Com a pista liberada para pousos e decolagens, os pilotos de aviõezinhos de papel de todo o Brasil já separam os equipamentos necessários para alçar voo na quinta edição do maior torneio mundial da categoria, o Red Bull Paper Wings. De volta após quatro anos, a competição terá três categorias e dezenas de qualificatórias no País. Com inscrições gratuitas, os estudantes potiguares podem se cadastrar na classificatória do Estado. Os grandes campeões no geral ainda representarão a nação verde e amarela na etapa mundial, na Áustria, em maio.
Sem cockpit, turbinas e trem de pouso, os participantes apenas precisam dar asas à imaginação utilizando uma folha de papel e habilidades de dobradura. Nesta edição, os brasileiros podem se inscrever em três categorias: maior distância de voo, maior tempo de voo e ARcrobacia. As duas primeiras são presenciais, enquanto a que testará a criatividade dos participantes será por decisão online.
Em Natal, a qualificatória acontecerá na UFRN, nesta quinta-feira (18), das 17h até as 19h30 (horário de Brasília). Para fazer as inscrições e obter mais informações sobre horários e endereço desta seletiva, basta acessar o site https://paperwings.redbull.com/br-pt/event/498 .
Atual campeão brasileiro na categoria ‘tempo de voo’, Danilo Lourenço, formado em Administração na UNG, traz boas recordações da competição. “Tudo começou como uma diversão, que ficou mais séria quando me disseram que eu havia me classificado para a final. Apesar de ter brincado muito com aviões de papel na minha infância e ter praticado, só cheguei ao modelo ideal na decisão. E a sensação de representar o Brasil é indescritível, uma mistura de felicidade, orgulho e responsabilidade. Foi de arrepiar”, afirma.
Na modalidade ‘distância de voo’, o último vencedor nacional do torneio foi Roberto Duarte, formado em Teologia e que atualmente cursa Filosofia na UFSC. “A competição foi marcante na minha vida. A sensação de ter representado o Brasil é muito bacana. E tudo partiu de uma brincadeira. Mas, depois, na preparação, levei muito a sério. Eu detalhava cada avião que fazia, com o passo a passo das dobraduras, da aerodinâmica, em um caderninho”, relata.
Com qualificatórias abertas de Norte a Sul do Brasil, os estudantes podem disputar a chance de representar a nação na etapa mundial, diante de mais de 60 países, no Hangar-7, em Salzburg, na Áustria. Em 2006 e 2009, o título internacional na categoria ‘tempo de voo’ ficou em solo verde e amarelo.
O Red Bull Paper Wings surgiu em 2006, está em sua quinta edição (2006, 2009, 2012, 2015 e 2019) e empolga milhares de universitários ao redor do mundo. Este ano são 64 países participantes e centenas de seletivas em todo o mundo. Confira, abaixo, como será a etapa classificatória de cada categoria:
Maior distância: Evento presencial em universidades. O vencedor desta categoria é o participante cujo avião de papel percorrer o maior trajeto, ou seja, a maior distância entre a decolagem e o ponto de chegada.
Maior tempo de voo: Evento presencial nas universidades. O vencedor desta categoria é o participante cujo avião de papel permanecer por mais tempo no ar.
ARcrobacia: O participante grava um vídeo mostrando suas habilidades lançando um avião de papel com muita criatividade e originalidade, adiciona a hashtag oficial #redbullpaperwings e envia para o perfil @redbull. Os vídeos serão submetidos a uma votação online, e os três mais votados serão enviados para um júri. Os jurados determinarão o campeão.

Deixe um comentário