“O impossível é apenas questão de opinião”. Foi com esta frase que o técnico Marcelo Chamusca motivou e convenceu os jogadores do Guarani de que seria possível buscar a vaga na final da Série C do Campeonato Brasileiro após a derrota por 4 a 0 para o ABC no jogo de ida. A estratégia do comandante deu certo e o Bugre bateu o Alvinegro potiguar por um incrível placar de 6 a 0 na noite do último domingo (23), garantindo o lugar na decisão.

Em entrevista ao site da CBF, Chamusca falou sobre os objetivos da equipe desde o início da competição, fator casa, apoio da torcida e a importância do ídolo Fumagalli. O treinador revelou também detalhes da preleção do épico jogo.

– Foi um quadro em que poucas pessoas acreditavam. Mas nós nunca deixamos de crer. A construção da nossa vitória foi feita desde o retorno de Natal. Usei uma frase na reapresentação que diz que o impossível era apenas uma questão de opinião. Quem vivencia o dia a dia do clube e se compromete e prepara para esses momentos, sabe a força e que o grupo tem condição, com a mudança de postura, jogando forte em casa, de conseguir fazer o necessário. A nossa classificação seria consequência dessa mudança de postura. Por isso, a semana toda foi trabalhada no sentido de não deixar de acreditar. E a postura do time foi a necessária para conseguir essa virada. Ao invés de se concentrar em responder as críticas, focamos no trabalho. Isso fez com que no dia no do jogo a gente tivesse o merecimento e o universo conspirasse a nosso favor – destacou.

Desde o início da competição, o objetivo de Marcelo Chamusca não passava somente em garantir o acesso à Série B, mas também em conquistar o título da competição. Para sustentar esta ideia, o treinador exalta o Brinco de Ouro da Princesa unido ao apoio do torcedor.

– Em todo momento trabalhamos em busca da final. E o Brinco de Ouro foi fundamental. Em 11 jogos, são nove vitórias em casa. Isso mostra a importância do torcedor para que a gente conseguisse se fortalecer. E, quando conseguimos o acesso, o foco foi para os 180 minutos da semifinal. Os primeiros 90 foram ruins, mas conseguimos mudar isso. Agora é planejar o jogo contra o Boa para lutar em busca do nosso objetivo maior, que é botar mais uma estrela na camisa do Guarani – acrescentou.

No grande jogo da classificação, Fumagalli desequilibrou para o Guarani. Com uma assistência e três gols, o meia foi o principal nome do Bugre na partida. Chamusca elogiou a atuação do atleta e destacou a importância que ele tem também fora dos gramados.

– Mais uma vez, como na maioria dos nossos jogos, o Fumagalli foi fundamental e decisivo. Ele tem uma presença de espírito no vestiário que contamina todo mundo do grupo. É um jogador fundamental para nós, tem muita experiência, maturidade e a mensagem que passa aos mais jovens é muito importante. É muito bom para nós poder contar desde o início com ele – enfatizou.

O Guarani vai disputar o título da competição diante do Boa Esporte. As datas das finais serão definidas pela CBF nos próximos dias. O jogo de ida será no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP), e a volta vai ser disputada em Varginha (MG), no Estádio Municipal.

Deixe um comentário