia Lopes

Por Cinthia Lopes

Como diz a canção: se repique tocou, é hora de sair na rua e carnavalizar! E sem fantasia a brincadeira não parece completa. Com as demandas carnavalescas deste ano em Natal, o folião ou foliona precavidos sabem que uma única produção não dará conta dos seis dias de festa, previstos na programação dos pólos do “Carnaval Multicultural de Natal”; e ainda tem os diversos blocos que este ano sairão às ruas da capital. Adicione também bailes, prévias e a virada Carnavalesca…

Cartola para combinar com vários modelos de fantasias

Tiara da coleção Pennylane: Cartola pode combinar com vários modelos de fantasias

Então apostar em temas ou personagens da moda, investindo na criatividade, é uma boa sacada nesses tempos de orçamento enxuto. Inspiração não falta no cinema, quadrinhos, youtube e até na política brasileira e mundial.

Mas se o carnaval, para você, é sinônimo de capricho visual, então aposte em maquiagens arrojadas, de preferência com a purpurina holográfica muito em alta, e em vestimentas de tecidos leves para não passar mal com o calor – fuja do veludo nas lojas de aluguel de fantasia. Opte pelo barato, já que a maioria dos materiais usados na criação das peças não sustenta até o carnaval seguinte.

Sereísmo e orixás inspiram adornos da coleção

Sereísmo e orixás inspiram adornos da coleção

Acessórios e adereços personalizados são uma opção para combinar com alguma peça do próprio guarda-roupa, com a vantagem de ter durabilidade maior. E ainda pode combinar com a camiseta do bloco. Por que, sabe-se que em Natal perdura uma certa tendência ao uniforme. Então um adorno bonito se destaca na multidão e nas selfies com a turma.

Girassóis e miçangas dão cor à fantasia: tiara faz parte da coleção Pennylane

Girassóis e miçangas dão cor à fantasia: tiara faz parte da coleção Pennylane

Artistas, designers e artesãos em Natal já estão com coleções prontas para oferecer ao folião. São adornos, acessórios e fantasias completas à espera da clientela, em lojas fixas, por encomenda ou bazares. Blog do VIVER listou algumas opções:

Uma das coleções mais charmosas é a da Penny Lane Ateliê, da designer Cissa Cortez. Há alguns meses a artista está instalada na Casa 895, espécie de galeria coletiva onde habitam artistas de vários segmentos do design.

Cissa mantém um ateliê neste espaço, localizado na av Afonso Pena, Tirol (em frente ao Banco do Brasil), e também comercializa peças no espaço colaborativo Kole, andar térreo da casa. O espaço expõe peças de diversos artistas, estilistas e designers de joias, decoração, moda e acessórios.

A coleção verão/carnaval da PennyLane possui peças prontas para venda, mas a marca também recebe encomendas. As peças privilegiam a figura feminina, onde a criadora explora algumas tendências, como sereísmo, tropicalismo e cultura mexicana.

Combinação de cores deixa acessório sofisticado, e pode compor fantasia para baile ou bloco de rua (ateliê Pennylane)

Combinação de cores deixa acessório sofisticado, e pode compor fantasia para baile ou bloco de rua (ateliê Pennylane)

São tiaras que harmonizam com flores e rosas enormes à Frida Kahlo ; ou arcos e colares com búzios, miçangas peroladas e estrelas do mar, que remetem tanto aos orixás quanto às sereias e fazem referência também à Clara Nunes. Sem falar dos topetes tropicais no estilo Carmen Miranda.

Há opções em peças clássicas, chapéus, cocares em tons flúor, tiaras lúdicas com animais da Savana e até uma de efeito unicórnio.

Muitas peças em cores aquareladas e cartolinhas com frufrus para combinar tanto com look palhaço como de colombina.

A Penny Lane Atelier nasceu em 2014 como uma loja itinerante. Cissa alugava uma Kombi ano 1966 e levava suas criações para feiras, praças, festivais e eventos onde podia estacionar o veículo.

Seu trabalho diferenciado e delicado, principalmente em adereços de cabeça, fizeram a fama. E o uso da Kombi 66 como estande também ajudou a impulsionar o negócio.

Adorno de sereia para produções de carnaval praiano

Adorno de sereia para produções de carnaval praiano

Com a marca já consolidada, faltava um espaço fixo mais acessível e uma loja que absorvesse as peças para exposição e vendas. “Na Casa, o movimento diário é muito bom e a minha intenção não é funcionar só no carnaval, e sim o ano inteiro”, adianta a designer. Nas suas criações também entram algumas bijous para acompanhar a produção, mas só por encomenda. Contato com Pennylane Ateliê: 999380279

Máscaras e adereços com pé na cultura popular

Adorno para cabeça do artista Plínio Faro remete aos brincantes de cultura popular

Adorno para cabeça do artista Plínio Faro remete aos brincantes de cultura popular

Artista plástico e cenógrafo, com experiência em teatro e cinema, Plínio Faro tem sido bastante procurado no carnaval por conta de suas máscaras e adereços com forte apelo na cultura popular.

São brincantes, peças étnicas com inspiração indígena e afro-brasileira.“São peças únicas. Faço tudo sozinho, com primor no acabamento”, disse o potiguar, em recente entrevista ao VIVER.

No próximo dia 10 de fevereiro, o artista vai expor mais de 60 adereços em sua residência, numa espécie de bazar de carnaval. Contatos: 99607-2189

Arranjos para colorir as cabeças com arte

Quem está em franca produção é o artista plástico e cenógrafo Carlos Borges. Figurinista e aderecista com 35 anos de carreira, Carlos Sérgio Borges investe na confecção de peças elaboradas e únicas para vestir foliões.

Carlo Sérgio Borges em seu ateliê: peças prontas e fantasias por encomenda

Carlo Sérgio Borges em seu ateliê: peças prontas e fantasias por encomenda

Podem ser máscaras, arranjos ou fantasias completas, mas este último item só sob encomenda. Borges já atuou como carnavalesco de escolas de samba de Natal, e tem larga experiência no teatro.

O artista também produz estandartes e assina a ambientação de festas e a decoração de bailes. Contato com Carlos Borges: 99983-8659