O racismo é uma praga, assim como todas as formas de discriminação, e as punições, na forma da Lei, precisam acontecer para ajudar no processo educativo. No caso do futebol defendo que qualquer ato racista que parta de integrantes do clube, sejam estes atletas, dirigentes ou funcionários, devam gerar punições severas também ao clube. A instituição esportiva tem a obrigação de zelar pela civilidade e deve sim pagar por erros de seus membros. No entanto, no caso de crime de racismo cometido pelo torcedor, na arquibancada, a punição só poderia ser estendida ao clube, caso o mesmo não apresentasse o criminoso, ou as provas do crime às autoridades competentes. Seria como o caso de atirar um copo em direção ao gramado. O torcedor identificado e entregue a autoridade policial livra o clube da punição esportiva. Defendo isso porque o racismo é um crime e precisa, como todo crime, passar pelo processo da investigação, julgamento e posterior punição e, se ocorrer de forma flagrante, a detenção imediata do criminoso (a). Sendo assim, o clube ao colaborar com a justiça estaria cumprindo o seu papel social, além claro de outras atitudes como identificar previamente manifestações de sócios ou torcedores, realizar campanhas com as torcidas e fiscalizar tais atos.

Redes sociais

A partir deste mês, o IBOPE Repucom passará a monitorar e reportar o resultado de mais uma rede social: o TikTok. A plataforma de vídeos curtos vem crescendo de forma consistente em todo o mundo e a adesão chegou aos clubes e fãs de futebol no Brasil. Dentre os 50 clubes brasileiros com as maiores bases digitais, 32 deles (64%) já inauguraram suas contas no TikTok. Já entre os clubes da Série A este volume chega a 85%, ou 17 das 20 equipes da elite do futebol nacional. Ao todo, os 50 clubes já somaram 1,9 milhão de inscrições em suas contas oficiais no TikTok até o primeiro dia de junho.

Redes sociais 1

O Flamengo se destaca ao estrear liderando o levantamento do volume de fãs no TikTok com a marca de 1 milhão de inscritos em sua conta oficial. O resultado é expressivo e corresponde a mais da metade (52%) de todo o volume de fãs de clubes brasileiros de futebol no app. Sem considerar a integração dos resultados da nova plataforma, o rubro-negro registrou mais de 80 mil inscrições na somatória de suas redes sociais e também liderou o crescimento geral de maio, com grande participação de sua conta oficial no Instagram. No último mês, o clube também foi o primeiro em volume de novos inscritos no Twitter. Fluminense e Santos fecham o pódio como os clubes que mais cresceram no último mês, sem considerar a incorporação dos resultados do TikTok. O tricolor carioca liderou em volume de inscritos em seu canal oficial no YouTube, enquanto o time da Vila Belmiro foi vice-líder em novos inscritos no Instagram.

Redes sociais 2

O futebol do Rio Grande do Norte segue entre os 50 maiores clubes nas redes sociais brasileiras. O ABC ocupa a 31ª colocação e o América vem logo atrás em 32º. Na soma do engajamento em todas as redes o Alvinegro tem pouco mais de 7 mil inscritos em suas redes que o Alvirrubro. O América tem mais seguidores no Facebook e Youtube, euquanto que o ABC apresenta um melhor desempenho no Twitter e Instagram. Na nova rede, Tik Tok, apenas o Alvirrubro tem conta até o momento. Por lá o clube já está com 131 seguidores.

Espanha

Os fãs do futebol espanhol já estão de olho na TV para assistir a volta do Campeonato daquele país. Isso foi confirmado por Javier Tebas em entrevista ao El Partidazo #VolverEsGanar (#BackToWin), da Movistar. O presidente da LaLiga anunciou que as partidas serão disputadas em todos os dias da semana. Além disso, ele ainda tornou público os horários dos jogos das duas primeiras rodadas (28ª e 29ª respectivamente) deste retorno. Os embates prometem altas doses de emoção, já que teremos partidas como o duelo entre Athletic Club e Atlético de Madrid, além do grande Derby de Valencia – entre Valencia CF e Levante UD -, logo na primeira rodada após a pausa por conta da pandemia.

Espanha 1

Entre as notícias anunciadas pelo presidente da LaLiga, está a comunicação oficial dos horários das duas primeiras rodadas pós-paralisação, e também o fato de confirmar que haverá três faixas de horário – que poderão ser modificadas dependendo das condições climáticas, principalmente no caso de cidades onde as temperaturas estão muito altas. As 14:30 e 17:00 (de Brasília) durante a semana, e 12:00, 14:30 e 17:00 (de Brasília) nos finais de semana, serão as faixas mais comuns de horários, nas quais serão disputados os diferentes jogos até o final da temporada – com a primeira faixa sendo reservada para as partidas disputadas na parte norte da Espanha, onde a temperatura nos meses de junho e julho é mais baixa do que no resto do país. Além disso, se as condições climáticas permitirem, uma faixa extra será incluída (às 08:00) nos finais de semana. No total, estão programados mais de 40 jogos por semana – entre duelos na LaLiga Santander e na LaLiga SmartBank.

Espanha 2

O grande clássico entre Sevilla FC e Real Betis será disputado no dia 11 de junho (quinta-feira) às 17h, abrindo a rodada 28 da LaLiga Santander. Enquanto os encontros entre Málaga CF e SD Huesca e CF Fuenlabrada e CD Tenerife, que acontecerão na sexta-feira (12/06) às 14:30, darão reinício à 32ª rodada da LaLiga SmartBank.

Deixe um comentário