Regulamento

O Regulamento Geral do Campeonato Potiguar, assinado por todos os participantes, que, por conseguinte, deram ciência ao documento e, em tese, concordância, tem, em seu artigo 22, algo que pode ser aplicado caso não haja uma solução para o fim do certame. Está escrito que: “Os casos não previstos no presente regulamento serão resolvidos pela Presidência da FNF”. Ou seja, caberá ao presidente José Vanildo definir qualquer caso que não esteja “abraçado” pelo regulamento da competição. Em sua rede social, Vanildo aconselhou que todos lessem os regulamentos dos torneios em disputa no País. Perguntado, no programa Tribuna Esporte, da rádio Jovem Pan Natal, o que ele estava tentando dizer com a mensagem, respondeu: “Quero dizer que toda e qualquer decisão terá como base o regulamento. Não adianta surgirem soluções mágicas. Nos últimos dias recebi dezenas de ligações, nas quais as sugestões levavam em conta apenas a paixão clubística, sem atenção ao que dizem as regras”.

Regulamento 1

O mesmo regulamento, também alerta aos clubes, como em outros regulamentos do futebol, que atendem as recomendações da FIFA, para que os casos em disputa, fiquem restritos à Justiça Desportiva. O artigo 16 – diz que: “As associações participantes reconhecem a Justiça Desportiva como Foro competente e definitivo para resolver as questões previstas no TJD, que surjam entre si ou entre elas e a Federação Norteriograndense de Futebol, e renunciam recorrer ao Poder Judiciário de qualquer ato ou decisão emanada da Justiça Desportiva”.

Regulamento 2

A ameaça aos que pretenderem ingressar com processos na justiça comum está velada no parágrafo 2º do mesmo artigo: “§ 2o – A associação que não cumprir o disposto neste artigo, ou que se valer de decisões outras que não a da Justiça Desportiva, será alijada da competição que estiver disputando, através de ato administrativo da Presidência da FNF, sem prejuízo das sanções previstas nas normas da CBF, da CONMEBOL e da FIFA além da imediata perda de 03 (três) pontos por jogo participado”.

Bom senso

Recebo a ligação do colega colunista Rubens Lemos Filho. O roupeiro Joca entrou em contato com ele para dizer que voltará em breve ao ABC. Teria sido procurado pelo clube. A coluna de Rubinho, neste domingo, conta a história toda. Venceu o bom senso.

Vídeo aulas

Praticar exercício e manter a forma em quarentena não está sendo fácil para muitas pessoas. O isolamento social para evitar a propagação do coronavírus (COVID-19) mudou a rotina do mundo. Pensando nisso, os professores da PSG Academy Natal estão realizando videoaulas para repassar as atividades aos amantes do futebol. Os vídeos estão sendo publicados nas redes sociais da escola. O primeiro episódio foi gravado pelo professor Severo Júnior, um dos responsáveis pelas atividades com a garotada. O material pode ser acompanhado pelo link https://www.instagram.com/p/B-IlUemF0bo/. O professor ensina as técnicas para manter a boa forma aos alunos, pais e amigos. Os trabalhos passam pela parte aeróbica, com polichinelos e pulos. Em seguida, são feitos exercícios com o uso de bolas de futebol ou com meiões. A proposta é simular o controle da bola durante um jogo.

Alô corintianos

Em 16 de dezembro de 2012, o Corinthians conquistou o mundo pela segunda vez. O momento histórico conta com imagens incríveis que poderão ser conferidas no BandSports neste domingo (29 de março). O documentário “Invasão Corintiana” relembra como “o bando de loucos” invadiu o Japão para acompanhar a trajetória do time do Parque São Jorge no Mundial de Clubes da FIFA. A viagem dos torcedores foi considerada o maior deslocamento humano na época. Trinta mil corintianos atravessaram o planeta para ver o peruano Paolo Guerrero marcar duas vezes de cabeça contra o Al Ahly, do Egito, e contra o Chelsea, time inglês campeão europeu daquele ano. Os jogadores comandados pelo técnico Tite entraram para a história do Timão. O documentário vai ao ar a partir das 15h. Dividido em cinco episódios, ao todo, serão cinco horas de conteúdo para lá de especial na tela do canal. O telespectador vai rever como clube se reergueu e se reestruturou após a queda para a segunda divisão do futebol brasileiro, em 2007, até chegar à conquista da Copa Libertadores da América e do Mundial de Clubes. Depoimentos emocionantes de torcedores, ídolos, como o ex-jogador Neto, e da comissão técnica fazem parte do programa especial do BandSports.

7 a 1

O fatídico 7 a 1, sofrido pela Seleção Brasileira diante da Alemanha, na Copa de 2014 finalmente tem algo de bom. O Mineirão e a Dahw Brasil doam R$ 240 mil para a compra de equipamentos de proteção individual (EPIs) para os profissionais da saúde, que estão na linha de frente da batalha contra o Covid. Os recursos são provenientes de doações que foram feitas na Alemanha em troca de um pedaço da rede daquele jogo. Mais de R$ 1 milhão foram disponibilizados a ações sociais brasileiras, fruto do projeto Goleada do Bem, organizado e realizado pelo Gigante da Pampulha em conjunto com a ONG alemã Dahw.

Comentários do Site

  1. Abadon, o Sicário
    Responder

    Realmente está bem claro no artigo 22:
    “Os casos não previstos no presente regulamento serão resolvidos pela presidência”.
    Agora, queremos ver onde está escrito que o título deverá ficar de posse da equipe temporariamente na liderança em caso de encerramento prematuro da competição !!
    Portanto, morrem aqui as especulações do título do (falido) estadual ser entregue de mão beijada ao Abc.
    Na citada entrevista, o próprio presidente enfatizou que “não pode decidir sozinho, pois tem muita coisa envolvida!!” E como tem, viu ???
    Ele pode até acenar em entregar o título mas seria uma decisão baseada apenas num artigo que não aponta necessariamente para esse desfecho. E ai? Se arrocha??
    As federações acenam com o prosseguimento dos estaduais mas porque defendem essa competição falida com unhas e dentes pois lhes rende dividendos da CBF.
    Porém, os clubes apresentam uma tendência de encerrar a competição uma vez que possivelmente não vão existir datas disponíveis e a intenção é começar os brasileiros.
    E quando os clubes querem eles deixam a CBF chupando o dedo e a ver navios, como aconteceu na copa união em 1987 – quando ela suplicou pro Flamengo disputar um título que ele já havia ganho (?!?!) contra o Sport e o Mengo junto com os outros clubes deram-lhe uma “banana” – e na copa João Havelange em 2000, quando o Gama-DF peitou ela também e teve o apoio dos clubes.
    Aliás, a FIFA e a CBF tem um medo doido da justiça comum…Por que será, hein??
    Foi então que ela realizou aquela palhaçada que chamou de “mundial” pra dar de presente ao Vasco pelos serviços prestados por Eurrico Miranda na bancada da bola, e o Vasco ainda conseguiu perder em pleno maracanã pro Curíntia. Como pode um clube ser campeão mundial sem ter conquistado a libertadores ???
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    Coisas dessa casa de mãe Joana chamada CBF…
    Portanto é bom ela rever direitinho aí suas decisões e orientar suas federações vaquinhas de presépio pra evitar novamente ser desmoralizada.
    E que o bom senso prevaleça, encerrem os (falidos) estaduais e tratem futebol com seriedade, não com subserviência.

    Não foi o apelo de muitos nem pressão de ninguém: Joca está de volta ao alvinegro nos próximos vite dias.
    Quem tem…tem medo. A paulada ia ser grande e fechava a bodega de vez !
    Até o comentarista e ex-jogador Neto enfatizou o caso no seu programa de esportes e o assunto foi motivo de chacota e comoção em rede nacional.
    Joca tá de volta. Mas… e os outros 29 funcionários que foram demitidos junto com ele ???
    Prepara o bolso, negrada…

    E fiquem em casa.
    Quem desdenhou do confinamento no passado está pagando o preço hoje.
    E olhem que eles tem uma estrutura de saúde bem melhor que o Brasil, que ainda está na subida da curva pois o Covid ainda não deu as caras nas periferias nem nas favelas.

Deixe uma resposta para Abadon, o Sicário Cancelar resposta