Campeão das três edições da competição, Brasil conta com o retorno de Ricardinho, melhor jogador do mundo na atualidade. Seleção estreia no dia 09 de setembro, no Parque Olímpico

A Seleção Brasileira de Futebol de 5 que vai em busca da quarta de medalha de ouro e tentar manter a hegemonia nos Jogos Paralímpicos Rio 2016 foi confirmada pelo técnico Fábio Vasconcelos. O selecionado canarinho contará com jogadores multicampeões, entre eles o craque Ricardinho, melhor jogador do mundo, e que está em processo de recuperação após passar por uma cirurgia no mês de abril.
O Brasil está no Grupo A da competição e estreia no dia 09 de setembro – ainda sem a definição da ordem dos jogos. Na primeira fase a Seleção enfrentará Turquia, Marrocos e Irã. A outra chave tem Argentina, China, Rússia e México, possíveis adversários na semifinal do dia 15 caso o Brasil avance. A final do Futebol de 5 será no dia 17, penúltimo dia dos Jogos Paralímpicos.
– Participar de uma Paralimpíada no Brasil me deixa muito feliz. É uma honra estar representando o país dentro da nossa casa, junto da nossa torcida. Graças a Deus tive essa oportunidade e vou fazer o meu melhor nos Jogos e dar alegria a essa torcida. Vai ser uma oportunidade única – vibrou o ala/pivô Raimundo Nonato, campeão paralímpico em Londres 2012.
Companheiro de Nonato em mais uma Paralimpíada, o fixo Cássio Reis afirmou que o objetivo da seleção não tem outro foco a não ser o lugar mais alto do pódio. Segundo o baiano, a equipe fez um excelente trabalho ao longo do ciclo, desde 2013, o que manteve a confiança em alta.
– Não haveria outro pensamento para qualquer um de nós que compõe a seleção senão o objetivo maior que é a medalha de ouro. A gente vem trabalhando durante todo o ciclo com esse objetivo e graças a Deus todos os pilares foram construídos da melhor forma possível e de maneira solida. Temos total confiança. Estamos no nosso melhor e o grupo tem a sensação de dever cumprindo, de um trabalho bem feito – disse o fixo Cássio, que ainda emendou.
– Já tive a felicidade de vestir a camisa da seleção brasileira numa Paralimpíada. Sei da importância que é a maior competição de todas. Graças a Deus tive a felicidade de trazer a medalha de ouro (em Londres 2012), então a gente sabe que com aquele titulo a gente traz a obrigação de fazer bonito dentro de casa. Temos um histórico que nos obriga a isso. Temos essa responsabilidade e a gente sabe que a pressão será grande. Todos os olhos estarão voltados para nós. Sem sombra de dúvidas farei o que for possível e sempre frisando a superação para que a gente consiga o nosso objetivo. Sei que todos estão com o mesmo pensamento; comissão e atletas do Futebol de 5 falam a mesma língua, vestem a camisa da mesma forma. Faremos o melhor possível para manter essa hegemonia e abraçar essa medalha de ouro mais uma vez – finalizou o defensor brasileiro.
Desde 2007 a Seleção Brasileira conquistou todas as competições que participou. De lá pra cá foram duas Paralimpíadas (o Brasil tem três), duas vezes o mundial (o Brasil é tetra), três Parapan-Americanos, duas edições da Copa América, além de desafios internacionais.
Confira a lista completa.
Goleiros
Luan de Lacerda Gonçalves – AGAFUC/RS
Vinícius Tranchezzi Holzsauer – APADV/SP
Fixo
Cassio Lopes dos Reis – ICB/BA
Damião Robson de Souza Ramos – APACE/PB
Alas
Gledson da Paixão Barros – APADV/SP
Severino Gabriel da Silva – APACE/PB
Tiago da Silva – URECE/SP
Pivôs
Jeferson da Conceição Gonçalves – ICB/BA
Raimundo Nonato Alves Mendes – ADVP/PE
Ricardo Steinmetz Alves – AGAFUC/RS

Deixe um comentário