Ídolo

Os clubes de futebol clamam por um ídolo diariamente. A busca por aquele jogador capaz de capturar a paixão do torcedor, de transformar o sentimento pelo clube materializando-o na forma de um atleta é uma constante. Antes pela vantagem técnica que um time pode obter tendo um jogador com essa “aura” em campo. Depois, mas em dias atuais mercantilistas, um ídolo pode salvar um projeto de clube profissional. Mas, para assumir esse papel, não bastam os gols, os passes, os dribles. É preciso carisma e ações que entrem para o inconsciente coletivo como atos sobre-humanos, históricos.

Ídolo 1

Em dias atuais, está cada vez mais difícil um ídolo ser criado no clube. Acontece que, para que esse fenômeno ocorra, além dos feitos “mágicos” é preciso que haja um vínculo. Como os atletas passam pouco tempo nos clubes, isso não ocorre com facilidade. No livro “O dom de jogar bola. Horizontes Antropológicos”, de GIGLIO, S. S.; MORATO, M. P.; STUCCHI, S.; ALMEIDA, J. J. G eles demonstram que um jogador realmente se torna ídolo quando “esse vínculo se torna tão forte que a presença do ídolo pode transcender o clube e sua imagem passa a não depender mais dele. Tal fato acontece quando os torcedores vão aos jogos motivados não somente para ver o seu clube jogar, mas também para ver seu ídolo”.

Ídolo 2

Nesses casos, a ciência explica o que o torcedor abecedista sente pelo seu camisa 11, Wallyson. As demonstrações de carinho e de admiração se multiplicaram após a contusão do atleta, na última quarta-feira. Cirurgiado, após retornar a Natal, o ídolo agora precisa de um longo processo de recuperação. Sabe ele que toda uma legião de fãs estará acompanhando, diariamente, esse processo. São eles, os fãs, que podem dar a energia suficiente para que o jogador consiga se reerguer. Caso consiga e, em seu retorno, os feitos sejam repetidos ou ainda maiores, Wallyson será alçado a categoria dos “grandes ídolos” do clube em todos os tempos. Digo isso, porque, o “roteiro” do heroi que cai, sofre e volta para salvar a nação se encaixa no imaginário daqueles que se consideram fãs. Como exemplo, podemos citar Ronaldo Fenômeno, que seguiu caminho parecido, antes de figurar entre os “eternos” do “esporte bretão”.

Praia

Acontecerá neste sábado, dia 8, o Viva Natal na Praia de Ponta Negra, das 8h às 12h30. O evento é gratuito e oferece diversas atividades relacionadas à prática esportiva e cultural. A Sociedade Amigos do Deficiente Físico (Sadef) estará presente com a modalidade de Futebol de Amputados e Praia Inclusiva, que, consciente em oferecer o amparo técnico para as pessoas com deficiência, possibilita o proveito do local da melhor forma possível. Além disso, também terá atividades de Frescobol, Natação no Mar, Surf, Ritbox, Aulas de Dança e Oficina de Frisbee. Todas as modalidades contêm acompanhamento de professores especializados, oferecidos pela Prefeitura. O local ainda conta com Espaço Kids e Área especial para Patins e Bicicleta.

Ingressos

O ABC volta a jogar como mandante na Arena das Dunas pela Copa do Nordeste. Depois de vencer (2 x 1) o clássico com o América, o Alvinegro recebe o Ceará, neste sábado (8), às 16h. O ingresso de arquibancada custa R$ 25 (meia) e R$ 50 (inteira) e cadeira premium, R$ 40 (meia) e R$ 80 (inteira). A Bilheteria 2 do Portão L estará aberta para a venda de ingressos da torcida do ABC, a partir das 11h. Já a Bilheteria 1, Portão T, para a torcida do Ceará. A abertura dos portões do complexo multiuso está prevista para às 14h. A torcida mandante (ABC) entra pelos portões M, N e Q. O portão P é reservado para o sócio torcedor do ABC. A torcida do Ceará entra pelos portões A e B. E a entrada para as cadeiras premium será pelo portão D.

Agenda

Curso de capacitação e seminário para os professores instrutores graduados em Kickboxing esporte de combate acontece neste sábado, dia 8, no Palácio dos Esportes, Petrópolis, das 9h às 18h.

Redes Sociais

O IBOPE Repucom destaca o crescimento das bases digitais de Flamengo, Corinthians, Palmeiras, Red Bull Bragantino e Grêmio. Os cinco clubes que mais cresceram no período somaram cerca de 1,2 milhão de seguidores, o que corresponde a 60% do total de novas inscrições nas contas oficiais dos 50 maiores clubes durante o mês de janeiro. Entre os clubes do Rio Grande do Norte, o ABC é o 31º e o América o 32º na pesquisa. Em termos de Nordeste ocupamos a oitava e nona posições. O CSA, 33º e o CRB, 36º, ambos de Alagoas, se aproximam rapidamente.

Redes Sociais 1

O Red Bull Bragantino se destacou ao figurar entre os cinco clubes que mais cresceram em volume de seguidores no último mês. Após segundo mês da entrada do clube no ranking, a equipe somou 75,5 mil seguidores, o quarto melhor desempenho entre os 50 clubes monitorados. O clube também registrou a maior variação de crescimento (+33%) entre todos os clubes no período, no combinado de suas redes. Este feito credenciou o clube a subir sete posições, e conquistar a 40ª posição geral no ranking digital.

Deixe um comentário