Sem dó

A Confederação Brasileira de Futebol vai assumindo um papel de vilã em meio à crise causada pela paralisação do futebol em respeito ao isolamento social. Com um País repleto de clubes pobres e profissionais maus pagos, a entidade milionária mostra, em cada ato, o seu estilo medíocre de lidar com um problema social tão grave. Uma das primeiras medidas sociais, que, em princípio parecia boa, logo mostrou seu viés selvagem. A entidade, que anunciara uma “ajuda” aos árbitros, tão necessária, revelou que o dinheiro repassado aos profissionais terá que ser “pago” em forma de trabalho, depois.

Sem dó 1

O recurso vem após pedido da própria Anaf, que entendeu ser necessário distribuir um auxílio financeiro para quem depende do dinheiro recebido pelo trabalho nas partidas. O anúncio de repasse foi feito pelo presidente da Anaf, Salmo Valentim. A CBF vai pagar R$ 6 mil para quem é árbitro do quadro da Fifa, R$ 3 mil para a categoria AB e mais R$ 1,5 mil para quem for das categorias C e D. O valor total de todo o repasse é avaliado em cerca de R$ 900 mil. O montante é um adiantamento de taxas de arbitragem. Quando o calendário for retomado, a quantia repassada será descontada.

Sem dó 2

A ANAF ainda escreveu ofícios e encaminhou para o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, para que os árbitros possam ser contemplados em programas do governo federal voltados para profissionais que não trabalham com carteira assinada.

Série C

O presidente do Criciúma, Jaime Dal Farra, revelou, em entrevista coletiva nesta quarta-feira, que os clubes da Série C do Campeonato Brasileiro solicitaram à CBF uma ajuda financeira de seis parcelas de R$ 250 mil para auxiliar durante a paralisação da competições por causa do coronavírus. Os clubes da Série C fizeram uma conferência na semana passada para definir o teor do documento enviado à CBF. Em 7 de abril, os dirigentes terão uma reunião com a confederação para tentar chegar a um consenso.

Solidariedade

Cerca de 2,3 toneladas de alimentos foram arrecadadas pelos alunos participantes do Desafio MotivAção, uma espécie de gincana beneficente da academia Bodytech Tirol. Toda a arrecadação foi direcionada a instituições que realizam trabalhos com crianças com câncer, idosos e jovens em situação de vulnerabilidade social, como Hatmo, Instituto Educar Golandim e Casa de Idosos Jesus Misericordioso. Além dos alimentos, também foram arrecadados mais de mil pacotes de fralda, distribuídos entre as instituições. De acordo com a supervisora da BT Tirol, Paula Carvalho, além das instituições, famílias em situação vulnerável também receberam doações em cestas básicas. Parabéns aos organizadores.

Solidariedade 1

LaLigaSantander Fest’, o macroconcerto organizado pela LaLiga, em parceria com Banco Santander, Universal Music e GTS – contando com a colaboração dos demais patrocinadores da LaLiga -, conseguiu reunir no último sábado, 28 de março, um elenco de artistas e atletas nunca antes juntos. De suas casas, eles arrecadaram nada menos que R$ 5.7 milhões, na cotação atual). Além disso, o ‘LaLigaSantander Fest’ também conectou mais de 50 milhões de pessoas, em um evento virtual histórico e sem precedentes.

Graças a doações feitas de todos os cantos do mundo, o dinheiro arrecadado neste festival de caridade irá, através da Fundação Banco Santander, à compra de materiais para ajudar a mitigar/suavizar os efeitos causado pela pandemia do COVID-19.

Isolamento

Uma equipe de basquetebol dos Estados Unidos comprova a eficácia do isolamento. Duas semanas depois da notícia de que dois de seus jogadores testaram positivo para o novo coronavírus, o Los Angeles Lakers atualizou os dados e anunciou na noite de terça-feira que todos os seus atletas estão livres dos sintomas da covid-19. A franquia da Califórnia realizou um protocolo de 14 dias de isolamento total dos esportistas.

Venda e licença

As necessidades reais da Licença médica do presidente do ABC, Fernando Suassuna, assim como a de parte do patrimônio do clube para o pagamento de dívidas, ninguém sabe ao certo. A única certeza em relação ao Alvinegro é que, no momento, poucas pessoas sabem ao certo o que fazer para que o clube não naufrague em meio a esse mar de incertezas. Além disso, os que sabem, parecem estar de “mãos atadas” para executar as ações necessárias na busca pela resolução de tantos problemas.

Parabéns

A notícia não tem relação com o esporte, mas sim com a nossa vida cotidiana. Além dos profissionais de saúde, segurança, limpeza pública, transporte e tantos que arriscam a saúde para que tudo funcione, quero parabenizar, também, os professores. É emocionante assistir ao esforço desses profissionais em se adaptar a nova realidade das vídeo-aulas diante de um público de crianças que estão inquietos pelo confinamento. É um lindo trabalho pensando no futuro dos nossos filhos, no futuro do nosso País.

Comentários do Site

  1. Janio
    Responder

    Itamar não e a toa que ela e chamada de MADRASTA, ela poderia muito bem ajudar, pois todos os anos ela da em torno de 60 milhões ao campeão da COPA DO BRASIL, nada contra o premio, mas poderia ser menor e a diferença dos 60 ser repassado para outros times que nao tem recursos, ex. daria 10,20 ou ate a metade ao campeão e a outra metade para os mais necessitados, mesma acontece na serie A, ela da premiaçao do campeão ate o 16º, descriminando os rebaixados como se eles tivessem culpa de terem sido rebaixados.

Deixe um comentário