O pequeno Carlos Miguel, de apenas cinco anos, virou símbolo da Chapecoense em 2014, quando apareceu no estádio com um cocar e fantasiado de Índio Condá. A partir daí, passou a entrar em campo com o time catarinense. Nesta terça-feira (29) emocionou a todos ao chorar na Arena.

https://mobile.twitter.com/_eduardomatos/status/803743168781058048/video/1

IMG_3614

Deixe um comentário