O acidente na Colômbia com um avião que transportava o time de futebol da Chapecoense soma-se a uma lista de atletas mortos em catástrofes aéreas:

– Torino: em 4 de maio de 1949, o avião que transportava a equipe de futebol do Torino, campeão da Itália, caiu na colina de Superga (norte da Itália) e pegou fogo. Todos os ocupantes foram carbonizados.

– Marcel Cerdan: em 28 de outubro de 1949, o avião com o pugilista francês Marcel Cerdan, que estava de partida para os Estados Unidos para reconquistar seu título mundial, caiu durante a noite em Açores.

– Manchester United: em 6 de fevereiro de 1958, oito jogadores da equipe de futebol do Manchester United, campeão da Inglaterra, estavam entre as 21 vítimas de um acidente na decolagem em Munique.

– Jogadores de futebol dinamarqueses: em 16 de julho de 1960, oito membros da equipe internacional de futebol dinamarquesa morrem em um acidente na decolagem de seu avião em Kastrup (Dinamarca).

– Patinadores americanos: em 15 de fevereiro de 1961, 18 patinadores da equipe nacional dos Estados Unidos morreram no acidente do voo Nova York-Bruxelas, a 6 km da capital belga.

– Jogadores do rúgbi e canibalismo: em 13 de outubro de 1972, um Fokker que transportava jogadores de rúgbi de Montevidéu (Uruguai) caiu no Andes. Os sobreviventes passaram 70 dias na neve e recorreram ao canibalismo para sobreviver.

– Esgrimistas cubanos: em 6 de outubro de 1976, os 24 membros da equipe de esgrima cubana morreram na explosão, na costa de Barbados, de um DC-8 da Cubana de Aviacion devido a duas bombas colocadas por um grupo anti-castrista (70 pessoas mortas no total).

– Equipe de futebol uzbeque: em 11 de agosto de 1979, um Tupolev transportando a equipe de futebol do Tashkent (Uzbequistão) caiu entre Minsk e Tashkent, nenhum sobrevivente.

– Pugilistas americanos: em 14 de março de 1980, 22 membros da equipe de boxe amador americana e seus acompanhantes morreram na queda de um Ilyushin perto do aeroporto de Varsóvia-Okecie (87 mortes no total).

– Acidente no Paris-Dacar: em 14 de janeiro de 1986, o criador do rali Paris-Dakar, Thierry Sabine, o piloto François Xavier Bagnoud e o cantor Daniel Balavoine e outras duas pessoas morreram na queda do seu helicóptero no Mali, perto de Gourma-Rharous, cidade de chegada de uma etapa da competição.

– Equipe de futebol peruana: em 8 de dezembro de 1987, 43 jogadores do Alianza Lima, o time de futebol mais antigo e prestigiado do Peru, morreram no acidente de um Fokker F-27 da Marinha peruana que caiu no mar em Lima (Peru).

– Equipe de futebol peruana: em 8 de dezembro de 1987, 43 jogadores do Alianza Lima, o time de futebol mais antigo e prestigiado do Peru, morreram no acidente de um Fokker F-27 da Marinha peruana que caiu no mar em Lima (Peru).

– Piloto britânico: em 15 de setembro de 2007, o piloto britânico Colin McRae, que havia sido em 1995 o mais jovem campeão da história de ralis, morreu aos 39 anos na queda de um helicóptero na Escócia. Seu filho de cinco anos e outros dois passageiros também morreram.

– Equipe de hóquei no gelo russa: em 7 de setembro de 2011, um avião Yak-42 caiu na decolagem em Yaroslavl (300 km ao nordeste de Moscou), matando 44 pessoas, incluindo membros da equipe de hóquei local do Locomotiv, três vezes campeã da Rússia e com vários astros internacionais do esporte.

– Atletas franceses mortos em reality show: Em 9 de março de 2015, a nadadora Camille Muffat, a navegadora Florence Arthaud e o boxeador Alexis Vastine morreram na colisão de dois helicópteros durante as filmagens de um reality show na Argentina.

– Jogadores brasileiros: um avião, com 72 passageiros a bordo, incluindo a equipe de futebol brasileira da Chapecoense e vários jornalistas, e nove membros da tripulação, caiu na segunda-feira à noite na Colômbia, perto de Medellin (noroeste), anunciaram as autoridades, evocando seis sobreviventes.

Fonte: Isto É

Deixe um comentário