Sem qualquer veto, o presidente Jair Bolsonaro sancionou o projeto da Câmara dos Deputados que amplia a lista de casos de violência passíveis de punição pelo Estatuto de Defesa do Torcedor e aumenta a sanção prevista às torcidas organizadas e seus associados. A nova lei (13.912/19), publicada nesta terça-feira no Diário Oficial da União, inclui a violência praticada mesmo quando não houver algum evento esportivo em disputa.

A nova lei permite punir os casos de invasão de treinos, confrontos entre torcedores fora dos estádios e atos de agressão praticados contra atletas, árbitros, fiscais, organizadores de eventos e jornalistas mesmo em seus períodos de folga. Atualmente, o Estatuto de Defesa do Torcedor prevê punição apenas para as agressões ocorridas durante os eventos esportivos

Comentários do Site

  1. Inquisidor
    Responder

    Excelente, e já não sem tempo, essa medida que proporciona um mínimo de condição ao cidadão de bem, exercer o seu direito de ir e vir em segurança.
    Só pra não passar em branco, anteontem na arena das dunas o América goleou o Abc por 4 x 1 e se tornou campeão estadual de 2019 na categoria Sub-17…
    Se o título tivesse sido conquistado pelo alvinegro, seria machete de primeira página.
    Mas, sempre foi assim. Por isso os títulos alvirrubros são comemorados com mais sabor, pois são conquistados contra tudo e contra todos.
    Parabéns a garotada do Mecão !

  2. Pereira
    Responder

    Realmente essa medida já era prá ter sido tomada pois a falta de segurança urbana foi um dos principais motivos que contribuiram para o afastamento do torcedor dos estádios.
    Talvez tenha sido adotada mui tardiamente e não resgate mais o frequentador das arquibancadas da vida.
    De fato, se o Abc tivesse sido campeão Sub-17 seria manchete de primeira página. Mas como foi o América nem tocaram no assunto.
    Teve outro bajulador lá que fez o registro mas ressaltou que “fazia dez anos que isso não acontecia”. Ou seja, sempre dando uma cutucada de menosprezo ou ressaltando algo negativo.
    Mas sempre foi assim. O Abc sempre foi protegido desde os primórdios do nosso futebol por ser “o time do povo” e garantia de retorno de votos nas urnas.
    E mesmo depois dos tempos dos coronéis alvinegros, que entravam em campo para intimidar juíz e se apossavam de títulos pro seu clube mesmo depois dos jogos terminados, essa bajulação ao Abc permanece viva!
    Por isso realmente quando o América é campeão, é uma conquista contra tudo e contra todos.
    E aquele que sabe realmente a história do alvinegro jamais torceria por ele.
    Mas como um dia a conta chega, o mais protegido hoje está aí, beirando a falência assoberbado por um montante de dívidas cujo restinho do patrimônio que ainda resta sequer dá prá pagar!

Deixe um comentário