Sem casa

O Potiguar de Mossoró corre o risco de, caso venha a obter a vantagem para a decisão do turno, contra o América, jogar fora do estádio Leonardo Nogueira – Nogueirão. O estádio está interditado para jogos noturnos desde o problema ocorrido na partida contra o próprio América. Naquela oportunidade, a disputa foi adiada para o dia seguinte e disputada no horário diurno.

Sem casa 1

O Potiguar entrou com um recurso no Tribunal de Justiça Desportiva – TJD tentando suspender a interdição e a cobrança da multa. No documento encaminhado ao Tribunal, através da via recursal, o clube mossoroense anexou laudos de engenheiros elétricos atestando a condição normal das instalações do Nogueirão. Como não existe data ainda para o julgamento do recurso, o clube teme que, caso a interdição seja mantida e, ele fique à frente do América, tenha que jogar em outro estádio, perdendo o apoio do seu torcedor.

Uniformes

O América conseguiu resolver com brevidade o problema contratual com sua antiga fornecedora de material esportivo e já lança o novo material amanhã. O clube programou uma grande festa à partir das 18h30, no salão superior da Sede Social. Foi assinado um contrato até o final de 2020 com a empresa NUMER.

Uniformes 1

Segundo a assessoria de comunicação do América, o evento contará com as presenças de atletas e membros da comissão técnica, diretoria, animação com o DJ Paulo Maia, serviço de bar, espaço KIDS, box com serviços e produtos ofertados pelos parceiros do clube. A torcida americana será apresentada à Aninha Andrade, Musa rubra 2019. A estréia do uniforme acontecerá contra o ASSU, no próximo domingo (7), às 16h, em Assu.

Reforços

Os clubes potiguares que disputarão a Série C do Campeonato Brasileiro, ABC e Globo apresentaram novidades ontem, ambas vindas do Internacional/RS. A Águia de Ceará-Mirim anunciou o volante Araújo, de 21 anos, que estava no Internacional/RS. João Victor de Araújo é natural de Natal e começou a carreira no ABC, por onde jogou nos anos de 2016 e 2017.

Reforços 1

No ABC, o acerto aconteceu com o meia Mossoró, que apesar do nome, não nasceu na capital do Oeste. O meia é natural da cidade de Júlio de Castilhos, interior gaúcho. O jogador pertence ao Inter/RS e chega por empréstimo até o final do ano. Mossoró estava no Novo Hamburgo/RS e jogou a Série B 2018 pelo Brasil de Pelotas/RS.

Solidariedade

Uma manhã repleta de competições e muita adrenalina, mas, acima de tudo, em prol de um único objetivo: arrecadar cestas básicas para ajudar instituições que atuam na capital potiguar e demais regiões do estado. E, se missão dada é missão cumprida, os 90 participantes do Desafio MotivAção, da Bodytech Tirol, em Natal, bateram a meta e superaram o número de arrecadação das edições anteriores. Ao todo, foram 17.364 kg alimentos arrecadados, em 1.742 cestas básicas, que foram distribuídas para 27 instituições do Rio Grande do Norte, além de moradores do interior do estado e também flanelinhas que atuam na região da academia. Parabéns a instituição pela iniciativa.

Judô

Fico impressionado como o esporte amador potiguar é forte e sobrevive apesar de toda falta de apoio. O judô do Estado manteve a hegemonia no Campeonato Brasileiro Regional conquistando pela quinta vez consecutiva o título na categoria masculino. No feminino, o RN ficou com a terceira colocação. A disputa foi realizada neste final de semana em João Pessoa-PB, reunindo mais de 600 judocas dos estados do Ceará, Pernambuco, Paraíba, Alagoas, Sergipe e Rio Grande do Norte. Com uma delegação formada por 140 atletas, os potiguares conquistaram 37 medalhas no masculino e 43 no feminino, somando 80 medalhas (17 de ouro, 24 de prata e 39 de bronze). Na classificação geral, o Rio Grande do Norte ficou em segundo lugar sendo superado por Pernambuco pelo número maior de medalhas de ouro (23 a 17).

RN 1500

Além da importância esportiva, o Rally RN 1500, que começa amanhã, largando de São Miguel do Gostoso e chegando em Currais Novos, tem uma importância econômica gigante. A caravana com pilotos, navegadores, mecânicos, organizadores, entre outros, é gigantesca. Por onde essas pessoas passam deixam recursos nos Municípios e garantem a movimentação da economia, além de uma divulgação das nossas belezas naturais do Interior potiguar, bem diferente daquela imagem massificada do nosso Estado apenas com as praias.

Deixe um comentário