O técnico Moacir Júnior defendeu, em entrevista coletiva, ontem, que os jogadores precisam estar “desorganizados” do meio para frente, quando o América estiver com a posse de bola. Para alguns isso poderia parecer estranho, mas não é. O treinador prega uma espécie organizada, proposta, de “Teoria do Caos”. OA idéia central dessa teoria é que uma pequenina mudança no início de um evento qualquer pode trazer conseqüências enormes depois. Em resumo, mudanças rápidas e bruscas de posicionamento causam estragos na defesa rival, que não consegue “entender” o processo e não tem tempo para se organizar.

Além dessas mudanças, que ocorrem principalmente através dos deslocamentos de atletas como Jean Patric, Pardal, Róger Gaúcho, com a chegada de Kaike, ou Adenílson, a virada de bola, ou mudança de direção, na hora do ataque, servem para provocar esse caos do qual o Alvirrubro sai beneficiado. Para que funcione, o time precisa estar taticamente maduro e o técnico tem que ter o “time na mão”, coisa que o Moacir já mostrou ter, neste momento.

Deixe um comentário