A Policia Militar informou, através de suas redes sociais, que conduziu para a central de flagrantes alguns torcedores do America/RN acusados de invadir o hotel em que a delegação do Campinense estava hospedada.

19889FC1-FEAB-44C4-AE22-50D644FE49AD

“Os conduzidos são acusados de agredir os jogadores e depredar o ônibus da delegação”, escreveu o perfil oficial da PM no Twitter.

Após o encerramento da partida, neste sábado (9), na Arena das Dunas, pela Série D do Campeonato Brasileiro, o ônibus e os atletas do Campinense da Paraíba, adversário americano na luta pelo acesso à Série C, foram alvos de ataques. Torcedores do clube potiguar arremessaram pedras e garrafas na direção da delegação paraibana. Além disso, há relatos de tentativas de agressão no hotel onde o clube campineiro estava hospedado.

8DCA9621-7F70-41CB-A4CA-9F6C7A5BEE6B

Em comunicado oficial o clube paraibano lamentou o ocorrido e disse que vai envidar esforços para punir os responsáveis. “O Campinense Clube lamenta e repudia qualquer ato de vandalismo desta natureza e enfatiza que a disputa tem que ser  dentro das quatro linhas. O clube está tomando as providências cabíveis contra os responsáveis”, conclui. Ainda na capital potiguar, a equipe de Campina Grande fez um Boletim de Ocorrência relatando os fatos às autoridades locais. Um dos atletas foi atendido com um ferimento na perna, mas foi liberado e seguiu viagem.

A Federação Nacional dos Atletas Profissionais, que tem à frente o advogado potiguar Felipe Augusto se posicionou contra as agressões e pediu providências imediatas das autoridades, na punição dos agressores. Em nota, a entidade chamou os membros das torcidas, que participaram dos atos, de “criminosos”.

Deixe um comentário