Empate

O termo “empaTite” foi criado para uma época que marcou a carreira do técnico da Seleção Brasileira, Tite na qual os empates, no comando do Corinthians eram constantes. Naquele tempo, ainda assim, o Alvinegro paulista conseguiu ir longe e evoluiu para a conquista de vitórias “magras”, a maioria delas por 1 a 0. O que fez aquele time subir de patamar, claro, além dos grandes jogadores que tinha, foram duas coisas principais. Primeiro a manutenção da solidez defensiva. Segundo, o time tinha um percentual alto de gols/chances criadas. Ou seja, o “Timão” não errava nem na marcação, nem tampouco na hora de colocar à bola no fundo das redes do adversário. Esse, guardadas todas as proporções necessárias, precisa ser um dos passos do ABC nesta temporada. O time até tem alguns bons ajustes defensivos, apesar de Helitão deixar muito a desejar. No entanto, a cobertura à frente da zaga com Janderson e Valderrama, além da grande fase do goleiro Welligton ajudam muito nos números. Já o ataque peca pela pouca precisão. Wallyson, ídolo, tem tropeçado nas próprias pernas na hora de fazer os gols. Maycon Douglas teve uma queda de rendimento nas últimas rodadas e William Anicete é o mais fraco da linha de frente. O jovem Vitinho pede passagem, mas Sílvio Criciúma sabe que precisa ter paciência com um atleta que está apenas começando a carreira. Talvez seja a hora de apostar em dois meias, com Marco Antônio e Quixadá no meio e dois homens na frente. O tradicional, bom e velho 4-4-2 ainda tem suas utilidades.

Estadual

A volta dos jogos do Campeonato Estadual já está marcada. Com isso o América, em particular o técnico Evaristo Piza, pode respirar um pouco mais aliviado. Como ele já sabe que terá o Palmeira pela frente pode treinar seu time titular sem os três jogadores que não têm condições de jogo devido aos cartões (Boaventura, Everton Silva e Serginho. Além dessas mudanças, o treinador ainda deverá ter outras surpresas no jogo. A presença do trio Guedes, Alan Calbergue e Romarinho começa jogando. Os três, juntos, são capazes de dar uma movimentação interessante ao meio de campo, melhorando a criação de jogadas.

Nova ordem

De acordo com o Flamengo, o clube deve conseguir ultrapassar a marca de R$ 10 milhões em lucro com a disputa do Campeonato Carioca. Os dirigentes revelam que a TV Globo teria oferico R$ 45 milhões pelo televisionamento da competição, o que daria ao Rubro-Negro a fatia de R$ 6 milhões. Os cartolas do clube afirmam que com a possibilidade do streamming os lucros quase dobram e por isso fizeram bom negócio tendo fechado com a Record e fazendo suas próprias transmissões. Essa é a nova ordem tentando ganhar espaço na cultura de transmissões do futebol.

Futebol x decretos

A Polícia Militar precisou impedir um jogo do Campeonato Tocantinense que seria realizado no domingo, apesar de um decreto do governo estadual, que proíbe partidas de futebol no Estado em razão do aumentos de casos de covid-19. O jogo seria disputado em Gurupi, entre o time da casa e o Interporto. A polícia chegou ao estádio Resendão poucos minutos antes do início da partida, quando as duas equipes já estavam no gramado. Ao impedir o começo do jogo, a PM seguia o Decreto Estadual 6 230, que proíbe a realização de eventos esportivos em todo o Estado e que foi prorrogado pelo período de mais 15 dias. O estádio é administrado pelo Governo do Estado, pela Secretaria de Educação, Juventude e Esportes (Seduc). Outra partida que não pôde ser disputada no domingo envolvia Palmas e Capital, pela sexta rodada.

Homenagem

Um dos caras que me fez comemorar um gol por quase meia hora merece a homenagem prestada pela CBF. Branco venceu a maldita covid-19 e está em casa. Assim que saiu do hospital, ele deixou uma mensagem para todos que torceram por sua recuperação: “Queria dizer que eu amo o Brasil e amo vocês (dirigindo-se aos familiares)”. Logo na chegada à sede da CBF, Branco foi surpreendido com uma grande foto sua na fachada do prédio da entidade. Com uma imagem dele na Copa do Mundo de 1994, a arte traz uma mensagem de força para ele e para todos os brasileiros no enfrentamento à pandemia: “Que seu exemplo de superação inspire os brasileiros na luta pela vida”. “Vida nova, voltei mais forte do que antes. Com certeza. Enquanto eu estive no hospital, esse tempo todo, enquanto me recuperei eu meditei muito, pensei muito, para um lado melhor, para uma vida melhor. Amanhã eu faço aniversário. Por coincidência, amanhã também é o dia da ressurreição. A mensagem que eu tenho para o Brasil e para o mundo é que tudo é possível: a gente pode vencer a Covid. Obrigado pelo carinho e Feliz Páscoa a todos!”, disse Branco. o Presidente da CBF, Rogério Caboclo e o ex-zagueiro Ricardo Rocha fizeram as “honras” da casa (foto).

Deixe um comentário