Saudade

Me permitam os leitores apaixonados pelo futebol, assim como eu, abrir espaço, nesta coluna, para a saudade. Hoje, às 22 horas (de Brasília) será realizado o primeiro treino livre do GP da Austrália, no circuito de rua de Melbourne – abrindo a temporada 2019 da Fórmula 1. Esse será o campeonato de número 70 da história do automobilismo e a saudade que me bate é do nosso Ayrton Senna. Sempre fui daqueles que assistia as corridas da madrugada. Minhas manhãs de domingo sempre eram animadas graças aquele gênio brasileiro das pistas. Esse anos, assim como em outros, devo ver uma corrida aqui outra acolá.

Saudade – 1

Pietro Fittipaldi e Sérgio Sette Camara são os únicos brasileiros na categoria e, para a nossa infelicidade, não passam de pilotos reservas. Muito pouco para quem se emocionou com aquele capacete amarelo com listras verde e azul. Pouco também para quem já teve Nelson Piquet e Emerson Fittipaldi. Teremos, mais uma vez que nos admirar com a brasilidade do inglês Lewis Hamilton, que tenta superar os números de Michael Schumacher. Ele briga pelo sexto título contra sete do alemão, que luta para sobreviver após sofrer um acidente no esqui. Com 34 anos, o piloto tem tempo para derrubar outras marcas. No ranking dos cerca de mil pilotos que participaram da Fórmula 1 desde 1950, o inglês perde somente para o alemão Schumacher na lista de quem mais ganhou corridas. O placar de agora é 91 a 73. Torço para que o novo regulamento deixe as corridas mais emocionantes e que eu consiga assistir, apesar da saudade, mais provas este ano.

Pela honra

No caso da Copa do Brasil eu não contesto a frase: “Temos que ganhar pelo dinheiro”. Nessa competição nacional, não tenho dúvida que o dinheiro move os clubes de menor investimento, como é o caso do ABC. E com razão. Com um País em crise há tempos, uma premiação milionária é capaz de tirar qualquer clube da lama. O caso da Copa do Nordeste, no entanto, é diferente. Claro que a premiação também é boa. É óbvio que ganhar o prêmio por passar de fase é essencial. Mas, no caso Alvinegro, tem que ser mais do que isso. Tem que ser pela honra.

Pela honra -1

Ao contrário da Copa do Brasil, o regional é possível de ser vencido e, tenho certeza que deve ser um grande desejo do daquele torcedor abecedista que já viu o rival comemorar esse feito. O time de Ponta Negra já foi vice, já foi terceiro e, apesar do time ainda instável, pode e deve brigar para seguir adiante no torneio. O sonho precisa continuar. Para isso, uma vitória hoje sobre o Sampaio Corrêa, em São Luís é fundamental.

Judson nos EUA

Individualmente o volante Judson tem tido uma boa participação na Major League Soccer – o campeonato norte-americano de futebol. Cria do América, tem se destacado pela força na marcação. Em apenas dois jogos, ele foi o jogador que teve a maior média de desarmes do San Jose Earthquakes. “Essa é a minha principal característica. Fico feliz em poder ajudar nesse quesito, mas ainda temos que melhorar muito. Nosso início de competição está longe de ser o que imaginávamos”, revelou Judson, que realizou 8 desarmes nos dois primeiros jogos da MLS. Apesar disso, seu time não vai bem no torneio. Com duas derrotas nas duas primeiras rodadas da MLS, o San Jose Earthquakes enfrentará no próximo sábado (16), o New York Red Bulls, fora de casa.

FOTO DE HUDSON

Sub-20

Importante a vitória do América, de virada, sobre o Porto/PE, ontem na Arena das Dunas. A competição nacional Sub-20 é um passo importante para esses meninos que já buscam o último passo rumo ao profissionalismo. Garcia foi o destaque americano ao fazer os dois gols da vitória. Pedrão marcou para a equipe de Caruaru.

Universitários

A edição de número 63 dos Jogos Universitários do Rio Grande do Norte serão disputadas no próximo fim de semana em Natal e Mossoró. Serão disputas em várias modalidade e também no Paradesporto. Boa sorte aos atletas e técnicos.

Comentários do Site

  1. Max
    Responder

    Não desconsiderando os demais, equipe da Rádio Globo e colunas na Tribuna do Norte, deixam a desejar sem as presenças de Marcos Lopes e Pedro Neto

Deixe um comentário