O torcedor até entendo que acompanhe apenas o seu clube e no máximo o rival mais tradicional. Mas nós, jornalistas esportivos, temos a obrigação de ficar atentos também ao que acontece extra ABC e América. Me chama atenção, já há algum tempo, o bom trabalho realizado pelo carioca Emanoel Sacramento. O Potiguar de Mossoró, se não é a sétima maravilha do mundo, diante das condições que tem para treinar, faz um bom papel neste Campeonato Estadual.

Digo isso não só pela goleada em cima do Palmeira de Goianinha, no Nazarenão (5 a 0), mas por outros bons desempenhos como por exemplo no empate em 1 a 1 com o América na Arena das Dunas e a vitória por 3 a 2 sobre o ABC, no Nogueirão.

A dupla de ataque Jefinho (sete gols) e Wílson tem sido uma grata surpresa, além de outros setores da equipe como as alas funcionarem muito bem.

Se fora do campo o clube pisa na bola, como com a escalação irregular que causou a perda de seis pontos, ou quando vemos que o time ainda não tem um lugar adequado para treinar, etc, dentro de campo os jogadores e o técnico têm dado conta do recado.

Deixe um comentário