Prioridades

Apenas o zagueiro Maurício, titular, viajou com o elenco do ABC para o confronto de hoje às 16h contra o Fortaleza pela Copa do Nordeste. Ranielle Ribeiro afirmou que vai entrar em campo para vencer e que ainda havia esperança de classificação, mas sua opção de elenco mostra que o discurso é diferente da prática. Com um time sem grandes opções, as prioridades foram definidas: Copa do Brasil e Campeonato Potiguar. Pelo torneio nacional o adversário é Santa Cruz, que vem mordido por ter sido eliminado pelo Afogados no Pernambucano. No Estadual, o clube aguarda para saber quem será o adversário na final. América e Potiguar disputam a vaga.

Arena América

O prefeito de Parnamirim, Rosano Taveira confirmou que fará uma visita à Arena América. O compromisso foi agendado para a próxima segunda-feira (1), às 9h, juntamente com seu secretariado. Os gestores terão a oportunidade de ver, “in loco”, tudo o que já foi feito na Arena América. A prefeitura trabalha para realizar ações nas vias de ligação para o estádio, melhorando a mobilidade na região e evitando engarrafamentos em dias de jogos. O clube pretende inaugurar a obra no mês de maio durante as disputas da Série D do Campeonato Brasileiro.

Torcidas

Em suas redes sociais, o Santa Cruz/PE avisa ao torcedor Tricolor para não viajar a Natal para o assistir ao jogo diante do ABC, pela Copa do Brasil, marcado para o próximo dia 3 de abril, no estádio Maria Lamas Farache – Frasqueirão. De acordo com os representantes do time pernambucano, a proposta teria partido do Alvinegro, que também não terrá torcedores para o jogo da volta, agendado para o dia 10 de abril na capital pernambucana. O histórico de confrontos, entre as torcidas organizadas das duas agremiações, foi determinante para que a Polícia Militar e os clubes chegassem a esse acordo.

Importante

A última rodada do Campeonato Potiguar, em seu segundo turno (Copa RN) está repleta de decisões. Embora América e Potiguar já saibam que farão a decisão, os clubes sabem que terminar na frente garante vantagens importantes. O líder jogará a final em casa e poderá empatar para ficar com a taça. Além disso, quatro clubes ainda lutam contra o rebaixamento. Santa Cruz, ASSU, Palmeira e Força e Luz.

Importante 1

Nessa luta contra a queda a situação é a seguinte: O Palmeira é o 5º com 11 pontos na classificação geral e um saldo negativo de gols de (-15). O sexto é o Santa Cruz com 10 pontos, duas vitórias e um saldo de gols negativo em (-3). Na sétima posição está o Força e Luz, também com 10 pontos, duas vitórias, mas um saldo de (-12) gols. Na lanterna está o ASSU, com os mesmos 10 pontos de Santa e Força, mas com apenas uma vitória na competição e tendo o América, líder, como adversário. Ou seja, o “Camaleão do Vale” vive uma situação dramática.

Importante 2

Todos os jogos da ultima rodada do segundo turno do Campeonato Potiguar acontecem às 16h. Santa Cruz e Potiguar se enfrentam no Estádio Frasqueirão, Força e Luz e ABC fazem o duelo na Arena das Dunas, o ASSU recebe o América no Estádio Edgarzão e o Globo faz a partida contra o Palmeira no Estádio Barrettão.

Terceiro

O ex-jogador e agora técnico de futebol, Júlio Terceiro vive uma situação, no mínimo curiosa. Depois de sair e voltar para o ASSU dentro de uma mesma temporada, Terceiro comandará o seu clube, lutando contra o rebaixamento, justo num joga contra o líder América, time que o projetou como ídolo no futebol potiguar. A torcida americana, que o apelidou carinhosamente de “Júlio Guerreiro” desta vez estará torcendo contra sua antiga estrela, que luta para salvar seu clube atual da degola.

Segurança

A Federação Norte-rio-grandense de Futebol – FNF realiza, sempre antes das rodadas, reuniões para definir os esquemas de segurança para os jogos. Ontem, a entidade, através do presidente José Vanildo, decidiu por meio de resolução, nomear José Monteiro da Silva, Major da Polícia Militar do Rio Grande do Norte ao cargo de Diretor do Departamento de Segurança e Prevenção de Violência da FNF.

Copa América

A segurança é uma preocupação para a Copa América do Brasil por três fatores. Primeiro os “barra bravas chilenos”. Na Copa de 2014 eles entraram à força no Maracanã. Em São Paulo, na Copa América enfrentaram a PM e causaram tumulto. O Segundo problema é a delegação do Catar, que vive uma crise diplomática e nações como Arábia Saudita, Bahrein, Egito, Emirados Árabes Unidos, Líbia, Maldivas e Iêmen cortaram relações. Assim, haverá reforço na segurança, inclusive com policiais do esquadrão anti-bomba. Por fim, a PM busca alternativa para acomodar os atiradores de elite que acompanham o presidente Jair Bolsonaro e estarão na abertura do evento em São Paulo. O Morumbi é um estádio sem cobertura e não existem prédios próximos onde eles possam ficar. Falam em construir uma estrutura provisória só para esse dia.

Deixe um comentário