O técnico do ABC, Roberto Fernandes tentar espantar o espírito de derrota que se “apossou” do Alvinegro. A fórmula encontrada pelo técnico foi a de contratar praticamente um novo time. Richardson, Caio César, Guilherme, Dione, Lohan e outros que ainda podem entrar fazem parte dessa espécie de “Exército da Salvação Abecedista”.

Segundo Roberto Fernandes, o vestiário do jogo contra o Globo foi determinante para que ele pensasse em mudanças tão radicais na equipe. O treinador disse que ao invés de raiva, brigas e revolta, encontrou apenas um clima de “velório”, que não seria típico de uma equipe que teria condições de realizar a virada necessária para escapar do rebaixamento para a Série D.

O maior empecilho que vejo para que essa fórmula funcione é o tempo. Mesmo que todos estejam imbuídos da nova missão dada por Roberto Fernandes, ainda assim isso é futebol e precisa de tempo para que um amontoado de atletas se transforme em equipe. Apesar disso, já testemunhei, muitas vezes, reações impressionantes. A torcida abecedista ainda quer acreditar nessa possibilidade.

Deixe um comentário