Ontem o blog deu início a uma série mostrando locais que poderiam estar sendo melhor utilizados para a prática esportiva, mas que enfrentam problemas por descaso, abandono, subutilização, ou mau uso. Começamos pela Via Costeira e mostramos lixo. Hoje, continuamos na rodovia litorânea de Natal para falar de outro problema grave. O calçadão. Nele, o primeiro e mais evidente problema está em sua localização. O local adequado seria justamente o do Parque das Dunas. Ao ser construído do lado dos hotéis, leva perigo aos usuários, uma vez que as entradas dos empreendimentos cruzam o calçadão em vários pontos.

Foto: Itamar Ciríaco

Foto: Itamar Ciríaco

Se não bastasse o risco com os carros, o projeto contempla, na mesma calçada, separados apenas por diferenças de cores no piso, o calçadão e a ciclovia. Ou seja, o risco enorme de um acidente entre ciclistas e caminhantes/corredores. Para colaborar com esse risco de “colisão”, publico as duas fotos abaixo. A primeira mostra a falta de manutenção no local, com o mato avançando sobre a área determinada aos caminhantes/corredores, obrigando-os a invadir a faixa dos ciclistas (a maioria desses, inclusive, prefere se arriscar entre os carros ao utilizar a ciclovia-calçadão improvisados). A segunda foto identifica erros urbanísticos graves. A nova parada de ônibus, apesar de bonita, avança sobre o calçadão, ocupando graças a estrutura para a cobertura, quase a metade do passeio. Do outro lado, uma placa de sinalização, também estreita o calçadão. Ou seja, o afunilamento faz com que os usuários “marquem um encontro” no centro do calçadão. Isso tudo sem falar nos inúmeros buracos e desnível de solo ao longo da Via Costeira. Caso você, leitor, tenha outros exemplos, encaminhe fotos e texto para: itamar@tribunadonorte.com.br – Neste email, os órgãos responsáveis podem encaminhar, caso queiram, as respostas.

Foto: Itamar Ciríaco

Foto: Itamar Ciríaco

Deixe um comentário