Foto: Felipe Dantas

Dentro da programação dos Jogos Escolares Municipais (JEMS) da Rede Municipal de Ensino, ocorreu na manhã desta terça-feira (11/10), a competição inclusiva da Bocha Paralímpica na quadra esportiva da Escola Municipal Ferreira Itajubá. Foram 13 atletas paraolímpicos que disputaram a modalidade.

A bocha adaptada é um esporte que pode ser praticado por ambos os sexos, exigindo apenas concentração, controle dos músculos e precisão. A modalidade possui seis bolas azuis e vermelhas e uma bola branca que é o alvo. O objetivo dos jogadores é rolar as bolas coloridas a encostar o maior número possível delas na bola alvo.

A diretora administrativa da Escola Municipal Santos Reis, Zuilma Simplício, que acompanhou os alunos explicou que atividade é muito praticada na escola e esses alunos inclusive, participam de outras modalidades como o atletismo. “O esporte é vida, vibração e felicidade. A nossa escola tem uma tradição nessa questão do esporte com um trabalho muito comprometido dos professores e o resultado tem sido muitas conquistas, até do Campeonato Brasileiro de Atletismo. Temos inclusive aluno que competiu fora do Brasil, participou do Campeonato Mundial de Atletismo.

O aluno Kauã Mateus Galvão, 15 anos, da E. M. Santos Reis, disse que gosta de praticar Bocha e é o segundo esporte que pratica depois do atletismo. Quem também comentou foi Miguel Sena, de 10 anos, da Escola M. Ferreira Itajubá. “Eu gosto muito de Bocha e comecei a treinar esse ano e vou continuar na modalidade”.

A professora de Educação Física da Escola Municipal Ferreira Itajubá, Ana Carla Trigueiro, comentou como essa atividade é importante para os alunos com algum tipo de necessidade especial. “O objetivo do jogo é de fazer incluir as crianças com deficiência no esporte e assim, como esses jogos, ter a possibilidade de ser conduzido a um esporte aberto, com regras simples que dá espaço para participação de crianças necessidades especiais”.

Ao final das duas rodadas da Bocha Paralímpica, todos os alunos especiais receberam suas medalhas de participação dentro do programa de inclusão ao Paradesposto dos Jogos Escolares Municipais.

Secom/Natal

Deixe um comentário