A contagem regressiva para os Jogos Paralímpicos Rio 2016 chega nesta segunda-feira à marca de 100 dias para a cerimônia de abertura, marcada para o dia 7 de setembro. Já vivendo a expectativa da chegada do maior evento esportivo do mundo, as atletas do Time Nissan intensificam a preparação e sonham representar bem o Brasil nas competições.

É o caso de Jane Karla Rodrigues, do tiro com arco Paralímpico, que trocou de modalidade em 2015 para tentar alcançar o lugar mais alto do pódio dentro do país. “Eu estava no tênis de mesa e, em tão pouco tempo, mudei totalmente essa experiência e foquei 100% no tiro com arco. Então, só de estar lá nos Jogos Paralímpicos é um grande atrevimento, mas a expectativa maior nesses 100 dias restantes é subir no pódio. Continuo com esse sonho, quero muito uma medalha e estou treinando bastante, fazendo o máximo para conquistar uma medalha e trazer esse resultado para o Brasil”, disse Jane.

Já Terezinha Guilhermina, velocista conhecida como a cega mais rápida do mundo, vai para sua quarta participação em Jogos Paralímpicos. “Essa vai ser a minha quarta Paralimpíada e é uma emoção singular já que antes a torcida era sempre em outros idiomas, e dessa vez, será para mim. Estou muito feliz e trabalhando bastante para que após os 100 dias, isso aconteça da melhor maneira possível. Realmente quero comer a cereja do bolo, quero participar dessa festa com tudo que eu tenho direito e no melhor da minha condição física, com muito atrevimento”, comentou.

François Dossa, presidente da Nissan do Brasil, acredita que quem se atreve, vai além. “Como os atletas do nosso Time Nissan, nos preparamos nos últimos anos para chegar aos Jogos Rio 2016 com muita força, disposição e atrevimento. Estamos na reta final e vamos intensificar nossas ações para levar a alegria e a vibração do maior evento esportivo do mundo a todos os brasileiros”, declarou.

Deixe um comentário