O ABC, de acordo com informações do Tribunal Regional do Trabalho – TRT está descumprindo os acordos realizados no órgão, em uma série de ações trabalhistas. O acordo anterior havia livrado o clube de ver o seu estádio: Maria Lamas Farache – Frasqueirão ser levado à leilão. No entanto, o juiz Michael Knabben, responsável pelas negociações, comemoradas, inclusive, pelo próprio Alvinegro, deu um prazo para que o clube apresente comprovantes de pagamentos com a regularização das dívidas, sob o risco da penhora voltar a ser discutida.
O juiz observou, em seu despacho, que o ABC apresentou, em uma petição, no próprio juízo trabalhista, uma planilha com uma folha de pagamento somando R$ 320 mil, o que supera o esperado pelo magistrado em relação ao equilíbrio das contas abecedistas. Ele estranhou que o Alvinegro estivesse “revisitando” os antigos processos desde janeiro e exigiu explicações e providências.

Comentários do Site

  1. ELEITOR E CONTRIBUINTE
    Responder

    JUSTIÇA DE TRABALHO E LEGISLAÇÃO TRABALHISTA SÃO AS MAIORES RESPONSÁVEIS PELO DESEMPREGO NO PAÍS,POIS PUNE O EMPREGADOR E EMPREENDEDOR.AQUI É PROIBIDO GANHAR DINHEIRO HONESTAMENTE !!!

  2. Abadon
    Responder

    Alguma novidade ???
    Nenhuma sob os céus da terra de Poti !
    O Abc continua sendo o Abc de sempre !
    Esse tipo de conduta vem desde os primórdios do nosso futebol, quando ganhava título na marra.
    Tanto que, já possuiu um dos maiores patrimônios do nordeste e hoje está quase perdendo o pouco que lhe resta.
    Não fechou as portas ainda porque tem muito apadrinhamento senão já teria seguido os passos do Alecrim FC Á MUITO TEMPO !
    Mas, um dia a conta chega…

Deixe um comentário