Os números comprovam: Os estádios do Rio Grande do Norte ficaram mais vazios em 2018. A competição que começa nesta quarta-feira, tem o desafio de levar o torcedor de volta aos estádios de futebol. A FNF aposta na nova fórmula, com finais nos turnos, para que essa média cresça. A entidade ainda reclama da falta de apoio dos órgãos públicos locais, no entanto, sem dinheiro para pagar salários, como se justificaria qualquer ação que fosse interpretada como uso de recursos para outra finalidade? Complicada essa situação.

Os números abaixo foram compilados pelo pesquisador Marcos Trindade. Eles evidenciam o que eu disse no parágrafo anterior sobre a nossa média de público.

grafico 2

Deixe um comentário