Evandro e Pedro Solberg comprovaram mais uma vez a regularidade da dupla e neste sábado (09.07) avançaram à semifinal do Major Series de Gstaad, na Suíça. Os cariocas estão pela terceira vez entre os quatro melhores em oito eventos disputados na temporada 2016 do Circuito Mundial. Eles duelam contra os espanhóis Pablo Herrera e Adrian Gavira por um lugar na final, neste domingo (10.07), as 6h (de Brasília).

A outra semifinal será entre os norte-americanos Phil Dalhausser e Nick Lucena contra os letões Aleksandrs Samoilovs e Janis Smedins. As disputas de bronze e ouro ocorrem a partir das 9h (de Brasília), com transmissão do VT pelo SporTV 3 às 17h e 18h. Será o sexto encontro entre os brasileiros e os espanhóis, com três vitórias de Evandro e Pedro Solberg.

“Ver a nossa melhora a cada torneio me faz ter confiança, estamos jogando melhor. Nosso melhor resultado foi uma prata no começo do ano, mas não jogamos tão bem.Acho que jogamos melhor outras competições, mas não avançamos tão longe. Fico feliz que meu time está jogando muito forte no momento mais importante, que é próximo dos Jogos Olímpicos. Me deixa feliz de trabalhar com o time que estou”, analisou Pedro Solberg.

Eles avançaram à semifinal ao superarem nas oitavas de final os suíços Nico Beeler e Alexei Strasser por 2 sets a 0 (21/12, 21/15), em 38 minutos. Na sequência, duelo contra os vice-campeões do Campeonato Mundial, os holandeses Nummerdor e Varenhorst. Vitória de virada, por 2 sets a 1 (21/23, 21/18, 15/9), em 46 minutos.

“Foi muito difícil, tivemos tudo para ganhar o primeiro set, mas acabamos perdendo por pouco. E no segundo set, começamos mal. Tivemos uma situação fácil de desistir, primeiro set perdido, um time forte como Nummerdor e Varenhorst, mas foi o oposto. Estivemos juntos, não desistimos e foi a chave para a vitória”, completou Pedro.

As outras duplas brasileiras acabaram eliminadas nas etapas anteriores. Alison/Bruno Schmidt (ES/DF) foram superados nas oitavas de final pelos compatriotas Álvaro Filho/Vitor Felipe (PB), por 2 sets a 1 (27/25, 16/21, 17/15), em 58 minutos.

Na sequência, porém, os paraibanos medalhistas pan-americanos foram eliminados pelos norte-americanos Dalharusser e Lucena por 2 sets a 0 (21/13, 21/17), em 32 minutos, nas quartas de final do torneio.Guto e Saymon caíram nas oitavas de final, superados pelos espanhóis Herrera e Gavira por 2 sets a 1 (21/15, 18/21, 17/15), em 43 minutos.

Esta é a 31ª vez que Gstaad recebe uma etapa, tendo sediado 15 eventos no naipe masculino e 16 no naipe feminino. Além da pequena vila aos pés dos Alpes, a cidade de Lucerna também recebeu um evento Open em 2015. O Brasil lidera o quadro de medalha em ambos os naipes na Suíça, com 20 medalhas no masculino e outras 21 no feminino.

A etapa de Gstaad dará 57 mil dólares às duplas campeãs, distribuindo 800 mil dólares em premiações no total. Os campeões somam 800 pontos no ranking do Circuito Mundial. Após a parada na Suíça, o tour mundial segue para o Major Series de Klagenfurt, na Áustria, na última etapa antes do início dos Jogos Olímpicos.

Deixe um comentário