França e Croácia definem o 1º e segundo lugares. Inglaterra e Bélgica o 3º e 4º.

Foram 32 seleções, 64 jogos e muita informação. Ao final dessa maratona esportiva chamada Copa do Mundo, um dado que, de certa forma, é esquecido durante a emoção da competição, fica para a história: a classificação final do mundial. É graças a ela que sabemos, por exemplo, que a Copa de 1934 é, em números, a pior da história do Brasil (terminamos em 14º lugar).

Para você não ter dúvidas em qual posição terminou aquela seleção que você escolheu como “segunda pátria” ou mesmo um país rival, organizamos uma tabela com a classificação final da Copa do Mundo de 2018. A tabela leva em conta os seguintes critérios: 1) Fase em que a equipe foi eliminada. 2) Pontos ganhos. 3) Saldo de gols. 4) Gols marcados. 5) Confronto direto. 6) Fair Play. A cada final de fase, a tabela será atualizada.

Atualização após as quartas de final: A Copa do Mundo acabou mais cedo para o Brasil esse ano. Eliminado pela Bélgica nas quartas, o Brasil terminou o mundial na sexta colocação. Também foram eliminados nesta etapa as seleções do Uruguai, Suécia e Rússia.

Atualização após oitavas de final: Com a derrota para a França, a Argentina terminou a Copa do Mundo em 16º, somou apenas uma vitória no torneio, um empate e duas derrotas. Foi a segunda pior participação em mundiais. Os hermanos só amargaram situação semelhante em 2002, quando terminou em 18ª. Um destaque positivo foi a Colômbia, campeã do grupo H e que empatou com a Inglaterra nas oitavas, mas que caiu nos pênaltis. Ficou em nono no geral.  Em 2014, havia terminado em quinto. Duas seleções foram embora invictas: a Espanha (em 10º) e a Dinamarca (11º).

Atualização ao final da primeira fase: acabou a primeira fase do mundial e 16 das 32 seleções já voltaram para casa. Com isso, as posições entre o 17º ao 32º lugar já estão definidas. A Alemanha, por exemplo, conseguiu um “feito histórico” (e esquecível): ao terminar em 22º lugar, terminou uma Copa do Mundo na pior posição em toda história.

Dentre as eliminadas na fase de grupo, nenhuma conseguiu conquistar o melhor desempenho em copas. As estreantes também não chegaram a um grande resultado: a Islândia terminou em 28º lugar e o Panamá “garantiu” a lanterna da Copa do Mundo.

Fonte: Agência Brasil