Esse exercício deve estar sendo feito hoje por aqueles que pensam o América/RN: O que vi de bom e de ruim no jogo diante do América/PE.

Lado Bom:

1 – Classificação – Esse é o fator primordial. Pode cair a casa, mas o time precisa se classificar e deixar a Série D.

2 – União – As imagens do vestiário do América, cedidas pela TV Mecão, mostram um grupo de jogadores unido.

3 – Torcida – Mesmo ao fim do primeiro tempo, quando a situação, em termos de resultado, estava ruim, a torcida aplaudiu. Durante quase todo o jogo os torcedores apoiaram o time e o público foi de quase 10 mil pessoas.

4 – O técnico – Moacir Júnior conhece muito bem o seu elenco. Ao perceber a brecha na esquerda e sentir que Joazi poderia render mais que Vinicius por aquele setor ele inverteu a posição dos alas e reposicionou Róger Gaúcho pela ponta. Resultado, os dois gols começaram em jogadas por lá.

Lado Ruim:

1 – Nervos – O América precisa controlar melhor os nervos. Nos momentos complicados até o “calmo” Moacir Júnior deu show à beira do gramado. Leandro Melo e Adriano Pardal por pouco não se complicam. Dependendo do estilo do árbitro poderiam ter sido expulsos por motivos banais.

2 – Conclusões – O time Alvirrubro precisa concluir melhor. Pela postura tática em campo e por enfrentar rivais, até o momento, que passam a maior parte do tempo se defendendo, o América sempre assume o controle do jogo. Isso lhe dá uma infinidade de oportunidades que estão sendo desperdiçadas, ou no momento da conclusão, ou no passe final. Em outras situações, podem fazer falta.

3 – Auto-elogios – Não gosto muito do ato de se auto-elogiar. Esse tipo de atitude pode, em algum momento atrapalhar, fato que ainda não aconteceu é bem verdade, no América, mas, como diria uma amiga: “Fica a dica”. Por mais de uma vez, o técnico Moacir Júnior, que na minha opinião, tem um trabalho excelente no clube, até o momento, fez questão de enfatizar suas marcas, as vitórias, o quanto ele está fazendo história no Alvirrubro. Acho desnecessário. Todos estamos vendo isso e cabe ao torcedor, dirigentes e mídia especializada, esse reconhecimento.

Deixe um comentário