Óbvio

O início da Série d do Campeonato Brasileiro tem demonstrado uma série de obviedades. Gramados ruins, juízes caseiros, equipes retrancadas na casa do adversário, mesmas reclamações. Até mesmo o desinteresse da Confederação Brasileira de Futebol – CBF pela competição também caiu no lugar comum com a decisão de utilizar os assistentes locais com árbitros de fora para economizar em passagens aéreas. Equipes com nível técnico discutível e até mesmo as infestações de covid-19 não podem surpreender. Tudo isso já era previsto.

Óbvio1

Então, fica cada vez mais claro que, aquele que conseguir se desviar apenas alguns milímetros desse “festival de horrores”, deve conseguir o acesso. Hoje em dia, no meio dos negócios, o termo “pensar fora da caixa” ganhou força. Aponta para o fato de que o empreendedor de sucesso não deve repetir fórmulas e sim criar novos caminhos, novos produtos, novas saídas. Os clubes potiguares sofrem com os problemas financeiros, mas ainda vejo bons profissionais, por aqui, capazes de executar essa tarefa de fazer diferente e, quem sabe, possamos comemorar acessos no início do próximo ano… quando fevereiro chegar… saudade com certeza já não matará a gente…

Romarinho

Na contramão do desejo do comandante leonino, Rogério Ceni, o clube pode ter a saída de Romarinho que, de acordo com o site ‘O Povo’, estaria na mira do Al-Ittihad, da Arábia Saudita. A contratação do atacante seria um pedido de Fábio Carille, que atualmente comanda a equipe e busca contratações no futebol brasileiro. Na atual temporada, o linha de frente vem ganhando sequência na equipe de Ceni.

UFC

Um duelo de invictos pelo título peso-médio do UFC neste sábado promete muita emoção para os fãs de MMA, e em especial para os brasileiros: o mineiro Paulo “Borrachinha” Costa entrará no octógono para enfrentar a sensação nigeriana Israel Adesanya, que defenderá pela segunda vez seu cinturão. Os dois lutadores vêm cultivando há meses uma grande rivalidade, com provocações de lado a lado. O campeão aparece como favorito, com 61% de chances de vitória, enquanto Borrachinha tem 39% de probabilidade de vencer, de acordo com a análise da Betfair.net.

UFC 1

O UFC 253, que será realizado no sábado, dia 26 de setembro, na “ilha da luta” do UFC, em Abu Dhabi, também terá outra disputa de cinturão. O americano Dominick Reyes enfrenta o polonês Jan Blachowicz pelo título peso-meio-pesado, vago desde que Jon Jones abandonou a categoria para se transferir para o peso-pesado. Reyes aparece como grande favorito na análise da Betfair.net, com 72% de chances de vencer, contra 28% de probabilidade de vitória de Blachowicz.

UFC 2

Três outros brasileiros estão no card do UFC 253. A peso-galo Ketlen Vieira aparece como favorita, com 61% de probabilidade de vitória no combate contra a norte-americana Sijara Eubanks. O peso-leve Alex ‘Leko’ da Silva encara o neozelandês Brad Riddell, que aparece com 75% de chances de vencer, de acordo com a Betfair.net. E o estreante peso-meio-pesado Danilo Marques vai encarar o russo Khadis Ibragimov, que é favorito com 60% de chances de vitória. O UFC 253 começa às 19h30 (horário de Brasília), com brasileiros nas duas pontas do evento: a luta de Danilo Marques abre o card preliminar, e a de Borrachinha contra Adesanya encerra a noite.

Covid-19

A FIFPro, o sindicato global de jogadores, demonstrou estar preocupado com os jogos das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022, que passarão a ocorrer a partir do mês que vem. As altas taxas de contaminação por covid-19 no continente, principalmente no Brasil, ligaram um sinal de alerta na entidade em relação às dificuldades de viagens para atletas que atuam na Europa. O secretário-geral do FIFPro, Jonas Baer-Hoffmann, disse que os jogadores deveriam ter permissão para decidir se querem jogar sem medo de sanções. “Os jogadores precisam ser capazes de tomar decisões livremente”, afirmou. “É uma região fortemente infectada pela pandemia e há certas restrições e alertas de viagem relacionadas à covid-19”.

Dick Vigarista

O personagem infantil, Dick Vigarista costumava utilizar todas as artimanhas para vencer os rivais na antiga “Corrida Maluca”. No futebol brasileiro, o Flamengo tem desejado assumir esse papel. Não para vencer dentro de campo, coisa que não precisa, uma vez que seu elenco é tão forte que ganhar se torna quase obrigação. O problema é que o clube e sua diretoria passam os dias se esgueirando na política nacional em busca de vantagens mesmo que isso prejudique o futebol como um todo ou até mesmo a população. Esses atos tem atraído ainda mais a antipatia dos adversários e até mesmo de alguns rubro-negros.

Tóquio 2021

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, adiados para 2021 por causa da pandemia do novo coronavírus, anunciou nesta quarta-feira algumas medidas que pretende tomar para evitar possíveis infecções de covid-19 entre os atletas. Uma delas é limitar os deslocamentos ao mínimo necessário dos alojamentos para os locais de treino e competição

Comentários do Site

  1. Abadon, O sicário !!
    Responder

    A goleada sobre o time amador de Alagoas não é referencial nenhum para o time de Diá, posto que o adversário além do péssimo nível técnico em alguns lances claramente parecia “pedir” pra levar gols (muito suspeito por sinal…) e desse jeito qualquer um goleia fácil. Nem precisava das famosas penalidades…

    Difícil é engolir essa nota de pronunciamento da diretoria do abC no episódio envolvendo o atleta Berguinho. Uma nota sem qualquer substancialidade, vaga, no melhor estilo “se colar, colou!”
    Tudo bem que alguns babões da imprensa sequer tocaram no assunto, pois são orientados a só falar coisas boas do time mais protegido do RN.
    Mas, algumas cositas precisam ser esclarecidas, sim senhor!
    A que horas foi o ocorrido exatamente?
    Quem vinha dirigindo o veículo?
    Houve dano ao patrimônio público. Vai ser aberto inquérito?
    Por que o atleta fugiu do local se não tinha culpa no cartório?
    Tudo bem que não aconteceu nada grave com os ocupantes do carro nem o fato de ter atravessado o canteiro para a pista oposta não tenha vitimado ninguém. Mas esse suposto “ferimento” era tão grave que não possibilitou aguardar as autoridades do trânsito?
    Vai interferir no atleta exercer sua profissão? Por quanto tempo?
    Quem era esse outro atleta que vinha logo após e prestou socorro?
    Enfim, percebe-se que estão querendo abafar o caso.
    Se fosse um evento envolvendo um atleta de qualquer outro clube o estardalhaço estava feito !!!
    Mas em se tratando do abC, foi apenas um pequeno contratempo…

Deixe um comentário