Nas semanas que antecedem a Copa, a história sempre se repete: empresas distribuem brindes e prêmios para atrair a atenção dos consumidores; anúncios associando as marcas ao eventos e à seleção são lançados diariamente na TV; jogares se tornam praticamente embaixadores das marcas envolvidas.

De uma forma ou de outra, quase todas as marcas querem se associar ao evento mais popular do planeta e os torcedores, por sua vez, vivenciam o período com grande entusiasmo e sempre com altas expectativas quanto ao desempenho da seleção. Pensando nisso, a MindMiners, empresa referencia em pesquisas digitais, motivou um estudo para entender a relação das marcas e dos brasileiros com a Copa do Mundo. O estudo foi realizado entre os dias 5 e 11 de abril de 2018 e contou com uma amostra total de 1.000 pessoas.

  • 1/3 das pessoas aumentam os gastos durante a Copa do Mundo;
  • A Nike é a marca mais associada a futebol, Copa do Mundo e seleção brasileira;
  • Raramente as marcas patrocinadoras da Copa são as mais associadas pelo público ao evento;
  • Quase metade dos respondentes comprou ou pretende comprar algum produto por causa da Copa;
  • 1/3 dos respondentes costuma participar de alguma ação promocional das empresas durante a Copa;
  • A imensa maioria irá assistir os jogos da seleção brasileira. Entre as emissoras que transmitem o torneio, a Globo é a preferida de 2/3;
  • A grande maioria confia no título da seleção e quase metade acha que isso elevaria a sua autoestima como brasileiro;
  • Mais da metade concorda que os escândalos de corrupção da CBF afetam a vontade de torcer para a seleção.
Qualquer dúvida, estou à disposição.
Abraço,
Sobre a MindMiners

Fundada em 2013 pelos empreendedores Renato Chu, Lucas Melo, Thomas Vilhena e Nicholas Mizoguchi, a MindMiners é referência em pesquisas digitais. A empresa oferece duas soluções especializadas em pesquisa digital: a Miners Compass, plataforma de pesquisa automatizada; e o Miners Insights, serviço de pesquisa sob medida que conta com profissionais especializados. Outro grande diferencial está no MeSeems, um painel proprietário de respondentes que funciona como uma rede social de opinião e já reúne mais de 500 mil usuários no Brasil.

Deixe um comentário