O ABC acertou, ontem, uma nova rota na Série C do Campeonato Brasileiro. O técnico Roberto Fernandes fechou com o clube e vai tentar, em 11 partidas, corrigir o rumo do Alvinegro que, atualmente, está na zona de rebaixamento para a Série D. O técnico demorou a aceitar o convite por saber o tamanho do desafio que tem pela frente. No entanto, chega com o apoio quase que unânime da torcida abecedista.

O treinador já comanda o time contra o Sampaio Corrêa, no próximo sábado.

Comentários do Site

  1. altamir
    Responder

    Com Esse plantel do ABC nem Guardiola consegue dar jeito. Se não contratarem 5 ou 6 jogadores de qualidade não tem Roberto Fernandes que evite a queda para série D.
    A questão é que a direção anuncia reforços, ou o cara vai pro DM ou vem completar treino. Reforço é aquele que chega, veste a camisa titular e faz o time andar.
    Exemplo de Fabiano Gadelha, Sergio Alves, Nildo, Aleluia, Robigol, Juninho Petrolina e mitos outros. Esses sim, eram reforços!

  2. J.R. Freire
    Responder

    O abc tem que trazer pra ontem; 2 zagueiro esquerdo, dois alas esquerdo, mais um volante de pegada, dois meia de ofício e um goleiro que poderia ser Jair do Bahia de feira.

  3. Bosco
    Responder

    Erros primários foram cometidos ao longo do campeonato estadual (largamos com muita folga no primeiro turno e por pouco não deixamos escapar) no returno fezemos uma campanha pífia. Não deu outra! Demitiram Ranielle, sem pensar. A prova foi a vinda de Sérgio Soares ( coitado) uma barca furada. Admiro muito a coragem do comandante Roberto Fernandes, com esses pernas de pau não vai a lugar nenhum.

  4. Realista
    Responder

    Roberto Fernandes chegou aqui um “ilustre desconhecido” contratado pelo América que havia demitido Flávio Araújo em 2012.
    Conquistou o campeonato estadual comandando o clube, tirando o alvirrubro de uma fila de oito anos sem o título do certame.
    No ano seguinte, consolidou seu status de “herói”, quando evitou o rebaixamento do ABC na Série B daquele ano, trazendo jogadores de qualidade, trancando adversários no vestiário e implementando sua filosofia exigente.
    Só que…naquela oportunidade o alvinegro estava numa Série B, onde rola muita grana e os cofres do clube ainda tinham bala na agulha!
    A realidade de hoje, sete anos depois, aponta um clube beirando a falência, devendo os tubos, enrolado com a justiça do trabalho (Inclusive o próprio Fernandes saiu do clube naquela época pela porta dos fundos e uma enorme dívida a ser quitada!!) e vindo de temporadas onde só conquistou o nosso falido e sem futuro campeonato estadual!
    E aí?
    Será que o comandante vai conseguir obrar milagre dessa vez?

Deixe um comentário